Livros, Artigos e outros Textos   Brasileiros


Esta categoria abrange artigos publicados em revistas científicas, textos apresentados em eventos e artigos de pesquisa, bem como monografias de conclusão de curso, entre outros. As referências são arroladas em ordem alfabética.
one hour cash advance

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Z

A

ABREU, Cristiano Nabuco de; CANGELLI FILHO, Raphael. Anorexia nervosa e bulimia nervosa: abordagem cognitivo-construtivista de psicoterapia. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 31, n. 4, 2004. Acesso em: 25 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832004000400010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra que expõe proposta de tratamento psicoterápico para a anorexia nervosa e bulimia nervosa a partir da abordagem cognitivo-construtivista. O artigo está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO e também em formato PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

ACIOLI, Alvaro. Reflexões sobre o humano na assistência psiquiátrica. São Paulo: Sociedade Paulista de Psiquiatria Clínica. Acesso em: 17 maio 2002.
http://www.sppc.med.br/acioli.htm
O texto é uma reflexão sobre as poucas mudanças ocorridas em relação a reforma na assistência psiquiátrica. Está disponibilizado pela Sociedade Paulista de Psiquiatria Clínica - SPPC. O autor é docente da Faculdade de Medicina de Teresópolis.

ALMEIDA, Osvaldo P. et.al. Fatores preditores e conseqüências clínicas do uso de múltiplas medicações entre idosos atendidos em um serviço ambulatorial de saúde mental. Revista Brasileira de Psiquiatria. São Paulo, v.21, n.3, jul./set. 1999. Acesso em: 30 ago.2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44461999000300006&lng=pt&nrm=iso
Estudo feito com idosos com mais de 60 anos, atendidos no serviço ambulatorial de saúde mental da Santa Casa de São Paulo, com a finalidade de investigar e avaliar os sintomas físicos e psicológicos decorrentes do uso impróprio de medicamentos. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO.
Contato: abp-publicacoes@dialdata.com.br

ALMEIDA, Osvaldo P. Idosos atendidos em serviço de emergência de saúde mental: características demográficas e clínicas. Revista Brasileira de Psiquiatria. São Paulo, v.21, n.1, jan./mar.1999. Acesso em: 28 ago.2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44461999000100005&lng=pt&nrm=iso
Estudo realizado na Santa Casa de São Paulo, tem por finalidade investigar os transtornos mentais que mais freqüentemente levam o idoso a um serviço de emergência psiquiátrica. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: abp-publicacoes@dialdata.com.br

ALMEIDA, Osvaldo P. Sintomas psiquiátricos entre pacientes com demência atendidos em um serviço ambulatorial. Arquivos de Neuro-Psiquiatria, v.57, n.4, dez.1999. Acesso em: 23 maio 2000.
http://www.scielo.br/cgi-bin/fbpe/fbtext?got=last&pid=S0004-282X1999000600007&usr=fbpe&lng=pt&seq=0004-282X-011&nrm=iso&sss=1&aut=71981947
O artigo tem o objetivo de investigar a prevalência de morbidade psiquiátrica entre os pacientes com o diagnóstico clínico de demência (CID-10), atendidos na clínica de memória da Santa Casa de São Paulo entre fevereiro de 1997 e maio de 1998. Foi avaliado o estado mental e cognitivo dos pacientes por meio da versão ampliada do SRQ-20 e o do MMSE. Como resultado dos 75 pacientes analisados, quarenta e cinco porcento tiveram escores iguais ou maiores do que 8 no SRQ-20, o que indicou a presença significativa de morbidade psiquiátrica. O arquivo pode também ser carregado em PDF.
Contato: arqneuro@sti.com.br

ALVERGA, Alex Reinecke de; DIMENSTEIN, Magda. A reforma psiquiátrica e os desafios na desinstitucionalização da loucura. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v.10, n.20, jul/dez. 2006. Acesso em: 04 abril 2007.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832006000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O texto propõe pesquisar certos aspectos presentes nos Centros de Atenção Psicossocial - CAPS, que são serviços substitutivos da atenção manicomial. Discute que o principal desafio da reforma psiquiátrica não está somente na falta de velocidade na sua implementação, mas na direção que vem tomando, que por sua vez requer radicalização e o rompimento com o que se aplicava anteriormente. Os autores são Universidade Federal da Paraíba e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Está disponível em texto completo, pelo portal de revistas eletrônicas SciELO, nos formatos html e PDF.
Contato: intface@fmb.unesp.br

AMARAL, Márcia A. do. Atenção à saúde mental na rede básica: estudo sobre a eficácia do modelo assistencial. Revista de Saúde Pública, v. 31, n. 3, jun. 1997. Acesso em: 12 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101997000300010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Análise da implementação da política de saúde mental para a rede básica de saúde, no Município de Campinas, através de estudo epidemiológico descritivo em pacientes egressos de um hospital psiquiátrico e encaminhados aos centros de saúde para continuidade do tratamento. A autora pertence ao Departamento de Medicina Preventiva e Social, da Faculdade de Medicina, da Universidade Estadual de Campinas - FM-UNICAMP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

AMARANTE, Paulo. Novos sujeitos, novos direitos: o debate em torno da reforma psiquiátrica. Cadernos de Saúde Pública, v. 11, n. 3, jul./set. 1995. Acesso em: 9 jun. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X1995000300024&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo de análise e debate das discussões existentes em torno do processo da reforma psiquiátrica brasileira e do Projeto de Lei Paulo Delgado, que propõe a extinção dos hospitais psiquiátricos e sua substituição por outras tecnologias de cuidado em saúde mental. O autor enfatiza que o conceito de desinstitucionalização é central para a reforma psiquiátrica onde o aspecto ético deve ser fundamental para discernir os rumos da reforma. Paulo Amarante pertence ao Núcleo de Estudos Político-Sociais em Saúde, do Departamento de Administração em Saúde Pública, da Escola Nacional de Saúde Pública/Fiocruz - ENSP-FIOCRUZ. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

ANDRADE, Rubia Laine de Paula; PEDRÃO, Luiz Jorge. Algumas considerações sobre a utilização de modalidades terapêuticas não tradicionais pelo enfermeiro na assistência de enfermagem psiquiátrica. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. 5, set./out. 2005. Acesso em: 25 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000500019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Revisão de literatura sobre trabalhos que descrevem modalidades terapêuticas não tradicionais, como a música, a atividade motora, o acompanhamento terapêutico e a ioga, que o enfermeiro psiquiátrico tem capacidade para utilizar em sua prática diária. Rubia Laine de Paula Andrade é enfermeira, especialista em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental, do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - HCRP-FMRP-USP e Luiz Jorge Pedrão é docente da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OMS para o desenvolvimento da pesquisa em enfermagem, da Universidade de São Paulo - EERP-USP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

ANDREOLI, Paola B. A.; MARI, Jair de J. Avaliação do programa assistencial de um serviço de interconsulta psiquiátrica e psicológica. Revista de Saúde Pública, v. 36, n. 2, abr. 2002. Acesso em: 19 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102002000200015&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
Estudo investigativo quanto a pertinência dos critérios subjetivos adotados por um serviço de interconsulta psiquiátrica e psicológica e sua adequação na avaliação dos registros e resultados objetivos obtidos, aplicado em supervisores de um serviço de um hospital universitário de São Paulo. Os autores pertencem ao Departamento de Psiquiatria, da Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo - DPSIQ-UNIFESP. O artigo está disponível na íntegra, somente em língua inglesa, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

ANDREOLI, Paola Bruno de A.; MARTINS, Luis Antônio N.; MARI, Jair de Jesus. Satisfação do usuário médico com um serviço de interconsulta psiquiátrica e psicológica. Psiquiatria na Prática Médica, v. 34, n. 4, 2001/2002. Acesso em: 14 maio de 2004.
http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/original7_01.htm
Texto na íntegra, que trata dos fatores associados à satisfação dos usuários com o serviço de interconsulta psiquiátrica e psicológica oferecido pelo Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo - EPM/UNIFESP.
Contato: pbandreoli@psiquiatria.epm.br

ANDREOLI, Sérgio B., ALMEIDA FILHO, Naomar de; COUTINHO, Evandro S. F. et al. Identificação de casos psiquiátricos em estudos epidemiológicos multifásicos: métodos, problemas e aplicabilidade. Revista de Saúde Pública, v. 34, n. 5, out. 2000. Acesso em: 19 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102000000500007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo de avaliação dos métodos de identificação de casos psiquiátricos, em amostras populacionais, utilizando procedimentos de rastreamento, com base nos procedimentos e resultados da análise dos dados do Estudo Multicêntrico de Morbidade Psiquiátrica do Adulto, conduzido nas cidades de Brasília, São Paulo e Porto Alegre, entre 1990-1991. Sérgio B. Andreoli pertence ao Departamento de Psiquiatria, da Universidade Federal de São Paulo - DPSIQ-UNIFESP, Naomar de Almeida Filho pertence ao Instituto de Saúde Coletiva, da Universidade Federal da Bahia - ISC-UFBA e Evandro S. F. Coutinho do Departamento de Epidemiologia, da Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

ANDREOLI, Sérgio Baxter et al. Confiabilidade de instrumentos diagnósticos: estudo do inventário de sintomas psiquiátricos do DSM-III aplicado em amostra populacional. Cadernos de Saúde Pública, v.17, n.6, 2001. Acesso em: 03 jul. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2001000600010&lng=pt&nrm=iso
O artigo mostra o estudo realizado para verificar a confiabilidade de instrumentos diagnósticos no campo da psiquiatria. Aplicado em amostras representativas da população geral de três cidades brasileiras, apresenta as principais dificuldades e as possíveis soluções para o método de avaliação. Possui versão impressa e está disponível na íntegra através do SciELO, podendo ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

ANDREOLI, Sérgio Baxter, RONCHETTI, Simone de Souza B., MIRANDA, Ana Lúcia Pimenta de et al. Utilização dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) na cidade de Santos, São Paulo, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 20, n. 3, maio/jun. 2004. Acesso em 02 junho 2004.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2004000300021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Realização de censo de pacientes atendidos nos CAPS da cidade de Santos no período de 01 a 30 de junho de 2001. Possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo ser carregado em formato PDF.
Contato: andreoli@psiquiatria.epm.br

ANDREOLI, Sérgio Baxter; MARI, Jair de Jesus; BLAY, Sérgio Luis et al. Estrutura fatorial do questionário de morbidade psiquiátrica de adultos aplicado em amostras populacionais de cidades brasileiras. Revista de Saúde Pública, v. 28, n. 4, ago. 1994. Acesso em: 11 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101994000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo da estrutura fatorial do Questionário de Morbidade Psiquiátrica do Adulto (QMPA) com o objetivo de comparar a estrutura fatorial do questionário, que identifica sintomas psiquiátricos, uso de serviço e de drogas psicotrópicas, em três regiões urbanas brasileiras (Brasília, São Paulo e Porto Alegre). Os autores pertencem ao Departamento de Psiquiatria e Psicologia Médica, da Escola Paulista de Medicina - UNIFESP-EPM. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO e pode ser baixado também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

ANDRIOLA, Wagner Bandeira; CAVALCANTE, Luanna Rodrigues. Avaliação da depressão infantil em alunos da pré-escola. Psicologia Reflexão e Crítica, v.12, n.2, 1999. Acesso em: 16 fev. 2004.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79721999000200011&lng=pt&nrm=iso
Trata-se de uma pesquisa realizada em Fortaleza - CE, que tem por objetivo avaliar a depressão em crianças da pré-escola, utilizando a Escala de Sintomatologia Depressiva para Professores - ESDM-P. Texto disponível na íntegra pelo Portal de revista SciELO.
Contato: prcrev@ufrgs.br

ANTUNES, Sonia Marina de Oliveira; QUEIROZ, Marcos de Souza. A configuração da reforma psiquiátrica em contexto local no Brasil: uma análise qualitativa. Cadernos de Saúde Pública, v. 23, n. 1, jan. 2007. Acesso em: 12 jan. 2007.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000100022&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo qualitativo, focado nas atividades do Centro de Atenção Psicossocial - CAPS, serviço municipalizado de saúde mental em Andradas - MG. Especificamente analisa as representações sociais dos profissionais de saúde no atendimento ao doente mental, frente à reforma psiquiátrica, avaliando o novo processo de desospitalização. Os autores são da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

AQUINO, Tereza. Síndrome do pânico. Cérebro & Mente, n. 12, fev./abr. 2001. Acesso em: 12 maio 2004.
http://www.cerebromente.org.br/n12/doencas/panico.htm
Aborda-se de forma sucinta a síndrome do pânico, uma situação limite com manifestações físicas e psíquicas que reunidas formam o quadro sintomatológico da doença. Texto na íntegra, disponível pela Cérebro & Mente, uma publicação do Núcleo de Informática Biomédica - NIB da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP.
Contato: aquino@ism.com.br

ARAÚJO, Tânia M. et al. Aspectos psicossociais do trabalho e distúrbios psíquicos entre trabalhadoras de enfermagem. Revista de Saúde Pública, v. 37, n.4, ago. 2003. Acesso em: 5 nov. 2003.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102003000400006&lng=pt&nrm=iso
Trata-se de um estudo, realizado em um hospital público de Salvador - BA, que tem por objetivo avaliar a associação entre demandas de trabalho e a ocorrência de distúrbios psíquicos menores entre profissionais da área de enfermagem. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF. A autora apresenta endereço para contatos.
Contato: revsp@org.usp.br

ARAÚJO, Tânia Maria de; GRAÇA, Cláudia Cerqueira; ARAÚJO, Edna. Estresse ocupacional e saúde: contribuições do Modelo Demanda-Controle. Ciência & Saúde Coletiva, v.8, n.4, 2003. Acesso em: 28 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232003000400021&lng=pt&nrm=iso
Apresenta as bases teóricas e metodológicas do Modelo Demanda-Controle, e discute sua capacidade para identificar diferentes situações de risco à saúde mental dos trabalhadores. Esse modelo recorta duas dimensões no ambiente laboral: as demandas psicológicas e o controle do trabalhador sobre o próprio trabalho. O Job Content Questionnaire - JCQ é o instrumento proposto para medir essas dimensões do trabalho. Dois estudos epidemiológicos, de corte transversal, são apresentados e discutidos. Os autores são vinculados ao Núcleo de Epidemiologia do Departamento de Saúde da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br

ARENALES, Luís Antônio Batista; ARENALES, Nelma de Hollanda Botti; CRUZ, José Pestana. Delírio de canibalismo em esquizofrenia paranoíde: relato de caso. Psychiatry Online Brazil, v. 4, n. 3, 1999. Acesso em: 27 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/casc0399.htm
Através do relato de um caso clínico de esquizofrenia paranóide, discute-se o delírio de canibalismo e as dificuldades de tratamento. Luís Antônio é psiquiatra da Unidade de Saúde Mental do Hospital Frei Galvão de Guaratinguetá - SP, Nelma de Hollanda é psicóloga clínica e José Pestana é psicólogo clínico responsável pelo Serviço de Psicologia Clínica do Hospital de Faro, Portugal. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: arenales@provale.com.br

ARENALES, Luis; ARENALES, Nelma H. B.; CRUZ, José P. Autópsia psicológica em adolescente suicida: relato de caso. Psychiatry Online Brazil, v. 7, n. 5, 2002. Acesso em: 21 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0502_b.htm
Através de relato de caso, aborda-se o procedimento da autópsia psicológica em adolescentes suicidas, um procedimento que fornece dados importantes para o estudo da conduta desses indivíduos. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: giovanni@polbr.med.br

AUTISMO: saiba como lidar. São Paulo: Rede SACI. Acesso em 12 maio 2003.
http://www.saci.org.br/index.php?modulo=akemi¶metro=4255
Texto, extraído do Jornal da AME e disponível pela Rede SACI. Descreve alguns dos principais aspectos que envolvem o autismo e traz informações sobre a doença, os sintomas, sua forma de manifestação e o tratamento. Também destaca o papel da Associação de Amigos do Autista - AMA no atendimento de crianças e adolescentes autistas.
Contato: saci@saci.org.br

AVANCI, Rita de Cássia; MALAGUTI, Silmara Elaine; PEDRÃO, Luiz Jorge. Autoritarismo e benevolência frente à doença mental: estudo com alunos ingressantes no curso de enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.10, n.4, 2002. Acesso em: 06 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692002000400007&lng=pt
Trata-se de um estudo realizada no ano de 1998, com os alunos iniciantes no Curso de Graduação em Enfermagem e Obstetrícia da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - EERP-USP, tendo como objetivo verificar as atitudes desses alunos frente aos portadores de doença mental e, para isso, foi utilizada a escala de opiniões sobre a doença mental. Os resultados apontaram que os alunos em questão são autoritários frente ao referido paciente, com tendência a um protecionismo bondoso, permitindo concluir que esses aspectos devem ser considerados na elaboração dos programas das disciplinas dessa área, tendo em vista uma melhor preparação do futuro profissional para oferecer uma assistência em enfermagem psiquiátrica e saúde mental mais terapêutica e eficiente, buscando o cuidado integral do portador de doença mental. As autoras são alunas de graduação do curso de enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP e, Luiz Pedrão é docente na instituição referida. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

AZEVEDO, Alexandre Pinto de. A equipe de Saúde Mental no tratamento da obesidade. Revista ABESO, n. 17. Acesso em: 18 maio 2004.
http://www.abeso.org.br/revista/revista17/grecco.htm
Discorre sobre o papel de uma equipe de Saúde Mental no tratamento da obesidade, mais precisamente o Grupo de Estudos de Comer Compulsivo e Obesidade - GRECCO, organizado por profissionais com experiência na área psiquiátrica do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP - IPq/HC/FMUSP. Texto na íntegra disponibilizado pela Revista ABESO, uma publicação da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade - ABESO.
Contato: info@abeso.org.br


B

BALLONE G.J, Antipsicóticos Sedativos. PsiqWeb, 2005. Acesso em: 7 maio 2008
http://virtualpsy.locaweb.com.br/?art=283&sec=61
Artigo que fala sobre os tipos e usos de antipsicóticos sedativos administrados durante a fase da lactação. Disponivel no portal PsiqWeb de Geraldo Ballone.
Contato: psiqweb@uol.com.br

BALLONE, G. J. Depressão pós-parto. PsiqWeb, 2001. Acesso em: 30 ago. 2004.
http://www.psiqweb.med.br/sexo/posparto.html
Artigo na íntegra, que apresenta os transtornos puerperais com enfâse na depressão pós-parto e está disponibilizado pelo portal PsiqWeb.
Contato: psiqweb@uol.com.br

BALLONE, G. J. Suicídio na adolescência. PsiqWeb, 2003. Acesso em: 03 set. 2004.
http://www.virtualpsy.org/infantil/suicidio.html
Aborda-se a questão do suicídio na adolescência avaliando esse episódio como doença que pode ser tratada quando a pessoa voltar a normalidade. Texto na íntegra, disponível pelo portal PsiqWeb.
Contato: psiqweb@uol.com.br

BALLONE, G. J. Transtornos alimentares na adolescência. PsiqWeb, 2003. Acesso em: 30 ago. 2004.
http://sites.uol.com.br/gballone/alimentar/alimentar2.html
O artigo aborda os distúrbios alimentares em adolescentes, analisando a presença de alterações no comportamento e nos sentimentos podendo ser sintomas predisponentes para doenças como a bulimia e a anorexia. Texto na íntegra, disponível pelo portal PsiqWeb.
Contato: psiqweb@uol.com.br

BALLONE, G.J. Hipnóticos. PsiqWeb, 2005. Acesso em: 7 maio 2008.
http://virtualpsy.locaweb.com.br/?art=285&sec=61
Artigo que fala sobre os tipos, usos e adminstração de hipnóticos. Disponivel no portal de Psiquiatria de Geraldo Ballone - PsiqWeb.
Contato: psiqweb@uol.com.br

BANDEIRA, Marina de Bittencourt; MACHADO, Elaine Leandro; PEREIRA, Ednéia Aparecida. Reinserção social de psicóticos: componentes verbais e não-verbais do comportamento assertivo, em situações de fazer e receber críticas. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 15, n. 1, 2002. Acesso em: 09 abril 2007.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Foram pesquisados componentes verbais e não-verbais da assertividade para lidar com críticas em pacientes psicóticos desinstitucionalizados e comparando com sujeitos não clínicos. Os autores são da Universidade Federal de São João Del Rei e Universidade Federal de Minas Gerais respectivamente. O texto está disponível na íntegra pelo portal de revistas eletrônicas SciELO, em formato HTML, XML e PDF.
Contato: prcrev@ufrgs.br

BARROS, S. et al. O conhecimento produzido no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem: a Enfermagem Psiquiátrica. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 39, n. especial, 2005, Acesso em: 28 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/reeusp/upload/pdf/79.pdf
Estudo descritivo-exploratório da produção científica gerada na Área de Concentração Enfermagem Psiquiátrica, no Programa de Pós-Graduação da Escola de Enfermagem da USP, para que fundamentem reflexões sobre este ensino. Atualmente, a produção científica evidencia alinhamento com as diretrizes da Reforma Psiquiátrica e tem como tendência a produção de conhecimentos a partir das práticas concretas dos trabalhadores nos campos da assistência, da gestão e do ensino de Saúde Mental. As autoras são docentes, do Departamento de Enfermagem Materno-Psiquiátrica, da Escola de Enfermagem, da Universidade de São Paulo - EE-USP exceto Rosangela Carvalho que é enfermeira especialista em Saúde Mental deste departamento. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP.
Contato: reeusp@usp.br

BASTOS, Olga Maria; DESLANDES, Suely Ferreira. Sexualidade e o adolescente com deficiência mental: uma revisão bibliográfica. Ciência & Saúde Coletiva, v. 10, n. 2, abr./jun. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232005000200017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Discussão a partir de revisão bibliográfica entre 1990 a 2003, em bases da Bireme, sobre o tema da sexualidade de adolescentes com deficiência mental e as repercussões familiares do adolescer. As autoras pertencem ao Instituto Fernandes Figueira, da Fundação Oswaldo Cruz - IFF-Fiocruz. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br

BASTOS, Othon; PICCININI, Walmor J. Voando sobre a psiquiatria brasileira: vida asssociativa e ABP. Psychiatry Online Brazil, v. 6, n. 1, 2001. Acesso em: 22 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/wal0101.htm
O artigo faz uma abordagem histórica da Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP e sua relação com a World Psychiatric Association - WPA. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: walpici@terra.com.br

BECHARA, Fábio Ramazini. APAE - Manual dos direitos fundamentais da Pessoa Portadora de Deficiência: introdução. São Paulo: Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de São Paulo, 2002. Acesso em: 21 maio 2003.
http://www.saci.org.br/index.php?modulo=akemi¶metro=2601
Este manual de direitos da Pessoa Portadora de Deficiência é constituido de parte introdutória, parte I e parte II. Texto elaborado pelo promotor de justiça do Estado de São Paulo e colaboradores da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de São Paulo - APAE. Disponibilizado pela Rede SACI, canal de comunicação e difusão de informações entre os portadores de deficiência da Universidade de São Paulo - USP, da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa - RNP e da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ.
Contato: saci@saci.org.br

BECHELLI, Luiz Paulo de C.; SANTOS, Manoel Antônio dos. O paciente na psicoterapia de grupo. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. 1, jan./fev. 2005. Acesso em: 24 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000100019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo de análise do paciente na psicoterapia de grupo, abordando os fatores que lhe proporcionam mudança no decorrer do processo e as especificidades desta modalidade terapêutica. Luiz Bechelli é psiquiatra em consultório particular de Ribeirão Preto - SP e assistente estrangeiro da Université Claude Bernard Lyon 1 e Manoel Santos é psicólogo, doutor e docente da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - FFCLRP-USP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

BECHELLI, Luiz Paulo de C.; SANTOS, Manoel Antônio dos. O terapeuta na psicoterapia de grupo. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. 2, mar./abr. 2005. Acesso em: 25 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000200018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo sobre o papel do terapeuta de grupo, delineando algumas estratégias e habilidades necessárias para o exercício da grupoterapia. Luiz Bechelli é psiquiatra em consultório particular de Ribeirão Preto - SP e assistente estrangeiro da Université Claude Bernard Lyon 1 e Manoel Santos é psicólogo, doutor e docente da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - FFCLRP-USP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

BECHELLI, Luiz Paulo de C; SANTOS, Manoel Antônio dos. Transferência e psicoterapia de grupo. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 14, n. 1, jan./fev. 2006. Acesso em: 27 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692006000100015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Análise sobre o conceito de transferência, focalizando suas peculiaridades no contexto grupal. Luiz Bechelli é psiquiatra em consultório particular de Ribeirão Preto - SP e assistente estrangeiro da Université Claude Bernard Lyon 1 e Manoel Santos é psicólogo, doutor e docente da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - FFCLRP-USP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

BERTOCELLO, Neide Marina Feijó; FRANCO, Flávia Cristina Pertinhes. Estudo bibliográfico de publicações sobre a atividade administrativa da enfermagem em saúde mental. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.9, n.5, set. 2001. Acesso em: 13 jun. 2003.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692001000500013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O artigo faz uma análise da produção científica em enfermagem sobre a atividade administrativa do enfermeiro em serviços de saúde mental no período de 1988 a 1997. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlaenf@eerp.usp.br

BERTOLOTE, José M. Legislação relativa à saúde mental: revisão de algumas experiências internacionais. Revista de Saúde Pública, v.29, n.2, abr. 1995. Acesso em: 20 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101995000200013&lng=pt
Trata-se de um estudo sobre as principais áreas de interesse atual da legislação relativa à saúde mental, a saber: direitos dos doentes mentais; qualidade da assistência; utilização da via administrativa e do controle orçamentário; e a participação dos usuários na organização e administração dos serviços de saúde mental. Com base em exemplos de modelos legislativos em alguns países, descreve-se a evolução da legislação internacional referente às pessoas acometidas de doenças mentais, indica as tendências atuais e aponta alternativas para a melhoria da situação dos direitos humanos dos doentes mentais e da qualidade da assistência que lhes é oferecida. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

BEZERRA, Ana Rafaella Chiapeta; CHALEGRE, Casiana Tertuliano; GUIMARÃES, Daniela Sá Leitão; CAMILO, Diany Ibrahim de Souza. Intervenção terapêutica-ocupacional na psicose infantil. PsiqWeb, 2002. Acesso em: 01 set. 2004.
http://gballone.sites.uol.com.br/colab/psicoseinfantil.html
O artigo apresenta as características da psicose infantil, abordando o papel da terapia ocupacional no tratamento. Texto disponível na íntegra pela PsiqWeb.
Contato: rafachiappeta@bol.com.br

BLUE, Ilona. Individual and contextual effects on mental health status in São Paulo, Brazil. Revista Brasileira de Psiquiatria, v.22, n.3, set. 2000. Acesso em: 9 set. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462000000300004&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
Trata-se de um estudo realizado com diferentes classes sociais, em três regiões de São Paulo. Analisa as variáveis socioeconômicas e o local de residência como fatores que podem afetar a saúde mental dessa população. O texto está disponível na íntegra e em inglês pelo portal de revistas eletrônicas SciELO.
Contato: abp-publicacoes@dialdata.com.br

BOARINI, Maria Lúcia; BORGES, Roselânia Francisconi. Demanda infantil por serviços de saúde mental: sinal de crise. Estudos de Psicologia (Natal), v.3, n.1, jun. 1998. Acesso em: 08 mar. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-294X1998000100005&lng=pt&nrm=iso
O trabalho é resultado de uma reflexão sobre o significado histórico da alta demanda infantil aos serviços de saúde mental na rede pública de saúde. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF. A primeira autora apresenta dados curriculares através do CNPq.
Contato: revpsi@cchla.ufrn.br

BOECHAT-BARROS, Raphael. Estimulaçäo magnética transcraniana de baixa freqüência no tratamento da depressäo. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 31, n. 5, 2004. Acesso em: 04 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832004000500007&lng=pt
O texto descreve aspectos neurofisiológicos e clínicos do uso da estimulaçäo magnética transcraniana repetitiva (EMTr), especialmente a de baixa freqüência, e aborda técnicas de neuroimagem e hipóteses sobre o funcionamento da EMTr em longo prazo. Está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

BOGGIO, Paulo Sérgio et al . Estimulação magnética transcraniana na neuropsicologia: novos horizontes em pesquisa sobre o cérebro. Revista Brasileira de Psiquiatria, v.28, n.1, 2006. Acesso em: 31 ago. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462006000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O artigo é uma revisão que discute o uso da estimulação magnética transcraniana como ferramenta de pesquisa das funções neuropsicológicas em seres humanos, apresentando trabalhos em que foram estudados aspectos da linguagem, memória e baterias neuropsicológicas em protocolos de pesquisa clínica. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: rbp@abpbrasil.org.br

BORGES, Maria Beatriz F.; JORGE, Miguel R. Evolução histórica do conceito de complusão alimentar. Psiquiatria na Prática Médica, v. 33, n. 4, out./dez. 2000. Acesso em: 04 abril 2004.
http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/especial04.htm
Apresenta a definição e a delimitação das três categorias entre os transtornos alimentares, revisa o conceito de compulsão alimentar, de sua origem às transformações ocorridas e seus aspectos clínicos. Texto na íntegra disponível pela revista Psiquiatria na Prática Médica do Departamento de Psiquiatria - UNIFESP/EPM.
Contato: biborges@terra.com.br

BOTEGA, Neury J.; BIO, Márcia R.; ZOMIGNANI, Maria Adriana et al. Transtornos do humor em enfermaria de clínica médica e validação de escala de medida (HAD) de ansiedade e depressão. Revista de Saúde Pública, v. 29, n. 5, out. 1995. Acesso em: 11 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101995000500004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo aplicado em pacientes internados em uma enfermaria geral de adultos, para medir a prevalência de transtornos do humor, utilizando como metodologia, a entrevista estruturada - Clinical Interview Schedule (CIS-R) e a escala - Hospital Anxiety and Depression (HAD). As autoras pertencem ao Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria, da Faculdade de Ciências Médicas, da Universidade Estadual de Campinas - FCM-UNICAMP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

BRAGA, Violante Augusta Batista; SILVA, Graciette Borges da. O ensino de enfermagem psiquiátrica no Ceará a realidade que se esboça. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.8, n.1, jan. 2000. Acesso em: 07 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692000000100003&lng=pt
Estudo visando a análise e caracterização do ensino da disciplina Enfermagem Psiquiátrica nos cursos de graduação em Enfermagem do Ceará. A partir de uma abordagem histórico-estrutural, foram analisados o discurso formal das instituições (currículos e programas de disciplina) e o discurso de seus docentes. Constatou-se que o ensino de tal disciplina passa por um momento de reflexão, incertezas e mudanças, provocado pelo processo de reforma curricular e da assistência psiquiátrica. Violante Braga é professora doutora do Departamento de Enfermagem da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem da Universidade Federal do Ceará - UFC; Graciette Silva é professora associada do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - EERP-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

BRANDÃO JUNIOR, Paulo Starling. Biossegurança e AIDS: as dimensões psicossociais do acidente com material biológico no trabalho em hospital. Rio de Janeiro, 2000. Dissertação (mestrado) - Escola Nacional de Saúde Pública, FIOCRUZ. Acesso em: 21 fev. 2003.
http://portalteses.cict.fiocruz.br/transf.php?script=thes_cover&id=000017&lng=pt&nrm=iso
Pretende analisar as dimensões psicossociais de profissionais da área da saúde envolvidos em acidentes com material biológico. Dentre os temas abordados estão a vulnerabilidade ao HIV, as condições de trabalho hospitalar, a relação dos efeitos colaterais com os fenômenos psicossomáticos, entre outros. Foram feitas entrevistas com 21 trabalhadores de saúde do Hospital dos Servidores no Rio de Janeiro nos anos de 1997 e 1998. O trabalho completo está disponível online e no formato PDF no site da Biblioteca Lincoln de Freitas Filho da Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP.
Contato: rferrari@cict.fiocruz.br

BRANT, Luiz Carlos; DIAS, Elizabeth Costa. Trabalho e sofrimento em gestores de uma empresa pública em reestruturação. Cadernos de Saúde Pública, v. 20, n. 4, jul./ago. 2004. Acesso em: 24 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2004000400008&lng=pt&nrm=iso
Estudo transversal realizado em uma empresa pública, em processo de reestruturação, localizada na região metropolitana de Belo Horizonte - Minas Gerais, com o objetivo de evidenciar as manifestações do sofrimento em seus gestores. Utilizaram-se como instrumentos o Self-Report Questionnaire-20, o questionário sócio-econômico, a análise documental e o grupo focal. As principais manifestações do sofrimento foram: angústia (73,2%), tristeza (43,7%) e insatisfação (39,0%). Das nove variáveis estudadas, apenas o gênero mostrou-se estatisticamente associado ao sofrimento e dessa forma, as trabalhadoras apresentaram sofrimento significativamente superior ao dos trabalhadores. Concluiu-se que o destino do sofrimento dado pelos gestores pode-se constituir em fator de adoecimento ou, ao contrário, de saber fundamental para a construção da saúde. A definição desse destino implica a existência de uma estrutura que possa oferecer um espaço capaz de acolher as manifestações do sofrimento gerencial. A saúde do trabalhador, como campo de conhecimento e de intervenção, poderá se reestruturar para tal. Elizabeth Dias é docente no Departamento de Medicina Preventiva e Social da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria Executiva Coordenação Nacional de DST e AIDS. A Política do Ministério da Saúde para a Atenção Integral a Usuários de Álcool e outras Drogas. Brasília, 2003. (Série B. Textos básicos de Saúde) Acesso em:
http://dtr2001.saude.gov.br/editora/produtos/livros/pdf/03_0277_%20M.pdf
O artigo apresenta a nova política governamental de atenção aos usuários de álcool e drogas, em uma perspectiva extra-hospitalar, onde as demandas do paciente possam ser atendidas, fora do contexto de preconceito e sub-atendimento experenciado pelos mesmos nas últimas décadas. Foi feito com as contribuições da Secretaria Executiva de Coordenação Nacional de DST e AIDS, tratando-se, portanto, de um artigo interdisciplinar.
Contato: saudemental@saude.gov.br

BREDA, Mércia Zeviani; AUGUSTO, Lia Giraldo da Silva. O cuidado ao portador de transtorno psíquico na atenção básica de saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 6, n. 2, 2001.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232001000200016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo de compreensão do cuidado prestado em saúde aos portadores de transtornos psíquicos na atenção básica em saúde, desenvolvido em um bairro periférico do município de Maceió, de exclusividade do Programa de Saúde da Família. Mércia Zeviani Brêda pertence ao Departamento de Enfermagem, da Universidade Federal de Alagoas - UFAL e Lia Giraldo da Silva Augusto ao Departamento de Estudos em Saúde Coletiva, Centro de Pesquisa Ageu Magalhães, Fundação Oswaldo Cruz - CPqam-FIOCRUZ. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br

BREDA, Mércia Zeviani; ROSA, Walisete de Almeida Godinho; PEREIRA, Maria Alice Ornellas et al. Duas estratégias e desafios comuns: a reabilitação psicossocial e a saúde da família. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. 3, maio/jun. 2005. Acesso em: 25 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000300021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Reflexão sobre as Estratégias de Saúde da Família e de Reabilitação Psicossocial, no momento em que a atenção psiquiátrica e a atenção básica se colocam em estreita vinculação, a partir da experiência e da revisão de referenciais que abordam tais temas. Walisete de Almeida Godinho Rosa e Mércia Zeviani Brêda são doutorandas em Enfermagem Psiquiátrica na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - EERP-USP e ainda docente da Universidade Federal de Alagoas - UFAL e Maria Alice Ornellas Pereira é docente da Universidade Estadual Paulista - UNESP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

BRESSAN, Vânia Regina; SCATENA, Maria Cecília Morais. O cuidar do doente mental crônico na perspectiva do enfermeiro: um enfoque fenomenológico. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.10, n.5, set./out. 2002. Acesso em: 20 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692002000500009&lng=pt
Estudo fenomenológico realizado com enfermeiros de dois macro-hospitais do interior do Estado de São Paulo, com o objetivo de desvelar a visão que esses profissionais têm do doente mental crônico e sua percepção no cuidado/trabalho com tais pacientes. Foram coletados os discursos desses enfermeiros e realizadas observações nos locais de trabalho. Numa aproximação ao pensamento de Heidegger, pode-se compreender os três momentos distintos na relação enfermeiro-paciente, servindo de base à elaboração de novas condutas. Vânia Bressan é enfermeira e mestre em enfermagem psiquiátrica pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP; Maria Scatena é professora associada da referida instituição. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

BUSNELLO, Ellis D. et al. Confiabilidade diagnóstica dos transtornos mentais da versão para cuidados primários da Classificação Internacional das Doenças. Revista de Saúde Pública, v.33, n.5, out. 1999. Acesso em: 19 maio 2000.
http://www.scielo.br/cgi-bin/fbpe/fbtext?got=last&pid=S0034-89101999000500008&usr=fbpe&lng=pt&seq=0034-8910-017&nrm=iso&
O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO podendo também ser carregado em formato PDF. O estudo em questão tem por objetivo avaliar a confiabilidade da versão para teste do capítulo V - "Transtornos Mentais e do Comportamento", da décima revisão da Classificação Internacional das Doenças, Versão para Cuidados Primários (CID-10 CP). Todos os autores são do Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde para Pesquisa e Treinamento em Saúde Mental no Brasil da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS.
Contato: revsp@org.usp.br


C

CADERNO de Textos da Conferência Nacional de Saúde Mental : cuidar sim, excluir não, 3., 2001, Brasília. Acesso em: 16 dez. 2004.
http://www.ee.usp.br/doc/Caderno.pdf
São textos selecionados no campo da reforma psiquiátrica brasileira e que serviu como subsídio para as discussões da 3ª Conferência Nacional de Saúde Mental em 2001. Os artigos estão voltados à reorientação do modelo assistencial. Está disponível na íntegra em arquivo PDF, pelo Centro Colaborador da OMS para Pesquisa e Treinamento em Enfermagem em Saúde Mental, sediado no Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Psiquiátrica da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EEUSP.
Contato: ccomsenf@edu.usp.br

CÂMARA, Fernando Portela. História da psiquiatria: instituição da psicoterapia na medicina brasileira - 1887-1889. Psychiatry Online Brazil, v. 8, n. 1, 2003. Acesso em: 16 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/wal0103.htm
É feita uma abordagem histórica da inserção da psicoterapia na medicina brasileira, com citação a vários autores pioneiros. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: giovanni@dialdata.com.br

CÂMARA, Fernando Portela. Introdução aos transtornos de personalidade. Psychiatry Online Brazil, v. 6, n. 9, 2001. Acesso em: 22 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0901_a.htm
Aborda-se os transtornos da personalidade de forma introdutória, analisando sua importância, implicações, diagnóstico e tratamento. O autor é psiquiatra do Instituto Pavloviano do Rio de Janeiro. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: fpcamara@cremerj.com.br

CÂMARA, Fernando Portela. Transtornos bipolares na prática. Psychiatry Online Brazil, v. 7, n. 11, 2002. Acesso em: 21 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo1102.htm
Trata-se os transtornos bipolares na prática médica, apresentando as classificações oficiais, diagnóstico e formas de tratamento. O autor é psiquiatra do Instituto Pavloviano do Rio de Janeiro. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: giovanni@dialdata.com.br

CAMOZZATO, Analuiza; CHAVES, Márcia L. F. Esquizofrenia em homens pelo desempenho cognitivo: valor discriminativo e diagnóstico. Revista de Saúde Pública, v. 36, n. 6, dez. 2002. Acesso em: 24 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102002000700013&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
Estudo transversal com pacientes ambulatoriais esquizofrênicos e voluntários saudáveis, para avaliar os valores discriminativos e diagnósticos de testes neuropsicológicos na identificação de pacientes com esquizofrenia. Os autores pertencem a Faculdade de Medicina, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - FAMED-UFRGS. O artigo está disponível na íntegra, somente em língua inglesa, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

CAMPOS, Célia Maria Sivalli; SOARES, Cássia Baldini. A produção de serviços de saúde mental: a concepção de trabalhadores. Ciência & Saúde Coletiva, v.8, n.2, 2003. Acesso em: 04 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232003000200022&lng=pt&nrm=iso
Aborda a produção de serviços de saúde mental, entendida como um conjunto de práticas assistenciais norteadas pelas diretrizes da política social pública e que se concretiza num determinado "espaço geossocial", tendo como objetivo descrever as concepções dos trabalhadores desses serviços, do município de São Paulo, que fizeram o curso de especialização em tecnologias em saúde mental, da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EE-USP. No âmbito hospitalar, ambulatorial e da Unidade Básica de Saúde, a concepção de saúde-doença é multifatorial e centrada no indivíduo. Já no Centro de Atenção em Saúde Mental - CAPS, a concepção aproximou-se da teoria da determinação social. Quanto ao processo de trabalho, o objeto recortado foi predominantemente o indivíduo doente e até mesmo o sintoma da doença, distinguindo-se no CAPS uma concepção que relaciona o usuário à sua "rede social". O desafio é avançar o entendimento da concepção do processo saúde-doença e redefinir processos de trabalho, pautados no âmbito dos determinantes e não somente no dos resultados do processo saúde-doença. As autoras são docentes no Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EE-USP. O artigo está disponível, na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser visualizado em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br

CAMPOY, Marcos Antônio; MERIGHI, Miriam Aparecida Barbosa; STEFANELLI, Maguida Costa. O ensino de enfermagem em saúde mental e psiquiátrica: visão do professor e do aluno na perspectiva da fenomenologia social. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. 2, mar./abr. 2005. Acesso em: 24 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo para compreender o processo ensino-aprendizagem na perspectiva do professor e do aluno que vivenciaram a disciplina de enfermagem em saúde mental e psiquiátrica. Marcos Campoy é doutor em enfermagem, da Universidade de São Paulo - USP, Miriam Merighi e Maguida Stefanelli são doutoras e docentes em enfermagem na Escola de Enfermagem, da Universidade de São Paulo - EE-USP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

CARDOSO, Clareci Silva et al. Factors associated with low quality of life in schizophrenia. Cadernos de Saúde Pública, v. 21, n. 5, set./out. 2005. Acesso em: 24 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2005000500005&lng=pt&nrm=iso
Estudo transversal realizado com pacientes esquizofrênicos ambulatoriais, recrutados do serviço de referência em saúde mental de Divinópolis - Minas Gerais, com o objetivo de investigar as variáveis sócio-demográficas e clínicas relacionadas com uma baixa qualidade de vida. Para mensurar a qualidade de vida foi utilizada a escala QLS-BR em uma amostra de 123 pacientes. Os dados foram analisados utilizando-se regressão logística multivariada. Os resultados indicaram que um pior escore de qualidade de vida estava associado ao sexo masculino, ser solteiro, ter renda e escolaridade baixas, estar em uso de três ou mais medicamentos, ter apresentado agitação psicomotora na entrevista e estar fazendo acompanhamento ambulatorial. Dessa forma, esse estudo aponta indicadores plausíveis para a atenção e cuidado do portador de sofrimento mental. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

CARLINI-COTRIM, Beatriz. Potencialidades da técnica qualitativa grupo focal em investigações sobre abuso de substâncias. Revista de Saúde Pública, v. 30, n. 3, jun. 1996. Acesso em: 11 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101996000300013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo sobre o grupo focal, com ênfase em investigações na área de abuso de drogas. A autora pertence ao Departamento de Psicobiologia, da Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

CARVALHO, Aline de Mesquita. Demência como fator de risco para queda seguida de fratura grave em idosos. Rio de Janeiro, 2000. Dissertação (mestrado) - Escola Nacional de Saúde Pública, FIOCRUZ. Acesso em: 19 out. 2004.
http://portalteses.cict.fiocruz.br/transf.php?script=thes_cover&id=000076&lng=pt&nrm=iso
Tem por objetivo investigar a associação entre demência e queda seguida de fratura grave entre idosos atendidos em 5 hospitais da rede pública do município do Rio de Janeiro. Para identificar as circunstâncias envolvidas na queda, foram levados em conta os fatores de sexo, idade, estado conjugal, estado de saúde, consumo de álcool, medicamentos e ocorrências anteriores. O texto completo está disponível online e no formato PDF no site da Biblioteca Lincoln de Freitas Filho da Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP.
Contato: bvsspteses@bireme.br

CARVALHO, Marissol Bastos de; FELLI, Vanda Elisa Andres. O trabalho de enfermagem psiquiátrica e os problemas de saúde dos trabalhadores. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 14, n. 1, jan./fev. 2006. Acesso em: 27 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692006000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo fundamentado na determinação social e na sistematização de Laurell e Noriega, busca compreender o processo saúde-doença vivenciado pelos trabalhadores de enfermagem em um hospital psiquiátrico, e assim, identificar as cargas a que estão expostos, apreender os processos de desgaste e analisar as estratégias de enfrentamento apontadas como processos potencializadores da qualidade de vida no trabalho. Marissol Bastos de Carvalho é enfermeira, docente do Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas - UniFMU e Vanda Elisa Andres Felli é enfermeira, livre-docente da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EE-USP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

CASTRO, Rosiani B. R. de; SILVA, Maria Júlia Paes da. A comunicação não-verbal nas interações enfermeiro-usuário em atendimentos de saúde mental. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 9, n. 1, 2001. Acesso em: 21 out. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692001000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Análise da comunicação não-verbal do enfermeiro em 11 interações em atendimentos de saúde mental. As autoras são: doutoranda da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EE-USP e docente da Universidade de Santo Amaro - UNISA e Universidade do Grande ABC - UniABC e professora doutora do Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica, da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EE-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

CAVALCANTE, Antonio Mourão. Psiquiatria, outros olhares: droga como ilusão de felicidade. Psychiatry Online Brazil, v. 8, n. 4, 2003. Acesso em: 16 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/mour0403.htm
Questiona-se o uso de drogas sob o aspecto pessoal de quem usa, sob os aspectos psicodinâmicos e sob os aspectos sócio-econômicos e culturais que regem a sociedade. O autor é psiquiatra e atua como docente da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceara - UFC. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: mourao@ufc.br

CAVALCANTE, Antonio Mourão. Psiquiatria, outros olhares: falando em terapia familiar sistêmica. Psychiatry Online Brazil, v. 9, n. 1, 2004. Acesso em: 15 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/mou0104.htm
Aborda-se a análise total do envoltório familiar como um fator preponderante na terapia familiar sistêmica, não podendo o terapeuta observar cada membro da família de forma isolada e sim como uma parte que se articula com as demais. O autor é doutor em Psiquiatria e Antropologia e atua como docente na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará - UFC. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: mourao@ufc.br

CAVALCANTE, Antonio Mourão. Psquiatria, outros olhares: a psicologia do idoso. Psychiatry Online Brazil, v. 7, n. 5, 2002. Acesso em: 21 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/mour0502.htm
Aborda-se o perfil do idoso, analisando o seu comportamento, sob a influência dos aspectos externos, a sua relação com o corpo, com a sexualidade e a prática das interações sociais. O autor é professor de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará - UFC. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: mourao@ufc.br

CAVALCANTE, Antonio Mourão. Simulação, a mentira da dor. Psychiatry Online Brazil, v. 5, n. 11, 2000. Acesso em: 23 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/mour1100.htm
Discute-se a problemática da simulação praticada por indivíduos durante a perícia médica, apresentando formas para a intervenção. O autor fez doutorado em Psiquiatria e Antropologia pela Universidade Católica de Louvain - UCL, Bélgica e pela Universidade de Lyon, França. Atua no Centro de Estudos da Família da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará - UFC. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato:
mourao@ufc.br

CHAIMOWICZ, Flávio; FERREIRA, Teresinha de Jesus Xavier Martins; MIGUEL, Denise Freire Assumpção. Uso de medicamentos psicoativos e seu relacionamento com quedas entre idosos. Revista de Saúde Pública, v. 34, n. 6, dez. 2000. Acesso em: 19 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102000000600011&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
Estudo retrospectivo com o objetivo de determinar se há associação entre a utilização de medicamentos psicoativos em idosos residentes no bairro Arnaldos, em Campo Belo - MG e a ocorrência de quedas. Flávio Chaimowicza pertence ao Departamento de Clínica Médica, da Faculdade de Medicina, da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG e Teresinha de Jesus Xavier Martins Ferreira e Denise Freire Assumpção Miguel pertencem ao Programa de Saúde da Família de Campo Belo - MG. O artigo está disponível na íntegra, somente em língua inglesa, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

COELHO, Maria Thereza Ávila Dantas; ALMEIDA FILHO, Naomar de. Concepções populares de normalidade e saúde mental no litoral norte da Bahia, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 21, n. 6, nov./dez. 2005. Acesso em: 8 jun. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2005000600020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O estudo investiga e discute as concepções locais sobre signos, significados e práticas relacionados à normalidade e saúde mental na região litoranea do norte da Bahia, Brasil. Apontou que a eficácia das ações de saúde depende de sua contextualização perante o universo sócio-econômico-político-cultural de cada grupo e do universo simbólico de cada indivíduo. Maria Thereza é professora titular da Universidade de Salvador - UNIFACS e Naomar de Almeida Filho é professor titular da Universidade Federal da Bahia - ISC-UFBA. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

COIMBRA, Valéria Cristina Christello; KANTORSKI, Luciane Prado. O acolhimento em centro de atenção psicossocial. Revista Enfermagem UERJ, Rio de Janeiro, v. 13, n. 1, jan. 2005. Acesso em: 23 nov. 2009.
http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-35522005000100009&lng=pt&nrm=iso
O objeto de estudo foi analisar o processo de acolhimento do usuário que busca atendimento num CAPS. O estudo foi realizado no Centro de Atenção Psicossocial Castelo (CAPS) Simões Lopes, do Município de Pelotas do Estado do Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo de caso, descritivo e analítico, com abordagem qualitativa, realizado, em 2003, com 11 usuários acolhidos no CAPS Castelo e os quatro profissionais responsáveis pelo acolhimento. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revenf@uerj.br

COLVERO, Luciana de Almeida; IDE, Cilene Aparecida Costardi; ROLIM, Marli Alves. Família e doença mental: a difícil convivência com a diferença. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 38, n. 2, 2004. Acesso em: 27 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/REEUSP/index.php?p=html&id=112
Este estudo tem o objetivo de indentificar as representações sociais construídas por familiares acerca do fenômeno saúde-doença mental, a partir de reflexões acerca dos movimentos da reforma da assistência psiquiátrica e o processo de desinstitucionalização. Utiliza o referencial das representações sociais baseado nos pressupostos de Moscovici. Identificando que os famíliares explicitam a sua não aceitação daquele que se mostra diferente, como núcleo de suas representações sociais demonstrando, também, a importância dos profissionais de saúde mental considerarem o saber produzido pelos famíliares em suas intervenções. Luciana Colvero e Marli Rolim são docentes do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Psiquiátrica, da Escola de Enfermagem, da Universidade de São Paulo - EE-USP e Cilene Ide é docente do Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP, também em formato PDF.
Contato: reeusp@usp.br

CORDAS, Táki Athanássios. Transtornos alimentares: classificação e diagnóstico. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 31, n. 4, 2004. Acesso em: 24 jul. 2006
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832004000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra que apresenta os critérios diagnósticos da bulimia nervosa e da anorexia nervosa e discute os aspectos controversos desta última. O autor é pesquisador da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP. O artigo está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO também em formato PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

CORRADI-WEBSTER, Clarissa Mendonça; LAPREGA, Milton Roberto; FURTADO, Erikson Felipe. Avaliação do desempenho do CAGE com pacientes psiquiátricos ambulatoriais. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. spe 2, nov./dez. 2005. Acesso em: 26 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000800017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo descritivo, transversal para avaliar o desempenho do CAGE entre pacientes psiquiátricos ambulatoriais de um hospital universitário terciário. Clarissa Mendonça Corradi-Webster é mestre em Saúde na Comunidade e Milton Roberto Laprega e Erikson Felipe Furtado são docentes, doutores da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - FMRP-USP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

COSTA, Albanita Gomes da; LUDERMIR, Ana Bernarda. Transtornos mentais comuns e apoio social: estudo em comunidade rural da Zona da Mata de Pernambuco, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 21, n. 1, jan./fev. 2005. Acesso em: 23 maio 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2005000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo para determinar a prevalência dos transtornos mentais comuns e a sua associação com o apoio social em uma comunidade da Zona da Mata de Pernambuco. As autoras pertencem as Centro de Ciências da Saúde, da Universidade Federal de Pernambuco - CCS-UFPE. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

COSTA, Juvenal S. Dias da; SILVEIRA, Mariângela F.; GAZALLE, Fernando K. et al. Consumo abusivo de álcool e fatores associados: estudo de base populacional. Revista de Saúde Pública, v. 38, n. 2, abr. 2004. Acesso em: 24 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102004000200019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo transversal de base populacional em residentes da zona urbana da cidade de Pelotas - RS, para determinar a prevalência e os fatores associados ao consumo de álcool. Os autores pertencem a Faculdade de Medicina, da Universidade Federal de Pelotas - UFPEL. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

COSTA, Juvenal Soares Dias da; MENEZES, Ana Maria Baptista; OLINTO, Maria Teresa Anselmo et al. Prevalência de distúrbios psiquiátricos menores na cidade de Pelotas, RS. Revista Brasileira de Epidemiologia, v.5, n.2, ago. 2002. Acesso em: 19 jan. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2002000200004&lng=pt
Estudo transversal, de base populacional, sobre a prevalência de distúrbios psiquiátricos menores (DPM) e sua associação com fatores de risco, realizado na cidade de Pelotas - RS. As entrevistas foram realizadas com 1967 pessoas com idade entre 20 e 69 anos, nos domicílios, utilizando-se um questionário pré-codificado, contendo SRQ-20, informações socioeconômicas e demográficas, presença de doenças crônicas, utilização de serviços de saúde, consumo de álcool, hábito de tabagismo e coleta de medidas antropométricas. Os resultados indicam que as prevalências de DPM atingem principalmente as pessoas inseridas nas classes sociais mais baixas, de menor renda, acima de 40 anos e do sexo feminino. Na análise ajustada, os distúrbios psiquiátricos menores mantiveram-se associados com hábito de tabagismo, presença de doença crônica não transmissível e freqüência de consultas médicas. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato:
jcosta@epidemio-ufpel.org.br

CRUZ, José Pestana; BORDA MÁS, Mercedes. Treino de aptidões sociais e terapia cognitiva na esquizofrenia paranóide. Psychiatry Online Brazil, v. 2, n. 10, 1997. Acesso em: 08 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/hsociais.htm
Discorre sobre a aplicação de técnicas mistas, cognitivas e de treino de aptidões sociais em pacientes com esquizofrenia paranóide, abordando a teoria e apresentando os resultados. Ambos autores são psicólogos sendo o primeiro responsável pelo Serviço de Psicologia do Departamento de Psiquiatria do Hospital de Faro e o segundo, docente da Faculdade de Psicologia de Sevilha. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: crujo@mail.telepac.pt


D

DAL-BEN, Cristina M. et al. Políticas de saúde mental e mudanças na demanda de serviços de emergência. Revista de Saúde Pública, v. 33, n. 5, out. 1999. Acesso em: 19 maio 2000.
http://www.scielo.br/cgi-bin/fbpe/fbtext?got=last&pid=S0034-89101999000500006&usr=fbpe&lng=pt&seq=0034-8910-017&nrm=iso&
O artigo possui versão impressa e está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF. O objetivo é averiguar as mudanças ocorridas no serviço de emergências psiquiátricas do Hospital Universitário de Ribeirão Preto - SP em relação as mudanças nas políticas de saúde mental da região. Os autores são do Departamento de Neurologia, Psiquiatria e Psicologia Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - USP.
Contato: revsp@org.usp.br

DALGALARRONDO, Paulo et al. Pacientes que se beneficiam de internação psiquiátrica em hospital geral. Revista de Saúde Pública, v. 37, n. 5, out. 2003. Acesso em: 05 nov. 2003.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102003000500013&lng=pt&nrm=iso
Tem por objetivo identificar variáveis sociodemográficas e clínicas associadas com o êxito ou o fracasso da internação em unidades psiquiátricas de hospitais gerais. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF. O site apresenta link para o endereço do autor e o Curriculo Lattes.
Contato: revsp@org.usp.br

Del PORTO, José Alberto. Transtorno bipolar do humor. Psiquiatria na Prática Médica, v. 34, n. 4, 2001/2002. Acesso em: 14 maio 2004.
http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/atu3_07.htm
O artigo trata da caracterização do transtorno bipolar bem como as formas de tratamento perpassando pelo nível da doença onde se diagnostica as alterações do humor. Texto na íntegra, disponível pela Psiquiatria na Prática Médica do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP/EPM.
Contato: delporto@uol.com.br

DELCOR, Núria Serre et al. Condições de trabalho e saúde dos professores da rede particular de ensino de Vitória da Conquista, Bahia, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 20, n. 1, jan./fev. 2004. Acesso em: 24 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2004000100035&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo epidemiológico de corte transversal, realizado com professores da rede particupar de ensino da cidade de Vitória da Conquista - Bahia, com o objetivo de descrever as condições de trabalho e saúde desses profissionais. Num questionário auto-aplicado foram coletadas informações de 250 professores de dez escolas. Entre as características do trabalho docente, avaliadas pelo Job Content Questionnaire, destacaram-se o ritmo acelerado de trabalho, ser criativo e ter boas relações com as pessoas no trabalho. As queixas de saúde mais freqüentes estavam relacionadas à postura corporal, à saúde mental e à voz. A prevalência de distúrbios psíquicos menores - DPM, medida pelo Self Reporting Questionnaire-20, foi de 41,5% e estava fortemente associada a longos períodos de intensa concentração em uma mesma tarefa e ao volume excessivo de trabalho. Os resultados sugerem a existência de uma relação entre a prevalência de DPM e algumas características do trabalho docente, evidenciando desgaste psicológico do educador. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br


E

ENGEL, Magali Gouveia. As fronteiras da anormalidade: psiquiatria e controle social. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v.5, n.3, nov. 1998/fev. 1999. Acesso em: 07 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59701999000100001&lng=en&nrm=iso
Trata-se de um estudo sobre os principais aspectos que nortearam a inserção política e social da psiquiatria na sociedade brasileira de fins do século XIX e início do século XX, através da análise de certas temáticas (civilização, raça, trabalho, fanatismo, contestação política, sexualidade) privilegiadas pelos especialistas na construção da noção de ‘doença mental’, conferindo-lhe limites extremamente amplos e difusos. A partir da análise de textos produzidos por psiquiatras e legistas busca-se estabelecer e discutir a relação entre a definição psiquiátrica das fronteiras da ‘anormalidade’ e as tentativas de implementação de novas estratégias de controle social. A autora é professora adjunta do Departamento de História da Universidade Federal Fluminense - UFF. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO.
Contato: hscience@coc.fiocruz.br

ERTHAL, Regina Maria de Carvalho. O suicídio Ticuna na região do Alto Solimões - AM. Rio de Janeiro, 1998. Tese (doutorado) - Escola Nacional de Saúde Pública, FIOCRUZ. Acesso em: 19 out. 2004.
http://portalteses.cict.fiocruz.br/transf.php?script=thes_cover&id=000023&lng=pt&nrm=iso
Tem por objetivo buscar a compreensão do suicídio entre os índios Ticuna do Alto Solimões - AM. Ressalta aspectos da cultura e organização social ticuna, faz uma análise dos confrontos existentes entre as facções indígenas, bem como destaca o abandono dessa população pelos órgãos responsáveis por políticas públicas de saúde. O texto completo está disponível online e no formato PDF no site da Biblioteca Lincoln de Freitas Filho da Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP.
Contato: bvsspteses@bireme.br

ESPERIDIÃO, Elizabeth. Assistência em saúde mental: a inserção da família na assistência psiquiátrica. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 3, n. 1, jan./jun. 2001. Acesso em: 08 mar. 2002.
http://www.fen.ufg.br/revista/revista3_1/samental.html
Questiona os serviços de saúde mental e a assistência psiquiátrica que levam à cronicidade do paciente. Além de apontar a importância da família no restabelecimento do convívio social, apresenta considerações sobre o trabalho terapêutico como forma de ampliação da capacidade e autonomia do paciente. A autora é docente da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás - UFG.
Contato: revfen@fen.ufg.br


F

FALCONE, Vanda Mafra; MADER, Custódia Virginia de Nóbrega; NASCIMENTO, Christianne Freitas Lima et al. Atuação multiprofissional e a saúde mental de gestantes. Revista de Saúde Pública, v. 39, n. 4, ago. 2005. Acesso em: 10 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102005000400015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo com gestantes, realizado no bairro de Paraisópolis - São Paulo, utilizando os instrumentos - Self Reporting Questionnaire e Beck Depression Inventory para identificar transtornos afetivos não psicóticos em gestantes, intervir com grupos psicoprofiláticos e avaliar as possíveis alterações após intervenção. Os autores pertencem ao Centro de Promoção e Atenção à Saúde, Instituto de Ensino e Pesquisa, do Hospital Albert Einstein. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO e pode ser baixado também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

FARIA, Neice M.X. et al. Estudo transversal sobre saúde mental de agricultores da Serra Gaúcha (Brasil). Revista de Saúde Pública, v. 33, n. 4, ago. 1999. Acesso em: 17 maio 2000.
http://www.scielo.br/cgi-bin/fbpe/fbtext?got=last&pid=S0034-89101999000400011&usr=fbpe&lng=pt&seq=0034-8910-016&nrm=iso&
O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELo, podendo também ser carregado em formato PDF. O artigo busca avaliar as associações entre características do trabalho rural e a ocorrência de Morbidade Psiquiátrica Menor - MPM. Foram estudados 1281 agricultores de 446 estabelecimentos. Como método, as informações foram coletadas por entrevista direta e foi adotado o índice Kappa para o controle de qualidade, caracterizando-se as condições produtivas, dados sociodemográficos e indicadores de saúde mental. Como resultados, a prevalência de MPM afetou 37,5% dos agricultores, sendo maior entre produtores de feijão e menor entre os de maçã; encontrou-se risco aumentado nos estabelecimentos de 26 a 50ha e risco reduzido à maior mecanização e aumento de escolaridade; a ocorrência de intoxicação por agrotóxicos mostrou forte associação com MPM. As conclusões alertam para a dimensão dos problemas e para a urgência de medidas que visem a proteção da saúde dos agricultores. A autora pertence ao Núcleo de Saúde do Trabalhador do Departamento de Medicina Social da Universidade Federal de Pelotas, do Rio Grande do Sul - RS.
Contato: revsp@org.usp.br

FÉ, Ivan de Araújo Moura. Doença mental e autonomia. Revista Bioética, v.6, n.1, 1998. Acesso em: 14 mar. 2006.
http://www.portalmedico.org.br/revista/bio1v6/doenmental.htm
Discute os limites da autonomia dos pacientes psiquiátricos a partir de uma reflexão sobre o significado da loucura e da perda da razão. Aborda-se a questão do tratamento psiquiátrico involuntário, enfatizando que o consentimento informado é fundamental na relação médico-paciente e deve crescer em importância no âmbito da psiquiatria, uma vez que se tornou inaceitável negar ao doente mental, a priori, o direito de tomar decisões acerca do próprio tratamento. É feita uma crítica ao modelo de atenção à saúde mental baseado na hegemonia do hospital, cerceando a liberdade ou restringindo direitos.
Contato: revistabioetica@cfm.org.br

FENERIC, Silvia R. G.; PEREIRA, Walter Augusto B.; ZEOULA, Fernanda M. Saúde mental e programa de saúde da família: percepções do agente comunitário de saúde. Psicologia Hospitalar, v. 2, n. 2, 2002. Acesso em: 05 jul. 2006.
http://scielo.bvs-psi.org.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-74092002000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O texto é uma pesquisa qualitativa que trata da percepção de agentes comunitários sobre os problemas de saúde mental numa comunidade a partir de relatos de experiências e concepções. Está disponível na íntegra no portal dos Periódicos Eletrônicos em Psicologia P@PSIC.
Contato: coordenacao@bvs-psi.org.br

FERNANDES, Josicelia Dumêt et al. Saúde mental e trabalho feminino: imagens e representações de enfermeiras. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.10, n.2, mar./abr. 2002. Acesso em: 09 jun. 2003.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692002000200012&lng=pt&nrm=iso
Trata-se de um estudo investigativo que busca conhecer como a enfermeira representa seu trabalho e a relação deste com a sua saúde mental. O artigo possui versão impressa e está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF. Os autores são da Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia - UFBA.
Contato: rlaenf@eerp.usp.br

FERNANDES, Josicelia Dumêt; OLIVEIRA, Maria Rita; FERNANDES, Juliana. Cidadania e qualidade de vida dos portadores de transtornos psiquiátricos: contradições e racionalidade. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 37, n. 2, 2003. Acesso em: 26 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/REEUSP/index.php?p=html&id=198
Este estudo discute a cidadania e a qualidade de vida dos portadores de transtornos psíquicos baseando-se nas transformações ocorridas na relação da sociedade com esses indivíduos apontando os desafios a serem superados . Josicelia Fernandes e Maria Oliveira são docentes e Juliana Fernandes é discente, ambas pertencem à Escola de Enfermagem, da Universidade Federal da Bahia - EEN-UFBA. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP REEUSP, também em formato PDF.
Contato: reeusp@usp.br

FERNANDES, Rita de Cássia Pereira et. al. Trabalho e cárcere: um estudo com agentes penitenciários da Região Metropolitana de Salvador, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 18, n. 3, mai./jun. 2002. Acesso em: 21 ago. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2002000300024&lng=pt&nrm=iso
Trata-se de um estudo realizado em Salvador/Bahia que avalia os distúrbios psíquicos menores em agentes penitenciários e procura relacioná-los com as condições de trabalho dos mesmos. Analisa os aspectos que contribuem para o desgaste da saúde mental, tais como ausência de lazer e exaustiva jornada de trabalho. O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

FERNÁNDEZ, Myriam Rodrigues. A prática da psicanálise lacaniana em centros de saúde: psicanálise e saúde pública. Rio de Janeiro, 2001. Dissertação (mestrado) - Escola Nacional de Saúde Pública, FIOCRUZ. Acesso em: 27 fev. 2003.
http://portalteses.cict.fiocruz.br/transf.php?script=thes_cover&id=000035&lng=pt&nrm=iso
A pesquisa apresenta relatos de psicanalistas que exercem sua prática clínica em centros de saúde. Busca investigar como se efetua a intersecção da psicanálise com a saúde pública. Os dados obtidos tem por objetivo refletir a formação do profissional da saúde pública na relação com seu paciente. O trabalho completo está disponível online e no formato PDF, no site da Biblioteca Lincoln de Freitas Filho da Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP.
Contato: rferrari@cict.fiocruz.br

FERREIRA FILHO, Olavo Franco et al. Perfil sociodemográfico e de padrões de uso entre dependentes de cocaína hospitalizados. Revista de Saúde Pública, v. 37, n. 6, dez., 2003. Acesso em: 17 fev. 2004.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102003000600010&lng=pt&nrm=iso
Estudo realizado com dependentes químicos maiores de 18 anos, internados em hospitais psiquiátricos na região da Grande São Paulo, que tem por objetivo avaliar o perfil sociodemográfico e o padrão de uso da cocaína entre estes usuários de drogas. Texto disponível na íntegra pelo Portal de revista SciELO e também no formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

FIGLIE, Neliana; FONTES, Andrezza; MORAES, Edilaine; et al. Filhos de dependentes químicos com fatores de risco bio-psicossociais: necessitam de um olhar especial?. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 31, n. 2, 2004. Acesso em: 24 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832004000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra que investiga o perfil de crianças, adolescentes e familiares em um serviço de prevenção seletiva para filhos de dependentes químicos e discute alternativas de intervenção e tratamento para essa população. O artigo conclui a necessidade de um serviço especializado de prevenção seletiva, dirigido a essa população afetada pela dependência química, uma vez que filhos de dependentes químicos representam um grupo de risco para o desenvolvimento de problemas bio-psicossociais. O artigo está disponível, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

FLECK, Marcelo Pio de Almeida; LIMA, Ana Flávia Barros da Silva; LOUZADA, Sérgio et al. Associação entre sintomas depressivos e funcionamento social em cuidados primários à saúde. Revista de Saúde Pública, v. 36, n. 4, ago., 2002. Acesso em: 17 abril 2003.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102002000400008&lng=pt&nrm=iso
O artigo apresenta a análise dos dados de rastreamento dos pacientes que procuraram o serviço de cuidados primários na cidade de Porto Alegre - RS. O objetivo do estudo é avaliar a associação entre sintomas depressivos, funcionamento social, qualidade de vida e utilização de recursos médico-hospitalares, e com isso também verificar outros serviços de cuidados primários no Brasil. O artigo está disponível na íntegra pelo portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF. Os autores são do Departamento de Psiquiatria e Medicina Legal e do Departamento de Matemática da UFRGS.
Contato: revsp@org.usp.br

FOCCHI, Guilherme Rubino de Azevedo. Cafeína: generalidades, farmacologia, mecanismos neurobiológicos de ação e potencial de abuso. Psychiatry Online Brazil, v. 6, n. 10, 2001. Acesso em: 23 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo1001_a.htm
Aborda-se a cafeína, uma substância psicoativa presente em vários tipos de alimentos e medicamentos, analisando os efeitos neurobiológicos e o uso abusivo dessa substância. O autor é mestre em Psiquiatria pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato:
gfocchi@usp.br

FOCCHI, Guilherme Rubino de Azevedo. Epilepsia e religiosidade. Psychiatry Online Brazil, v. 6, n. 7, 2001. Acesso em: 22 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0701_b.htm
Através de fatos históricos aborda-se a relação entre a epilepsia e a religiosidade, com a apresentação de casos demonstrativos. O autor atua como médico psiquiatra pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: gfocchi@usp.br

FOCCHI, Guilherme Rubino de Azevedo. LEITE, Marcos da Costa. Perguntas e respostas sobre o tratamento da dependência de cocaína: uma orientação para pacientes e familiares. Psychiatry Online Brazil, v. 7, n. 7, 2002. Acesso em: 21 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0702.htm
Apresenta perguntas e respostas gerais sobre o tratamento de dependentes de cocaína. Guilherme Rubino é mestre em psiquiatria pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP e Marcos Costa é doutor em psiquiatria, pela mesma faculdade, e coordenador da residência médica em psiquiatria da Faculdade de Medicina do ABC - FMABC. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: giovanni@polbr.med.br

FOCCHI, Guilherme Rubino de Azevedo. Tabagismo: uma revisão. Psychiatry Online Brazil, v. 8, n. 3, 2004. Acesso em: 16 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0303_2.htm
Aborda-se o tabagismo através de uma revisão que engloba os aspectos históricos, epidemiológicos, etiológicos, farmacológicos e psiquiátricos. O autor atua como médico colaborador do Grupo Interdisciplinar de Estudos em Álcool e Drogas - GREA do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - IPq/HC/FMUSP, onde cursou seu mestrado em Psiquiatria. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: giovanni@dialdata.com.br

FOCCHI, Guilherme Rubino de Azevedo; CASTILHO, José Carlos Ramos. Transtorno da personalidade paranóide: uma revisão. Psychiatry Online Brazil, v. 4, n. 10, 1999. Acesso em: 10 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/para1099.htm
Trata-se de uma revisão da literatura sobre o transtorno da personalidade paranóide, passando pela conceituação de personalidade, pelos aspectos históricos e pelos tipos de tratamento. Os autores atuam no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdadede Medicina da Universidade de São Paulo - IPq/HC/FMUSP. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: giovanni@polbr.med.br

FREGNI, Felipe; MARCOLIN, Marco Antonio. O retorno da estimulação cerebral na terapêutica dos transtornos neuropsiquiátricos: o papel da estimulação magnética transcraniana na prática clínica. Revista de Psiquiatria Clínica, v.31, n. 5, 2004. Acesso em: 11 mar. 2005.
http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/vol31/n5/221.html
Frente às possibilidades que tornam a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) uma ferramenta importante na terapêutica de doenças neurológicas e psiquiatras, são apresentados e discutidos os princípios e resultados desta técnica que atua na estimulação do cérebro humano. O texto está disponível na íntegra, também em arquivo PDF, pela Revista de Psiquiatria Clínica, uma publicação do Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - Ipq-FMUSP.
Contato: ffregni@bidmc.harvard.edu

FREITAS, Fernando Ferreira Pinto de. Subsídios para mudanças do modelo de assistência psiquiátrica. Cadernos de Saúde Pública, v.14, n.1, jan./mar.1998. Acesso em: 13 jan. 2005.
http://www.scielo.br/cgi-bin/fbpe/fbtext?got=last&pid=S0102-311X1998000100009&usr=fbpe&lng=pt&seq=0102-311X-013&nrm=iso&
O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF. Apresenta os resultados da investigação no Centro Psiquiátrico Pedro II - CPPII, em 1995, que englobam: a construção do perfil da clientela hospitalizada, de acordo com dados clínicos e sócio-econômicos que constam nos prontuários; uma avaliação das capacidades interativas da clientela no Pronto-Socorro Psiquiátrico, conforme critérios da OMS, e faz uma análise crítica do modelo de assistência no CPPII. O autor é do Departamento de Ensino de Graduação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br


G

GALDUROZ, José Carlos F.; NOTO, Ana Regina; NAPPO, Solange A. et al. Uso de drogas psicotrópicas no Brasil: pesquisa domiciliar envolvendo as 107 maiores cidades do país - 2001. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. spe, out. 2005. Acesso em: 26 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000700017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo de estimativa de prevalência do uso de drogas, álcool, tabaco e o uso não médico de medicamentos psicotrópicos. Os autores são pesquisadores do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas - CEBRID, Departamento de Psicobiologia, da Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

GALERA, Sueli Aparecida Frari; TEIXEIRA, Marina Borges. Definindo qualidade de vida de pessoas portadoras de problemas de saúde mental. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 5, n. spe, 1997. Acesso em: 05 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11691997000500009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O texto é uma contribuição para a construção do conceito de qualidade de vida a partir de incidentes críticos relatados por doentes mentais e seus acompanhantes num ambulatório de saúde mental da rede pública do Estado de São Paulo. Está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

GARRIDO, Regiane; MENEZES, Paulo R. Impacto em cuidadores de idosos com demência atendidos em um serviço psicogeriátrico. Revista de Saúde Pública, v. 38, n. 6, dez. 2004. Acesso em: 07 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102004000600012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo de corte transversal conduzido em um serviço psicogeriátrico da cidade de São Paulo, para avaliar o impacto sobre cuidadores informais de pacientes com síndrome demencial. A autora Regiane Garrido pertence à Santa Casa de São Paulo e Paulo R. Menezes à Universidade de São Paulo - USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO e pode ser baixado também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

GARRIDO, Regiane; MENEZES, Paulo R. O Brasil está envelhecendo: boas e más notícias por uma perspectiva epidemiológica. Revista Brasileira de Psiquiatria, v.24, abril 2002. Acesso em: 26 set. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462002000500002&lng=pt&nrm=iso
Tem como objetivo apresentar o perfil sociodemográfico e de saúde mental dos idosos no Brasil, discutir alguns problemas encontrados por essa população e sugerir possíveis caminhos para a solução desses problemas. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO. Os autores são do Departamento de Saúde Mental da Irmandade de Misericórdia da Santa Casa de São Paulo e do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP.
Contato: abp-publicacoes@dialdata.com.br

GELLIS, André. Diagnósticos e psicotrópicos - uma resposta pela psicanálise. Psicologia USP, v.11, n.1, 2000. Acesso em: 03 ago. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642000000100007&lng=pt&nrm=iso
Discute o uso indiscriminado de substâncias psicotrópicas como forma de tratamento na área da psiquiatria, aborda questões referentes às reações de medicamentos psicotrópicos, as dificuldades dos clínicos frente às demandas do paciente e a restrição do tratamento à prescrição.
Contato: revpsico@edu.usp.br

GIRADE, Maria da Graça; CRUZ, Emirene Maria Navarro Trevizan da; STEFANELLI, Maguida Costa. Educação continuada em enfermagem psiquiátrica: reflexão sobre conceitos. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 40, n. 1, 2005. Acesso em: 27 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/reeusp/upload/pdf/225.pdf
Este estudo tem como objetivo fazer uma reflexão sobre os conceitos de educação continuada, educação em serviço e educação permanente para denominar os programas de atualização do enfermeiro com foco na assistência de enfermagem psiquiátrica. Constatou-se que a denominação educação contínua em serviço é a que mais atende às demandas de conhecimentos existentes na área de assistência psiquiátrica rumo à qualidade de assistência. Maria Girade e Emirene da Cruz são docentes da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto - FAMERP e Maguida Stefanelli é docente da Escola de Enfermagem, da Universidade de São Paulo - EE-USP. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP.
Contato: reeusp@usp.br

GLINA, Débora Miriam Raab; ROCHA, Lys Esther; BATISTA, Maria Lucia et al. Saúde mental e trabalho: uma reflexão sobre o nexo com o trabalho e o diagnóstico, com base na prática. Cadernos Saúde Pública, v.17, n.3, jun. 2001. Acesso em: 30 ago. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2001000300015&lng=pt&nrm=iso
Estudo realizado no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Santo Amaro e André Gabois entre o período de 1994 a 1997, que avalia os distúrbios psíquicos tais como ansiedade, depressão, nervosismo e tensão, apresentados por pacientes em relação ao ambiente de trabalho. O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

GONÇALVES, Alda Martins; SENA, Roseni Rosângela de. A reforma psiquiátrica no Brasil: contextualização e reflexos sobre o cuidado com o doente mental na família. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 9, n. 2, 2001. Acesso em: 07 jul. 2006
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692001000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo de caráter descritivo-exploratório, que analisa as consequências da reforma psiquiátrica brasileira através da análise dos discursos de onze mulheres que cuidam de doentes mentais em família. O texto está disponível na íntegra, no portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF. Seus autores são docentes da Escola de Enfermagem, da Universidade Federal de Minas Gerais -- UFMG.
Contato: rlae@eerp.usp.br

GONÇALVES, Sylvia; FAGUNDES, Paulo; LOVISI, Giovanni et al. Avaliação das limitações no comportamento social em pacientes psiquiátricos de longa permanência. Ciência & Saúde Coletiva, v. 6, n. 1, 2001. Acesso em: 28 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232001000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Avaliação do comportamento social de pacientes psiquiátricos de longa permanência, que residem em duas moradias protegidas e quatro pavilhões do Núcleo Franco da Rocha - NFR, do Instituto Municipal Juliano Moreira, no Rio de Janeiro. Sylvia Gonçalves e Paulo Fagundes pertencem ao Núcleo de Documentação e Pesquisa, Centro de Estudos, Instituto Municipal de Assistência à Saúde Juliano Moreira e Giovanni Lovisi pertence à Escola Nacional de Saúde Pública, da Fundação Oswaldo Cruz - ENSP-FIOCRUZ. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br

GONDIM, Denise Saleme Maciel. Análise da implantação de um serviço de emergência psiquiátrica no município de Campos: inovação ou reprodução do modelo assistencial? Rio de Janeiro, 2001. Dissertação(mestrado)- Escola Nacional de Saúde Pública, FIOCRUZ. Acesso em: 21 fev. 2003.
http://portalteses.cict.fiocruz.br/transf.php?script=thes_cover&id=000010&lng=pt&nrm=iso
A trabalho é sobre análise da implantação de serviços de emergência psiquiátrica no município de Campos dos Goytacazes - Rio de Janeiro, que tem como objetivo detectar se a prática exercida neste serviço representou um rompimento do modelo tradicional de assistência psiquiátrica. O texto completo está disponível online e também na versão PDF e faz parte do acervo da biblioteca da Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP
Contato: rferrari@cict.fiocruz.br

GORGATI, Soraia Bento. Corpos desencarnados: um histórico da anorexia. Psychiatry Online Brazil, v. 4, n. 6, 1999. Acesso em: 27 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/anrx699.htm
Faz-se um paralelo entre momentos históricos e as aparições de comportamentos anoréxicos. A autora é psicóloga do Programa de Assistência aos Transtornos Alimentares - PROATA da Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP e membro do Departamento de Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: bentogor@uol.com.br

GRANDO, Lucia Helena; ROLIM, Marli Alves. Família e transtornos alimentares: as representações dos profissionais de enfermagem de uma instituição universitária de atenção à saúde mental. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. 6, nov./dez. 2005. Acesso em: 25 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000600011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo qualitativo, de caráter descritivo, sobre as representações acerca da família dos pacientes com transtorno alimentar e sua influência na gênese e no desenvolvimento da doença. Lucia Grando é doutoranda na Escola de Enfermagem, da Universidade de São Paulo - EE-USP e Marli Rolim é docente. A primeira autora é também assistente técnica do Instituto de Psiquiatria, do Hospital das Clínicas, da Universidade de São Paulo - IPq-HC-USP e docente da Universidade de Guarulhos - UNG. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

GUANAES, Carla; JAPUR, Marisa. Fatores terapêuticos em um grupo de apoio para pacientes psiquiátricos ambulatoriais. Revista Brasileira de Psiquiatria, v.23, n.3, set. 2001. Acesso em: 12 set. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462001000300005&lng=pt&nrm=iso
O artigo propõe uma reflexão a respeito das possibilidades e os limites do atendimento em grupos de apoio nos serviços públicos de saúde mental. Retoma alguns critérios relevantes para o bom desenvolvimento do processo psicoterápico e aponta algumas dificuldades enfrentadas no cotidiano das instituições. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO.
Contato: abp-publicacoes@dialdata.com.br

GUERRA, Alexandro de Borja Gonçalves; CALIL, Helena Maria. O transtorno bipolar na mulher. Revista de Psiquiatria Clínica, v.32 Supl.1, 2005. Acesso em: 27 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832005000700016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra que trata sobre o transtorno afetivo bipolar-TAB na mulher e discute o uso de medicamentos anticonvulsivantes e estabilizadores de humor para seu tratamento. O artigo está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

GUIMARÃES, Jacileide; MEDEIROS, Soraya Maria de. Considerações sobre vida e trabalho de mulheres internadas em uma unidade psiquiátrica. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 37, n. 2, 2003. Acesso em: 26 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/REEUSP/index.php?p=html&id=200
Este estudo tem o objetivo de investigar as ocorrências psiquiátricas, articuladas às formas de vida e de trabalho das mulheres internadas em uma clínica psiquiátrica localizada na cidade de Mossoró-RN. Foi utilizado entrevistas semi-estruturadas, consultas em prontuários médicos e discussão com a equipe de enfermagem. Foi encontrado um elevado grau de insatisfação no âmbito privado e na esfera laboral nas vidas dessas mulheres e também foi constatado que essas mulheres, após a primeira internação, ingressaram na carreira psiquiátrica impulsionadas pela assistência psiquiátrica tradicional. Jacileide Guimarães é doutoranda da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - EERP-USP e Soraya Medeiros é docente do Departamento de Enfermagem, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP, também em formato PDF.
Contato: reeusp@usp.br

GUIMARÃES, Jacileide; MEDEIROS, Soraya Maria de. Contribuição ao ensino de saúde mental sob o signo da desinstitucionalização. Ciência & Saúde Coletiva, v.6, n.1, 2001. Acesso em: 06 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232001000100008&lng=pt
Trata-se do relato de uma experiência de ensino da disciplina Enfermagem Psiquiátrica na Faculdade de Enfermagem da Universidade Regional do Rio Grande do Norte - FAEN-URRN, desenvolvida entre os anos de 1980 e 1990, sob a ótica da desinstitucionalização e dos direitos de cidadania do doente mental, ancorados na discussão sobre saúde e sociedade. Constatou-se que a base teórico-metodológica do materialismo histórico e dialético como fio condutor do processo de captação do ensino-aprendizagem possibilitou melhor compreensão da totalidade, além de incentivar posteriormente uma revisão crítica do curso de enfermagem da FAEN-URRN e da atuação do enfermeiro em saúde mental. Jacileide Guimarães é doutoranda da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP; Soraya Medeiros é docente na Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN e pesquisadora do CNPq. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br

GUIMARÃES, Jacileide; SAEKI, Toyoko. Janelas do Santa Tereza: estudo do processo de reabilitação psicossocial do Hospital Psiquiátrico de Ribeirão Preto (SP). História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v.8, n.2, jul./ago. 2001. Acesso em: 26 jan. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702001000300004&lng=pt
Trata-se de um estudo de caso sobre o processo de reabilitação psicossocial do Hospital Psiquiátrico Santa Tereza, em Ribeirão Preto – SP. Tem como objetivo apreender as possibilidades e limites enfrentados por esta realidade, no que tange ao projeto “Pensões Protegidas’. Faz uso da observação participante e aplica entrevistas semi-estruturadas aos moradores das pensões e à equipe multiprofissional que acompanha o processo. Os resultados obtidos desvelam um movimento diferente do estilo hospitalocêntrico, uma vez que articula uma negação institucional. Por fim, considera a contribuição do projeto “Pensões Protegidas” para o repensar do saber/fazer sobre a condição dos chamados doentes mentais. Jacileide Guimarães é mestranda da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP; Toyoko Saeki é professora da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: hscience@coc.fiocruz.br


H

HELOANI, José Roberto; CAPITÃO, Cláudio Garcia. Saúde mental e psicologia do trabalho. São Paulo em Perspectiva, v.17, n.2, abr./jun. 2003. Acesso em: 18 jan. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-88392003000200011&lng=pt
Discute, sob uma perspectiva sócio-psicológica, a forma como o trabalho está organizado em nossa sociedade, bem como as repercussões psíquicas provocadas pelo trabalho sem sentido. O texto está disponível, na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO.
Contato: perspectiva@seade.gov.br


I

ISOLAN, Luciano; BISOL, Luíza; LUCCA, Giancarlo; BLAYA, Carolina. Diretrizes para o uso de psicofármacos durante a gestação e lactação. Psicofármacos: Consulta Rápida; Porto Alegre, Artmed, 2005.
http://www.ufrgs.br/psiq/Psicof%C3%A1rmacos%20na%20gravidez%20e%20amamenta%C3%A7%C3%A3o%20final.pdf
Texto completo em formato pdf, que mostra que o desenvolvimento e a presença de transtornos psiquiátricos são comuns em mulheres no período reprodutivo e seu tratamento durante a gestação é complexo, necessitando tomada de decisões clínicas difíceis, pois a amamentação é um meio de exposição direta do lactante aos psicofármacos e dados sobre o uso dos ISRS na amamentação são limitados. Está disponível através do Departamento de Psiquiatria e Medicina Legal da FAMED/UFRGS.
Contato: psiq@hcpa.ufrgs.br


J

JESUS, Lisieux Eyer de; BASTOS, Claudio Lyra. Pseudohermafroditismo e estados intersexuais: evolução histórica e impasses do tratamento médico. Psychiatry Online Brazil, v. 9, n. 5, 2004. Acesso em: 15 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0504.htm
Aborda-se o pseudo-hermafroditismo sob o aspecto histórico, analisando as influências na área médica e a questão da troca de identidade sexual. A autora é cirurgiã pediátrica do Hospital Municipal Jesus e do Hospital Universitário Antônio Pedro - HUAP. Claudio Lyra atua como psiquiatra no Instituto Fluminense de Saúde Mental - IFSM da Universidade Federal Fluminense - UFF. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: lisieux@uol.com.br

JORGE, Marco Aurélio Soares. Engenho dentro de casa: sobre a construção de um serviço de atenção diária em saúde mental. Rio de Janeiro, 1997. Dissertação (mestrado) - Escola Nacional de Saúde Pública, FIOCRUZ. Acesso em: 27 fev. 2003.
http://portalteses.cict.fiocruz.br/transf.php?script=thes_cover&id=000063&lng=pt&nrm=iso
Trata-se de uma reflexão sobre a concepção teórica e a trajetória de construção de um serviço de atenção diária - Casa D´Engenho, o qual tem por característica a implementação de novas práticas de terapia, diferentes dos modelos psiquiátricos tradicionais. O estudo se concentrou da trajetória do Centro Psiquiátrico Pedro II, entre o período de 1982 até 1996. O trabalho completo está disponível online e no formato PDF no site da Biblioteca da Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP/FIOCRUZ.
Contato: rferrari@cict.fiocruz.br

JORNADA, Luciano Kurtz; PEREIRA, Márcia Surdo; SAIBRO, Patricia de; LUZ JUNIOR, Ernani. Acamprosato: uma nova droga no tratamento do alcoolismo. Psychiatry Online Brazil, v. 4, n. 4, 1999. Acesso em: 27 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/acamp.htm
Através de uma revisão de literatura destaca-se o uso do acamprosato, uma nova droga no tratamento de dependentes de álcool. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: ljornada@tro.matrix.com.br

JOSEF, Flavio; SILVA, Jorge Adelino Rodrigues da. Homicídio e doença mental. Psiquiatria na Prática Médica, v. 34, n. 4, 2001/2002. Acesso em: 12 fev. 2004.
http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/original7_02.htm
Texto na íntegra disponível pela revista Psiquiatria na Prática Médica, que tem por objetivo estudar a correlação entre homícidio/comportamento violento e doença mental. Os autores pertencem ao Serviço de Psiquiatria Forense do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ.
Contato:
mari@psiquiatria.epm.br

JUCÁ, Vládia Jamile dos Santos. A multivocalidade da cura na saúde mental: uma análise do discurso psiquiátrico. Ciência & Saúde Coletiva, v.10, n.3, jul./set. 2005. Acesso em: 28 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232005000300033&lng=pt&nrm=iso
Apresenta os resultados da tese de doutorado intitulada "Os sentidos da cura em saúde mental",que tinha como um de seus objetivos centrais a investigação dos significados da cura para psiquiatras, familiares e usuários de um ambulatório de saúde mental. Na realização da pesquisa, foi utilizada a metodologia denominada Signos, Significados e Práticas, através da qual procurou-se observar como os sujeitos construíam concepções e expectativas acerca da cura a partir de suas experiências com o sofrimento mental. Percebeu-se que a noção de cura está intimamente relacionada à patologia da qual se fala, às concepções etiológicas dos entrevistados e, às expectativas sobre o futuro da psiquiatria. A autora é doutora em Saúde Coletiva e docente no Departamento de Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia - UFBA. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br


K

KAC, Gilberto; SILVEIRA, Erika Aparecida; OLIVEIRA, Lívia Costa de et al. Fatores relacionados à prevalência de morbidades psiquiátricas menores em mulheres selecionadas em um Centro de Saúde no Rio de Janeiro. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n. 5, maio 2006. Acesso em: 16 maio 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2006000500012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo de investigação de fatores potencialmente associados às morbidades psiquiátricas menores, incluindo variáveis do estado nutricional materno. Gilberto Kac e Lívia de Oliveira pertencem ao Instituto de Nutrição Josué de Castro, da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ e Erika Silveira pertence ao Departamento de Medicina Social e Preventiva, da Universidade Federal de Minas Gerais - DMPS-UFMG e da Faculdade de Nutrição, da Universidade Federal de Goiás - UFG. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

KAIRALLA, Ivette C. J.; VIEIRA, Marlene A.; MATTOS, Paulo et al. Atenção e esquizofrenia. Psychiatry Online Brazil, v. 4, n. 3, 1999. Acesso em: 10 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/atencao.htm
Aborda-se os tipos de distúrbios da atenção avaliando a presença de anormalidades típicas da atenção que estão presentes na esquizofrenia. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: giovanni@polbr.med.br

KANTORSKI, L. P. et al. Relacionamento terapêutico e ensino de enfermagem psiquiátrica e saúde mental: tendências no Estado de São Paulo. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 39, n. 3, 2005. Acesso em: 28 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/REEUSP/index.php?p=html&id=24
Este estudo tem o objetivo de apresentar um panorama sobre a inserção da temática do relacionamento terapêutico e da comunicação terapêutica no ensino de graduação de enfermagem nas universidades públicas do Estado de São Paulo. É uma pesquisa qualitativa e descritivo - análitica. Constatou-se que a maioria das universidades aborda o relacionamento terapêutico em suas propostas de ensino configurando-se como uma possibilidade de se resgatar a enfermagem enquanto profissão que se preocupa com o ser humano em sua complexidade. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP, também em formato PDF.
Contato: reeusp@usp.br

KANTORSKI, Luciane Prado. A reforma psiquiátrica: um estudo parcial acerca da produção científica. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 3, n. 2, jul./dez. 2001. Acesso em: 08 mar. 2002.
http://www.fen.ufg.br/revista/revista3_2/reforma.html
Apresenta uma reflexão crítica sobre as concepções teórico-práticas da reforma psiquiátrica. Faz uma análise parcial da produção científica através do levantamento de trabalhos publicados na base de dados LILACS - Literatura Latino-Americana em Ciências da Saúde e dos programas e anais dos Congressos Brasileiros de Enfermagem, a partir de 1987. A autora é docente da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto – EERP-USP.
Contato: revfen@fen.ufg.br

KANTORSKI, Luciane Prado.; PITIÁ, Ana Celeste de Araújo.; MIRON, Vera Lúcia. A reforma psiquiátrica nas publicações da revista “Saúde em Debate” entre 1985 e 1995. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 4, n. 2, 2002. Acesso em: 17 maio 2004.
http://www.fen.ufg.br/revista/revista4_2/reforma.html
Estudo analisa dezessete artigos relacionados ao tema da reforma psiquiátrica publicados na revista Saúde em Debate de 1985 e 1995. O artigo está disponível também em formato PDF, através da Revista Eletrônica de Enfermagem da Faculdade de Enfermagem - FEN, da Universidade Federal de Goiás - UFG.
Contato: revfen@fen.ufg.br

KANTORSKI, Luciane Prado; SILVA, Graciette Borges da. O ensino de enfermagem psiquiátrica e saúde mental: um olhar a partir dos programas das disciplinas. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.8, n.6, dez. 2000. Acesso em: 20 jan. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692000000600005&lng=pt
Trata-se de uma pesquisa sobre o ensino de enfermagem psiquiátrica e saúde mental oferecido nos cursos de graduação em enfermagem das universidades públicas do Rio Grande do Sul. Utiliza-se como instrumento de estudo os programas das disciplinas da área, sendo os dados complementados com os depoimentos de professores e alunos dos cursos. Verifica-se que as disciplinas da área são marcadas pelo enfoque do normal e do patológico no transcorrer do ciclo vital, centradas na psicopatologia e na instituição psiquiátrica. Luciane Kantorski é professora adjunta da Faculdade de Enfermagem e Obstetrícia da Universidade Federal de Pelotas - UFPel, doutora em enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP e pesquisadora do CNPq; Graciette Silva é professora associada da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

KIRSCHBAUM, Débora Isane Ratner; PAULA, Flora Karina Correa de. O trabalho do enfermeiro nos equipamentos de saúde mental da rede pública de Campinas-SP. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 9, n.5 set. 2001. Acesso em: 09 jun. 2003.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692001000500012&lng=pt&nrm=iso
Trata-se de um estudo que visa verificar o campo de atuação do enfermeiro em um hospital geral e um Hospital-Dia da rede pública de Campinas-SP, bem como analisar as relações entre a prática deste profissional e a concepção do serviço acerca do trabalho em equipe. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlaenf@eerp.usp.br

KIRSCHBAUM, Débora Isane Ratner; ROSA, Tatiane Morelati Rosa. Os trabalhadores de enfermagem como acompanhantes terapêuticos de um centro de atenção psicossocial. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 37, n. 1, 2003. Acesso em: 23 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/REEUSP/index.php?p=html&id=129
Este estudo tem como objetivo analisar a atuação de auxiliares de enfermagem como acompanhantes terapêuticos do Centro de Atenção Psicossocial do município de Campinas-SP. É uma pesquisa qualitativa que utiliza o referencial teórico psicanálitico. Foi encontrado que a atuação destes profissionais eram baseadas por estratégias predominantemente subjetivas para manejar as situações que emergiam durante as atividades, tornado a atuação dos mesmos mais compatível à do amigo qualificado do que de acompanhamento terapêutico. Débora Kirschbaum é docente e Tatiane Rosa é discente de Enfermagem, ambas pertencem à Faculdade de Ciências Médicas, da Universidade de Campinas - FCM-UNICAMP. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP, também em formato PDF.
Contato: reeusp@usp.br

KNAPP, Paulo; ISOLAN, Luciano. Abordagens psicoterápicas no transtorno bipolar. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 32, Supl. 1, 2005. Acesso em: 27 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832005000700014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra que examina as evidências atuais da eficácia de intervenções psicoterápicas no tratamento do transtorno bipolar, principalmente a psicoeducação e a terapia cognitivo-comportamental. O artigo está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

KOGA, Mariko; FUGERATO, Antonia Regina Ferreira; SANTOS, Jair Licio Ferreira. Opinions of the staff and users about the quality of the mental health care delivered at a family health program. Revista Latinoamericana de Enfermagem, v. 14, n. 2, mar./abr. 2006. Acesso em: 09 de abr. de 2007.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692006000200003&lng=en&nrm=iso
Texto na íntegra, cujo objetivo é conhecer a atenção à saúde mental num programa de saúde da família, através da aplicação de entrevistas a 142 pessoas, incluindo enfermeiros, agentes, pacientes e familiares. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br


L

LAFER, Beny; SOARES, Marcia Britto de Macedo. Tratamento da depressão bipolar. Revista de Psiquiatria Clínica, v.32, Supl.1, 2005. Acesso em: 25 jul. 2006
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832005000700008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra que discute a eficácia dos antidepressivos tricíclicos e de alguns estabilizadores de humor no tratamento da depressão bipolar e aponta a lamotrigina como medicamento eficaz contra o transtorno. O texto está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

LANCMAN, Selma. Instituições psiquiátricas e comunidades: um estudo de demanda em saúde mental no Estado de São Paulo. Cadernos de Saúde Pública, v. 13, n. 1, jan./mar.1997. Acesso em: 17 maio 2000.
http://www.scielo.br/cgi-bin/fbpe/fbtext?got=last&pid=S0102-311X1997000100019&usr=fbpe&lng=pt&seq=0102-311X-007&nrm=iso&sss=1&aut=71981947
O estudo pretende verificar a associação entre a existência dos hospitais psiquiátricos em certas comunidades e o aumento de internações e de demanda aos serviços de atenção primária em saúde. O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF. O autor pertence ao Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

LAURIDSEN, Edith P. P.; TANAKA, Oswaldo Y. Morbidade referida e busca de ajuda nos transtornos mentais na infância e adolescência. Revista de Saúde Pública, v. 33, n. 6, dez. 1999. Acesso em: 12 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101999000600010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo em crianças e adolescentes, na faixa etária de 1 a 19 anos, residentes na região sudoeste da Grande São Paulo, de julho de 1989 a julho de 1990, com o objetivo de avaliar queixas referidas a "problemas dos nervos", como forma de aproximação à questão da prevalência da doença mental. Os autores fazem parte do Departamento de Saúde Materno-Infantil, da Faculdade de Saúde Pública, da Universidade de São Paulo - FSP-USP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

LEGISLAÇÃO em saúde mental: 1990-2004. 5. ed. ampl. Brasília: Ministério da Saúde, 2004. (Série E. Legislação de Saúde). Acesso em: 26 ago. 2005
http://www.ee.usp.br/departamento/nucleo/CComs/doc/Legislacao_em_Saude_Mental_1990_2004.pdf
Publicação que reúne os atos legais da Saúde Mental, como a reforma psiquiátrica, a lei federal sobre as cooperativas sociais, leis estaduais, portarias do Ministério da Saúde, resoluções e deliberações e a Declaração de Caracas de 1990, tornando-o acessível a todos os segmentos sociais e gestores da saúde envolvidos com o tema, buscando contribuir para a efetiva implementação dessas medidas no âmbito do Sistema Único de Saúde. Está disponibilizada pelo Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde para Pesquisa e Treinamento em Enfermagem em Saúde Mental, do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Psiquiátrica da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo e pela Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde, em formato PDF.
Contato: ccomsenf@edu.usp.br

LIMA, Ivanor Velloso Meira; SOUGEY, Everton Botelho; VALLADA FILHO, Homero Pinto. Farmacogenética do tratamento da depressão: busca de marcadores moleculares de boa resposta aos antidepressivos. Revista de Psiquiatria Clínica, v.31, n.1, 2004. Acesso em: 26 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832004000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra que revisa estudos que buscam determinantes genéticos para uma boa ou má resposta ao tratamento farmacológico da depressão, incluindo a verificação de diferenças interindividuais nos mecanismos farmacocinéticos e farmacodinâmicos. O texto está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

LIMA, Maria Cristina P.; BOTEGA, Neury José. Hospital-dia: para quem e para quê? Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 23, n. 4, dez. 2001. Acesso em: 12 set. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462001000400006&lng=pt&nrm=iso
Trata-se de uma pesquisa que tem por objetivo descrever a população atendida no Hospital-Dia ligado à Faculdade de Medicina de Botucatu -Unesp, e estudar a partir de variáveis investigadas a melhora e o tempo de internação dos pacientes. O estudo concluiu que portadores de transtornos afetivos e pacientes não psicóticos não precisam de internação em período integral em hospital psiquiátrico, porém, pacientes mais graves permaneceram menos tempo no Hospital Dia, o que pode ser observado a não adesão quanto a serviços abertos.O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO.
Contato: abp-publicacoes@dialdata.com.br

LOPES, Antonio Carlos. Evidência atual sobre o tratamento do transtorno obsessivo-compulsivo. Psychiatry Online Brazil, v. 5, n. 3, 2000. Acesso em: 24 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/evba0300.htm
Aborda-se o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), avaliando seu atual destaque nas condutas terapêuticas, que vêm apresentando novas propostas. Texto na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: antonioclopes@uol.com.br

LOPES, Antonio Carlos. Impacto da gestação sobre o transtorno do pânico e possíveis implicações no tratamento. Psychiatry Online Brazil, v. 6, n. 1, 2001. Acesso em: 22 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/evba0101.htm
Aborda-se os efeitos da gestação sobre mulheres com transtorno de pânico, dando ênfase a análise do tratamento. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: giovanni@polbr.med.br

LOPES, Antonio Carlos. Psiquiatria baseada em evidências: eletroconvulsoterapia ("eletrochoque") e evidência. Psychiatry Online Brazil, v. 5, n. 9, 2000. Acesso em: 24 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/evba0900.htm
Discute-se o uso da eletroconvulsoterapia, popularmente chamada de "eletrochoque", como forma de tratamento realizada por profissionais da área de saúde mental. Texto na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: antonioclopes@uol.com.br

LOPES, Antonio Carlos. Uso dos "novos" anticonvulsivantes no transtorno afetivo bipolar. Psychiatry Online Brazil, v. 5, n. 6, 2000. Acesso em: 23 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/evba0600.htm
Aborda-se o uso de anticonvulsivantes, que podem atuar de forma complementar no tratamento dos indivíduos com transtorno afetivo bipolar. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato:
antonioclopes@uol.com.br

LOPES, Antonio; Del PORTO, José Alberto. Transtornos afetivos e tiroidopatia. Psiquiatria na Prática Médica, v. 33, n. 3, 2000. Acesso em: 14 maio 2004.
http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/atu3_03.htm
São correlacionados quadros psiquiátricos com doenças da tireóide, alertando sobre alterações dos estados afetivos e para as manifestações de depressão, estados de ansiedade e disfunções cognitivas. Texto na íntegra, disponível pela Psiquiatria na Prática Médica do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Paulista de Medicina - UNIFESP/EPM.
Contato: antoniolopes@uol.com.br

LOPES, Claudia S.; COUTINHO, Evandro S.F. Transtornos mentais como fatores de risco para o desenvolvimento de abuso/dependência de cocaína : estudo caso-controle. Revista de Saúde Pública, v. 33, n. 5, out. 1999. Acesso em 19 maio 2000.
http://www.scielo.br/cgi-bin/fbpe/fbtext?got=last&pid=S0034-89101999000500007&usr=fbpe&lng=pt&seq=0034-8910-017&nrm=iso&
O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF. O objetivo é avaliar o papel dos transtornos mentais e da dependência ao álcool como possíveis fatores de risco para o abuso/dependência de cocaína. Os autores são do Departamento de Epidemiologia do Instituto de Medicina Social - IMS da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.
Contato: revsp@org.usp.br

LOPES, Cláudia S.; FAERSTEIN, Eduardo; CHOR, Dóra. Eventos de vida produtores de estresse e transtornos mentais comuns: resultados do Estudo Pró-Saúde. Cadernos de Saúde Pública, v.19, n.6, nov./dez. 2003. Acesso em: 28 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2003000600015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Pesquisa realizada com 4.030 funcionários técnico-administrativos de uma universidade no Estado do Rio de Janeiro, com o objetivo de verificar a associação entre a ocorrência de eventos de vida produtores de estresse - EVPE e a presença de transtornos mentais comuns - TMC entre esses profissionais. Foi aplicado um questionário multidimensional auto-preenchível que avaliou a presença de TMC nas duas semanas anteriores, ocorrência de EVPE nos 12 meses anteriores e variáveis sociodemográficas. Constatou-se que os problemas financeiros graves foram os eventos associados a uma chance mais elevada de TMC, seguidos de agressão física, mudança forçada de moradia, doença grave, rompimento de relação amorosa, internação hospitalar e assalto ou roubo. Os resultados apontam para a necessidade de se investigar efeitos de longo prazo associados a estes eventos, assim como de fatores que potencialmente modifiquem seu impacto, de forma a subsidiar ações de prevenção mais efetivas na área da saúde mental. Cláudia Lopes e Eduardo Faerstein são docentes no Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ; Dóra Chor é docente no Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz - FIOCRUZ. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

LOPES, Claudia S.; SICHIERI, Rosely. A case-control study on alcohol and psychiatric disorders as risk factors for drug abuse pattern. Cadernos de Saúde Pública, v. 18, n. 6, nov./dez. 2002. Acesso em: 8 jun. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2002000600010&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
A pesquisa avaliou os transtornos mentais e a dependência de álcool como fatores de risco para padrão de abuso de drogas. Utilizou-se da metodologia de estudo de caso e sua amostra foi selecionada segundo a técnica de "bola de neve" e foram pareados por sexo, idade e amizade. A coleta de dados foi realizada por meio do Composite International Diagnostic Interview - CIDI. A pesquisa concluiu que não há um grupo homogêneo de "usuários de drogas" e o papel dos fatores de risco depende do padrão de consumo. Claudia Lopes e Rosely Sichieri pertencem ao Departamento de Epidemiologia, do Instituto de Medicina Social, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - IMS-UERJ. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

LOVISI, Giovanni Marcos. Avaliação de distúrbios mentais em moradores de albergues públicos das cidades do Rio de Janeiro e de Niterói. Rio de Janeiro, 2000. Tese (doutorado) - Escola Nacional de Saúde Pública, FIOCRUZ. Acesso em: 14 mar. 2003.
http://portalteses.cict.fiocruz.br/transf.php?script=thes_cover&id=000016&lng=pt&nrm=iso
O trabalho tem por objetivo avaliar os distúrbios mentais e limitações no comportamento social em moradores de albergues públicos das cidades do Rio de Janeiro e Niterói. O texto completo está disponível online e no formato PDF no site da Biblioteca Lincoln de Freitas Filho da Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP.
Contato: rferrari@cict.fiocruz.br

LUCAS, Ana Cyra dos Santos; PARENTE, Rosana Cristina Pereira; PICANCO, Neila Soares et al. Uso de psicotrópicos entre universitários da área da saúde da Universidade Federal do Amazonas. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n. 3, mar. 2006. Acesso em: 16 maio 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2006000300021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Levantamento sobre uso de psicotrópicos entre estudantes da Faculdade de Ciência da Saúde, da Universidade Federal do Amazonas. Todos os autores pertencem a Universidade Federal do Amazonas - UFAM O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

LUDERMIR, Ana Bernarda. Inserção produtiva, gênero e saúde mental. Cadernos de Saúde Pública, v.16, n.3, jul./set. 2000. Acesso em: 13 jan. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2000000300013&lng=pt&nrm=iso
Estudo realizado em Olinda, que avalia a associação do desemprego e do trabalho informal em relação aos transtornos mentais comuns. O texto apresenta métodos de pesquisa, coletando dados por meio da aplicação de questionário e informa os resultados finais. Possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF. A autora é do Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE e tem seus dados curriculares disponíveis no Currículo Lattes do CNPq.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

LUDERMIR, Ana Bernarda; MELO FILHO, Djalma A. de. Condições de vida e estrutura ocupacional associadas a transtornos mentais comuns. Revista de Saúde Pública, v. 36, n. 2, abr. 2002. Acesso em: 26 set. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102002000200014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O artigo possui versão impressa e está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELo. Trata-se de um estudo, realizado em Olinda-PE no ano de 1993, que tem por objetivo determinar a prevalência de transtornos mentais comuns e analisar sua associação a condições de vida. Os autores são do Departamento de Medicina Social e do Núcleo de Saúde Pública da Universidade Federal de Pernambuco.
Contato: revsp@org.usp.br

LUSSI, Isabela Aparecida de Oliveira; PEREIRA, Maria Alice Ornellas; PEREIRA JUNIOR, Alfredo. A proposta de reabilitação psicossocial de Saraceno: um modelo auto-organização. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 14, n. 3, 2006. Acesso em: 09 abril 2007.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692006000300021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Artigo de revisão que discute a teoria da reabilitação psicossocial proposta por Benedetto Saraceno, tendo como referencial a teoria de Sistemas Auto-Organizados, elaborada entre outros, por Michel Debrun. No decorrer do trabalho é observado que a proposta de Saraceno satisfaz diversos aspectos do processo de auto-organização, mas não chega a se constituir plenamente e assim, é possível entender melhor algumas das dificuldades da prática de reabilitação na área de Saúde Mental. Os autores são da Universidade Federal de São Carlos - UFSCAR e da Universidade Estadual Paulista - UNESP, respectivamente. O artigo está disponível na íntegra pelo portal de revista eletrônica SciELO, em formato HTML, XML e PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br


M

MACHADO, Ana Lúcia. Reforma psiquiátrica e mídia: representações sociais na Folha de S. Paulo. Ciência & Saúde Coletiva, v. 9, n. 2, abr./jun. 2004. Acesso em: 28 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232004000200024&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Descrição das representações veiculadas pela Folha de S. Paulo acerca da Reforma Psiquiátrica, que proporciona a divulgação de conceitos e da nova linguagem adotada para descrever a doença mental e propor uma assistência digna. A autora pertence ao Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Psiquiátrica, da Escola de Enfermagem, da Universidade de São Paulo - EE-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br

MACHADO, Ana Lúcia; COLVERO, Luciana de Almeida. Unidades de internação psiquiátrica em hospital geral: espaços de cuidados e a atuação da equipe de enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 11, n. 5, 2003. Acesso em: 25 out. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692003000500016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O estudo é uma revisão sobre Unidades de Internação Psiquiátrica em Hospital Geral no que diz respeito as experiências de implantação de Enfermarias de Psiquiatria, pontuando questões sobre a tolerância com o doente mental no hospital geral e a atuação da equipe de enfermagem. As autoras são professoras doutoras da Escola de Enfermagem da USP - EE-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

MACHADO, Vanessa; MANÇO, Amábile Rodrigues Xavier; SANTOS, Manoel Antônio dos. A recusa à desospitalização psiquiátrica: um estudo qualitativo. Cadernos de Saúde Pública, v. 21, n. 5, set./out. 2005. Acesso em: 24 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2005000500020&lng=pt&nrm=iso
Estudo qualitativo realizado com pacientes internos do setor de crônicos de um hospital psiquiátrico público, localizado no interior de São Paulo, com o objetivo de analisar os fatores envolvidos na recusa da desospitalização. Segundo escolha aleatória, foi realizada uma entrevista semi-estruturada com seis pacientes. Os fatores apontados foram: a sensação de liberdade ainda que internado, a proteção concreta e subjetiva que o hospital oferece e o modo de vida asilar incorporado pelos pacientes. Tais resultados podem contribuir para a elaboração de políticas públicas em saúde mental e para a compreensão da dinâmica subjetiva dessa população. Vanessa Machado é mestre em Saúde na Comunidade pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - FMRP-USP e psicóloga na Prefeitura Municipal de Santa Bárbara d´Oeste; Amábile Manço é doutora em Medicina Preventiva pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - FMRP-USP, atuando como docente na mesma instituição; Manoel Santos é doutor em Psicologia Clínica e docente na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - FFCLRP-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

MAIA, Luciana Colares; DURANTE, Ariane M G; RAMOS, Luiz Roberto. Prevalência de transtornos mentais em área urbana no norte de Minas Gerais, Brasil. Revista de Saúde Pública, v. 38, n. 5, out. 2004. Acesso em: 07 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102004000500006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo quantitativo, utilizando métodos de amostragem probabilística, questionário de rastreamento psicogeriátrico (QRP), análise univariada e mutltivarianda de regressão logística, para detectar a prevalência de transtornos mentais em idosos residentes em área urbana, na cidade de Montes Claros, no norte de Minas Gerais. As autoras Luciana Colares Maia e Ariane M. G. Durante pertencem à Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES e Luiz Roberto Ramos à Escola Paulista de Medicina - UNIFESP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO e pode ser baixado também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

MANSUR, Carlos Gustavo S; CABRAL, Sergio de Barros; SARTORELLI, Maria do Carmo B; LOPES, Antonio Carlos; MIGUEL F., Eurípedes Constantino; BERNIK, Marcio Antonini; MARKOLIN, Marco Antonio. Aplicaçäo da estimulaçäo magnética transcraniana de repetiçäo no tratamento do transtorno obsessivo-compulsivo e outros transtornos de ansiedade. Revista de Psiquiatria Clínica, v.31 n.5, 2004. Acesso em: 04 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832004000500010&lng=pt
Texto na íntegra, que trata sobre aplicações da Estimulação Magnética Transcraniana de Repetição - EMTr no tratamento dos transtornos de ansiedade: transtorno de pânico, transtorno de estresse pós-taumático, transtorno de ansiedade generalizada e especialmente o transtorno obsessivo-compulsivo. Está disponível, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

MARI, Jair de Jesus; BRESSAN, Rodrigo A.; ALMEIDA-FILHO, Naomar et al. A pesquisa em saúde mental no Brasil: políticas, infra-estrutura, financiamento e recursos humanos. Revista de Saúde Pública, v. 40, n. 1, jan./fev. 2006. Acesso em: 10 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102006000100024&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
Estudo descritivo que faz parte do Projeto Atlas, da Organização Mundial da Saúde, realizado nos países de baixa renda per capita, entre os anos de 1998-2002, com o objetivo de mapear a pesquisa em saúde mental no Brasil, fornecendo uma visão de infraestrutura, financiamento e políticas em saúde mental das pesquisas. Os autores Jair de Jesus Mari, Rodrigo A. Bressan pertencem à Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP e Naomar Almeida-Filho ao Instituto de Saúde Coletiva, da Universidade Federal da Bahia - ISC-UFB. O artigo está disponível na íntegra, somente em língua inglesa, através do portal de revistas eletrônicas SciELO e pode ser baixado também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

MARTINEZ, Maria Carmem et al. Relação entre satisfação com aspectos psicossociais e saúde dos trabalhadores. Revista de Saúde Pública, v. 38, n. 1, fev. 2004. Acesso em: 27 jan. 2004.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102004000100008&lng=pt&nrm=iso
Trata-se de um estudo realizado em uma empresa de São Paulo, que tem por objetivo identificar a associação dos aspectos psicossociais no trabalho com a saúde dos empregados. O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO e também no formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

MATOS, Maria Isabel R.; ZAELLA, Maria Teresa. Alterações do comportamento alimentar, ansiedade, depressão e imagem corporal em pacientes com obesidade grau III. Abeso, n. 9, s.d. Acesso em: 19 maio 2004.
http://www.abeso.org.br/revista/revista9/alteracoes.htm
Avalia-se a ocorrência de episódios de compulsão alimentar periódica (CAP) ou do transtorno da compulsão alimentar pe-riódica (TCAP), bem como sintomas de depressão, ansiedade e problemas relacionados à imagem corporal, em pacientes com obesidade grau III (IMC igual ou superior a 40) que procuraram tratamento para a obesidade. Texto na íntegra disponível pela Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade - ABESO.
Contato: info@abeso.org.br

MATTOS, Paulo; SOUZA, Carlos Alberto Crespo de. Traumatismos cranianos leves e repercussões na psiquiatria clínica e forense. Psychiatry Online Brazil, v. 4, n. 2, 1999. Acesso em: 27 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/traucrps.htm
Aborda-se os traumatismos cranianos leves e suas repercussões nas avaliações clínicas e nas perícias judiciais, analisando a existência conjunta de sintomas físicos e psíquicos. Os autores atuam como docente no Laboratório de Neuropsicologia do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro - IPUB/UFRJ e no curso de especialização em psiquiatria do Centro de Estudos José de Barros Falcão - CEJBF, que é ligado à Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre - FFFCMPA, ambos possuem doutorado em psiquiatria. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: rs004291@pro.via-rs.com.br

MEDEIROS, Soraya Maria de; GUIMARÃES, Jacileide. Cidadania e saúde mental no Brasil: contribuição ao debate. Ciência & Saúde Coletiva, v.7, n. 3, 2002. Acesso em: 26 jan. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232002000300014&lng=pt
Trata-se de um ensaio acerca da cidadania no Brasil, no âmbito da saúde, cujo objetivo é contribuir para o debate das políticas e práticas da saúde mental brasileira. Aborda o recrudescimento no pós-ditadura de 1964 e destaca o movimento pela Reforma Sanitária na saúde em geral, a Reforma Psiquiátrica, os dispositivos legais de superação do manicômio e o Movimento de Luta Antimanicomial na saúde mental. Soraya Medeiros é docente no Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN e pesquisadora do CNPq; Jacileide Guimarães é doutoranda em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto – EERP-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br

MELLO, Valéria Antakly de; MALBERGIER, André. Depressão em mulheres infectadas pelo HIV. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 28, n. 1, 2006. Acesso em: 29 ago. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462006000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
Texto na íntegra que avalia, através de estudo transversal, a prevalência de depressão maior e outros transtornos depressivos em mulheres infectadas pelo vírus HIV e compara a prevalência entre um grupo de pacientes sintomáticas e outro assintomáticas. O estudo avaliou 120 mulheres portadoras do HIV, divididas em dois grupos de 60, considerando a presença ou não de sintomas relacionados à AIDS, e concluiu que a prevalência de depressâo em mulheres soropositivas é alta. O artigo está disponível em idioma inglês através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: rbp@abpbrasil.org.br

MENDES FILHO, Ruy B.; MORANA, Hilda C. P. Transtornos específicos da personalidade: semiologia em psiquiatria forense. Psychiatry Online Brazil, v. 8, n. 12, 2003. Acesso em: 20 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo1203_b.htm
Trata-se da abordagem dos transtornos específicos da personalidade e sua relevância para a psiquiatria forense. Enfatiza-se o exame pericial, uma avaliação que exige informações de várias fontes e frequente auxílio de provas psicológicas. A autora é especialista em Psiquiatria Forense, ambos possuem mestrado em Psicologia Clínica e são credenciados do Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo - IMESC/SP. Ele também atua como coordenador da residência em Psiquiatria do Departamento Psiquiátrico II do Hospital de Juqueri e ela como Secretária do Departamento de Psiquiatria Legal e Ética da Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP e médica do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas e da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - IPq/HC/FMUSP. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: hildacpm@uol.com.br

MENDES, Roberta et al. Apresentação clínica do transtorno do pânico: um estudo descritivo. Psiquiatria na Prática Médica, v.33, n.3, jul-set 2000. Acesso em: 13 fev. 2004.
http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/original3_01.htm
Trata-se de um estudo de caso realizado no ambulatório de psiquiatria da Faculdade de Medicina de Botucatu, que tem por objetivo descrever o quadro clínico de pacientes portadores de transtorno de pânico e comparar com estudos da literatura. Texto na íntegra disponível pela revista Psiquiatria na Prática Médica do Departamento de Psiquiatria - UNIFESP/EPM.
Contato: mari@psiquiatria.epm.br

MENEGHEL, Stela et al. Cotidiano violento: oficinas de promoção em saúde mental em Porto Alegre. Ciência & Saúde Coletiva, v.5, n.1, 2000. Acesso em: 07 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232000000100017&lng=pt
Estudo exploratório e qualitativo realizado com famílias de baixa renda procedentes do bairro Partenon, localizado na cidade de Porto Alegre - RS. A amostra de famílias foi selecionada pelo Conselho Tutelar da região, levando em conta tipos de infração perpetrada por algum integrante da família: pais abusivos, fuga de casa, uso de drogas, estupro e absenteísmo escolar de adolescentes. As famílias freqüentaram um grupo que se reuniu em nove encontros quinzenais, em horário noturno, durante os meses de agosto a dezembro de 1997. Nos encontros usaram-se técnicas de pintura, música, fotografias e dramatização, reforçaram os aspectos sadios dessas famílias, colocando limites nos comportamentos agressivos e ajudando as pessoas a melhorar a auto-estima. Foram acompanhadas 11 famílias (33 pessoas). Destas, três participaram apenas do primeiro encontro, cinco famílias mostraram melhoras no final do processo e três famílias não puderam ser ajudadas. Acredita-se que grupos como esses podem ser úteis no manejo da violência doméstica. Os autores possuem vínculos com o Departamento de Epidemiologia da Escola de Saúde Pública de Porto Alegre. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br

MESSIAS, Erick. No Paiz dos Yankees: depressão e seus efeitos sobre o corpo. Psychiatry Online Brazil, v. 8, n. 4, 2003. Acesso em: 16 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/mess0403.htm
Aborda-se os efeitos da depressão sobre o corpo, nas várias correlações com outras doenças como a diabete, por exemplo. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: messias.md@altavista.net

MESSIAS, Erick; SKOTZKO, Christine E. Avaliação psiquiátrica no transplante. Revista de Saúde Pública, v. 34, n. 4, ago. 2000. Acesso em: 13 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102000000400018&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
Revisão de literatura sobre os componentes e lógicas de uma avaliação psicossocial abrangente, propondo sua inserção na avaliação pré-operatória dos pacientes para o recebimento de órgão. Erick Messiasa pertence ao Department of Psychiatry, da University of Maryland - UMD e Christine E. Skotzkob ao Department of Psychiatry, da University of Medicine e Dentistry of New Jersey - UMDNJ, do Robert Wood Johnson Medical System. O artigo está disponível na íntegra, somente em língua inglesa, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

MESSIAS, Erick; Skotzko, Christine E. Psychiatric assessment in transplantation. Revista de Saúde Pública, v.34, n.4, ago. 2000. Acesso em: 08 mar. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102000000400018&lng=pt&nrm=abn
O texto ressalta a importância do envolvimento de psiquiatras no processo de seleção de candidatos ao transplante. O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo ser baixado em formato PDF. Os autores são do Department of Psychiatry, University of Maryland e do Department of psychiatry, University of Medicine and Dentistry of New Jersey.
Contato: revsp@org.usp.br

MIRANDA, Francisco Arnoldo Nunes de; FUREGATO, Antonia Regina Ferreira. Percepções da sexualidade do doente mental pelo enfermeiro. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.10, n.2, mar./abr. 2002. Acesso em: 19 jan. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692002000200013&lng=pt
Trata-se de uma pesquisa para a identificação das representações sociais dos profissionais enfermeiro, expressas através da sua percepção da sexualidade do doente mental. O texto está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO.
Contato: furegato@eerp.usp.br

MONTEIRO, Ana Ruth Macêdo; BARROSO, Maria Grasiela Teixeira. A família e o doente mental usuário do hospital-dia: estudo de um caso. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 8, n. 6, 2000. Acesso em: 21 out. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692000000600004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt#back1
O estudo propõe buscar compreender de que modo a família e o usuário do hospital-dia interagem no recesso do lar e descrever a experiência narrada por uma família. As autoras são: enfermeiras, docente da Universidade Estadual do Ceará - UECE e livre-docente da Universidade Federal do Ceará - UFC. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

MORAES, Ana Maria Silveira Machado de; MAGNA, Luís Alberto; MARQUES-DE-FARIA, Antonia Paula. Prevenção da deficiência mental: conhecimento e percepção dos profissionais de saúde. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n. 3, mar. 2006. Acesso em: 24 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2006000300023&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo observacional, descritivo e transversal, realizado com médicos e enfermeiros que atuam nas Unidades Básicas de Saúde de Maringá - Paraná, com o objetivo de traçar o perfil do atendimento preventivo em deficiência mental oferecido pela rede básica de saúde desse município. A amostra foi composta por 90 médicos(as) das áreas de Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria, Clínica Geral, Programa Saúde da Família e 66 enfermeiros(as). Foi aplicado questionário, por autopreenchimento, com respostas de múltipla escolha, entre agosto e dezembro de 2003. São apresentados dados parciais relacionados à percepção e ao conhecimento de profissionais de saúde sobre a deficiência mental: 75% não foram capazes de assinalar a alternativa correta sobre a prevalência; 25% não sabem qual a contribuição do genoma para a etiologia; 37% não sabem se existe prevenção para a deficiência mental; 28% não se sentem seguros para orientar sobre o efeito teratogênico do etanol; 35% referiram insegurança para orientar sobre amniocentese. Os dados demonstraram que os participantes têm baixa percepção da relevância da deficiência mental para a morbidade da população e necessitam de maiores informações sobre os aspectos genéticos e ambientais relacionados a tal condição. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

MOREIRA, Maria Stela Setti; CRIPPA, José Alexandre de Souza; ZUARDI, Antonio Waldo. Expectativa de desempenho social de pacientes psiquiátricos internados em hospital geral. Revista de Saúde Pública, v.36, n.6, dez. 2002. Acesso em: 19 jan. 2006.
http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102002000700012&lng=pt
Trata-se de um estudo para a avaliação do desempenho de atividades socialmente esperadas de pacientes psiquiátricos durante o primeiro ano após a alta de uma enfermaria psiquiátrica em hospital geral. Estabelecendo-se uma relação comparativa entre esse desempenho e a expectativa do próprio paciente e a do familiar, os resultados sugerem que a internação em uma enfermaria psiquiátrica, em hospital geral, além de reduzir os sintomas psiquiátricos, colabora para a melhora no desempenho de atividades socialmente esperadas. O texto está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO.
Contato: awzuardi@fmrp.usp.br

MORENO, Ricardo Alberto; MORENO, Doris Hupfeld; RATZKE, Roberto. Diagnóstico, tratamento e prevenção da mania e da hipomania no transtorno bipolar. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 32, Supl. 1, 2005. Acesso em: 27 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832005000700007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra que discute o diagnóstico, prevenção e tratamento da mania e da hipomania no transtorno bipolar, destacando-se o uso de alguns medicamentos antipsicóticos e da eletroconvulsoterapia. O artigo está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

MORENO, Vânia; ALENCASTRE, Márcia Bucchi. A trajetória da família do portador de sofrimento psíquico. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 37, n. 2, 2003. Acesso em: 26 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/REEUSP/index.php?p=html&id=199
Este estudo tem como objetivo reconstruir a trajetória da família do portador de sofrimento psíquico desde a constituição da psiquiatria enquanto ciência médica no século XVIII até os dias atuais. Encontrando que foi apenas apos a Segunda Guerra Mundial quando se inicou o processo de desospitalização que a família começou a receber atenção e ser investigada para o cuidado do doente mental. No Brasil ainda se encontra inicipientes as estratégias que visam auxiliar os familiares dos portadores do sofrimento psíquico. Vânia Moreno é docente, do Departamento de Enfermagem, da Faculdade de Medicina de Botucatu, da Universidade Estadual Paulista - FMB-UNESP e Márcia Alencastre é docente do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - DEPCH-EERP-USP. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP, também em formato PDF.
Contato: reeusp@usp.br

MORGAN, Christina Marcondes; AZEVEDO, Angélica M. Claudino. Aspectos sócio-culturais dos transtornos alimentares. Psychiatry Online Brazil, v. 3, n. 2, 1998. Acesso em: 09 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/culture.htm
Aborda-se a correlação e interferência dos fatores sócio-culturais na ocorrência dos transtornos alimentares. As autoras atuam como psicóloga e psiquiatra do Programa de Transtornos Alimentares do Departamento de Psiquiatria e Psicologia Médica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de São Paulo - EPM/UNIFESP. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: aazevedo@dialdata.com.br

MORI, Maria Elizabeth; COELHO, Vera Lúcia Decnop; ESTRELLA, Renata da Costa Netto. Sistema Único de Saúde e políticas públicas: atendimento psicológico à mulher na menopausa no Distrito Federal. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n.9, 2006. Acesso em: 15 ago. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2006000900013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O artigo levanta a situação de atendimento psicológico à mulher, principalmente no período da menopausa, pela rede pública de saúde do Distrito Federal. A política de saúde do SUS, inclui a assistência psicológica à mulher nessa etapa da vida, porém, no referido distrito, esses princípios tem sido negligenciado. O texto está disponível na íntegra, pelo portal de revistas eletrônicas SciELO e também em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

MOSTAZO, Rubiane Rodrigues; KIRSCHBAUM, Débora Isane Ratner. Usuários de um Centro de Atenção Psicossocial: um estudo de suas representações sociais acerca de tratamento psiquiátrico. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 11, n. 6, 2003. Acesso em: 20 out. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692003000600013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo de identificação e análise das representações que usuários de um Centro de Atenção Psicossocial constroem sobre o fenômeno tratamento psiquiátrico. As autoras são: psicóloga e enfermeira, que integram o corpo docente do Departamento de Enfermagem, da Faculdade de Ciências Médicas - FCM-UNICAMP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br


N

NARDI, Antonio E. Comorbidade: depressão e fobia social. Psiquiatria na Prática Médica, v. 34, n. 2, 2001. Acesso em: 14 maio 2004.
http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/atu3_06.htm
Aborda a fobia social ou transtorno de ansiedade social com enfoque em pacientes depressivos. Texto na íntegra disponível pela Psiquiatria na Prática Médica do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Paulista de Medicina - UNIFESP.
Contato: aenardi@novanet.com.br

NASCIMENTO SOBRINHO, Carlito Lopes et al. Condições de trabalho e saúde mental dos médicos de Salvador, Bahia, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n. 1, jan. 2006. Acesso em: 24 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2006000100014&lng=pt&nrm=iso
Estudo transversal realizado com médicos de Salvador - Bahia, com o objetivo de investigar a associação entre aspectos psicossociais do trabalho médico e a ocorrência de Distúrbios Psíquicos Menores - DPM. O método utilizado foi o questionário individual auto-aplicável que avaliou aspectos psicossociais do trabalho, e o Self-report Questionnaire-20 para a saúde mental dos médicos. A prevalência de DPM foi de 26% e estava mais fortemente associada com aspectos da demanda psicológica do trabalho do que com o controle deste por parte dos médicos. Médicos com trabalho de alta exigência (alta demanda e baixo controle) apresentaram 3,07% vezes mais DPM do que aqueles com trabalho de baixa exigência (baixa demanda e alto controle). O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

NOGUEIRA-MARTINS, Luiz Antonio. Saúde mental dos profissionais de saúde. Psychiatry Online Brazil, v. 7, n. 4, 2002. Acesso em: 20 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0402_a.htm
Aborda-se a questão da saúde mental dos profissionais da saúde, sobretudo médicos, considerando que a prática médica e o ambiente hospitalar causam um sofrimento psíquico. O autor é docente do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo - EPM/UNIFESP, onde atua como coordenador do Núcleo de Assistência e Pesquisa em Residência Médica - NAPREME. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: giovanni@polbr.med.br

NUTTI, Juliana Zantut. Distúrbios, transtornos, dificuldades e problemas de aprendizagem. Piscopedagogia Online, 2002. Acesso em: 13 maio 2004. Acesso em: 13 maio. 2004.
http://www.psicopedagogia.com.br/artigos/artigo.asp?entrID=339
Texto disponível na íntegra, que aborda, a partir de uma revisão bibliográfica, o empreendimento de uma descrição dos conceitos recorrentes na literatura especializada e a discussão de algumas perspectivas de análise sobre o que se vem denominando como “dificuldade de aprendizagem”, a fim de propor um painel provisório acerca da temática.
Contato: jnutti@bol.com.br


O

ODA, Ana Maria Galdini Raimundo. A teoria da degenerescência na fundação da psiquiatria brasileira: contraposição entre Raimundo Nina Rodrigues e Juliano Moreira. Psychiatry Online Brazil, v. 6, n. 12, 2001. Acesso em: 23 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/wal1201.htm
Através da contraposição de trechos dos autores Raimundo Nina Rodrigues e de Juliano Moreira, aborda-se a história da psiquiatria brasileira sob a perspectivas do desenvolvimento conceitual sobre os sintomas mentais e as indagações da sua relação com as raças humanas e sob as possíveis relaçoes entre o desenvolvimento deste conhecimento e a sociedade de sua inserção. Texto na íntegra disponível pela Psychiatry Online Brazil.
Contato:
giovanni@polbr.med.br

ODEBRECHT, Marina; ROSA, Moacyr Alexandro; RIGONATTI, Sérgio Paulo; MARCOLIN, Marco Antônio. Estimulaçäo magnética transcraniana na esquizofrenia. Psiquiatria na Prática Médica, v. 31, n. 5, 2004. Acesso: em 04 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832004000500009&lng=pt
O texto é revisão de alguns estudos sobre a aplicação da estimulação magnética transcraniana em pacientes esquizofrênicos. Está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

OLIVA, Carlos Alberto G.; FAGUNDES, Ulysses. Aspectos clínicos e nutricionais dos transtornos alimentares. Psiquiatria na Prática Médica, v. 34, n. 2, 2001. Acesso em: 14 maio de 2004.
http://www.unifesp.br/dpsiq/polbr/ppm/atu1_06.htm
O artigo trata das alterações do comportamento alimentar em decorrências de fenômenos sociológicos, culturais e psicológicos, revisando os principais aspectos clínicos e nutricionais apresentados por pacientes com transtornos alimentares (TA). Comenta-se e emprega-se os métodos mais relevantes e as medidas propostas para o tratamento e o acompanhamento dos pacientes. Texto na íntegra, disponível pela Psiquiatria na Prática Médica do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Paulista de Medicina - UNIFESP.
Contato: garciaol@osite.com.br

OLIVEIRA, Alice G. Bottaro de; ALESSI, Neiry Primo. O trabalho de enfermagem em saúde mental: contradicöes e potencialidades atuais. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 11, n. 3, 2003. Acesso em: 21 out. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692003000300011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O estudo tem por objetivo identificar contradições e desafios que se apresentam atualmente no trabalho de enfermagem em saúde mental, no contexto da Reforma Psiquiátrica, tendo por referência a construção histórico-social desse processo de trabalho. As autoras são: enfermeira, professora da Faculdade de Enfermagem - FAEN e Nutrição - FANUT, da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT, doutoranda do Programa de Enfermagem Psiquátrica, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto- EERP-USP, Centro Colaborador da OMS para o desenvolvimento da pesquisa em enfermagem; socióloga, professora doutora aposentada da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto FMRP-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

OLIVEIRA, Alice Guimarães Bottaro de; ALESSI, Neiry Primo. Cidadania: instrumento e finalidade do processo de trabalho na reforma psiquiátrica. Ciência & Saúde Coletiva, v.10, n.1, jan./mar. 2005. Acesso em: 28 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232005000100026&lng=pt&nrm=iso
Trata-se de uma análise, a partir da dialética marxista, da cidadania como instrumento e finalidade do processo de trabalho das equipes de seis instituições de atenção extra-hospitalar em saúde mental, da rede pública de Cuiabá - Mato Grosso. Compreende-se que o "resgate dos direitos de cidadania" dos portadores de sofrimento psíquico, apresentado pela Reforma Psiquiátrica, necessita de contínua e dedicada exploração de suas contradições. Portanto, a inclusão dos "pacientes" como cidadãos, no processo terapêutico, só será possível na medida em que houver correspondência com a percepção dos "trabalhadores" como cidadãos, nesse mesmo processo de assistência. Alice Oliveira é doutora em Enfermagem Psiquiátrica e docente no Departamento de Enfermagem Fundamental e Aplicada da Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT; Neiry Alessi é doutora em Sociologia e pesquisadora no CNPq. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br

OLIVEIRA, Elda de; OLIVEIRA Márcia Aparecida Ferreira de. O desafio de assistir aos pacientes com transtornos decorrentes de uso prejudicial e/ou dependências de álcool e outras drogas. São Paulo, 2005. Dissertação (mestrado) - Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo.
http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7134/tde-07122006-152446/publico/Elda_Oliveira.pdf
Tese em formato PDF na qual os autores mostram conceitos e estratégias para o atendimento de usuários de um Centro de Atendimento Psicossocial que fazem uso abusivo de substâncias Psicoativas. Este estudo foi resultado de uma tese de mestrado apresentada à Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EEUSP, e faz parte do Portal de Teses da USP. Para visualizá-la, é necessário concordar com o termo de compromisso do diretório de teses USP.
Contato: marciaap@usp.br

OLIVEIRA, Elda de; ROLIM, Marli Alves. Fatores que influenciam os enfermeiros a utilizarem a atividade física na assistência a pacientes psiquiátricos. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 37, n. 3, 2003. Acesso em: 26 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/REEUSP/index.php?p=html&id=174
Este estudo discute a importância da promoção de atividades físicas junto a pacientes psiquiátricos. Elda de Oliveira é discente de iniciação científica e Marli Rolim é doutora da Escola de Enfermagem, da Universidade de São Paulo - EE-USP. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP, também em formato PDF.
Contato: reeusp@usp.br

OLIVEIRA, Eliene Reis de; LUIS, Margarita A. Villar. Distúrbios relacionados ao álcool em um setor de urgências psiquiátricas: Ribeirão Preto, Brasil (1988-1990). Cadernos de Saúde Pública, v. 12, n. 2, abr./jun. 1996. Acesso em: 14 dez. 2001.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X1996000200006&lng=pt&nrm=abn
O artigo trata sobre os distúrbios psiquiátricos relacionados ao consumo de álcool no setor de urgências psiquiátricas do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, no período de 1988 a 1990. Apresenta dados da amostra e do resultado da pesquisa, a qual chama a atenção para a importância do abuso de álcool como um problema de saúde pública. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

ONOCKO-CAMPOS, Rosana Tereza; FURTADO, Juarez Pereira. Entre a saúde coletiva e a saúde mental: um instrumental metodológico para avaliação da rede de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do Sistema Único de Saúde. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n. 5, maio 2006. Acesso em: 16 maio 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2006000500018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Discussão sobre possível instrumental metodológico para pesquisa avaliativa da rede de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do SUS. Os autores pertencem a Faculdade de Ciências Médicas, da Universidade Estadual de Campinas - FCM-UNICAMP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Relatório sobre saúde mental no mundo. PsiqWeb, 2001. Acesso em: 30 ago. 2004.
http://www.psiqweb.med.br/acad/oms1.html
Transcrição de partes do relatório sobre saúde mental no mundo, realizado pela OPAS/OMS, para o ano de 2001. Texto na íntegra disponível pelo portal de psiquiatria G. J. Ballone.
Contato: psiqweb@uol.com.br

OSINAGA, Vera Lucia Mendiondo. Concepts of mental health and care according to mentally-ill patients and their relatives. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. 3, maio/jun. 2005. Acesso em: 25 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000300007&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
Estudo para identificar as características sociodemográficas e clínicas de doentes mentais e seus familiares e analisar suas concepções sobre doença mental e assistência psiquiátrica em Pelotas - RS, utilizando como metodologia, a Escala de Medida, o Teste de Mann-Whitney e o de Wulcoxon. Vera Osinaga é doutoranda no Programa em Enfermagem psiquiátrica, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - EERP-USP. O artigo está disponível na íntegra, somente em língua inglesa, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br


P

PALÁCIOS, Marisa; DUARTE, Francisco; CÂMARA, Volney de Magalhães. Trabalho e sofrimento psíquico de caixas de agências bancárias na cidade do Rio de Janeiro. Caderno de Saúde Pública, v.18, n.3, 2002. Acesso em: 16 ago. 2002.
http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2002000300028&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Trata-se de um estudo realizado com trabalhadores de caixa em agências bancárias do Rio de Janeiro, discute o sofrimento psíquico e os riscos à saúde mental que esta atividade pode acarretar. O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

PEDRÃO, Luiz Jorge; AVANCI, Rita de Cássia; MALAGUTI, Silmara Elaine. Perfil das atitudes de alunos do curso de enfermagem frente à doença mental, antes da influência da instrução acadêmica, proveniente de disciplinas de área específica. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.10, n.6, nov./dez. 2002. Acesso em: 20 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692002000600007&lng=pt
Investigação realizada com os alunos iniciantes do curso de enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP, tendo como objetivo traçar o perfil das atitudes desses alunos frente a indivíduos portadores de doença mental. Utilizou-se para isso a escala de opiniões sobre doença mental e os alunos exibiram um perfil de atitudes negativo, permitindo concluir que a instrução acadêmica, proveniente de disciplinas da área de Enfermagem Psiquiátrica e outras afins, deve ser planejada no sentido de favorecer a mudança do perfil de atitudes apresentado. Luiz Pedrão é professor doutor na referida escola mencionadad; as autoras são alunas de graduação em enfermagem da referida instituição. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

PEDRÃO, Luiz Jorge; GALERA, Sueli Aparecida Frari; SILVA, Maria Concepcion Pezo et al. Perfil das atitudes de formandos em enfermagem frente aos transtornos mentais no Brasil, Chile e Peru. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. 3, maio/jun. 2005. Acesso em: 25 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000300008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo para traçar um perfil de atitudes de formandos em enfermagem frente aos transtornos mentais em três culturas diferentes: Brasil, Chile e Peru. Luiz Pedrão e Sueli Galera são docentes da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OMS para o desenvolvimento da pesquisa em enfermagem, da Universidade de São Paulo - EERP-USP e Maria Silva é docente na Faculdad de Enfermería, da Universidad Nacional "Pedro Ruiz Gallo", Lambayeque - Peru. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

PELUSO, Érica de Toledo Piza; BARUZZI, Márcia; BLAY, Sérgio Luís. A experiência de usuários do serviço público em psicoterapia de grupo: estudo qualitativo. Revista de Saúde Pública, v. 35, n. 4, ago. 2001. Acesso em: 19 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102001000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo investigativo, utilizando a metodologia do Grounded Theory, sobre a experiência de usuários de serviço público em uma breve intervenção psicoterápica de grupo, de orientação dinâmica. Os autores pertencem ao Departamento de Psiquiatria, da Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo - DPSIQ-UNIFESP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

PEREIRA NETO, André de Faria. Foucault, Derrida e a história da loucura: notas sobre uma polêmica. Cadernos de Saúde Pública, v. 14, n. 3, jul./set. 1998. Acesso em: 16 maio 2000.
http://www.scielo.br/cgi-bin/fbpe/fbtext?got=last&pid=S0102-311X1998000300022&usr=fbpe&lng=pt&seq=0102-311X-015&nrm=iso&
O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do SciELo, podendo ser carregado em formato PDF. Em 1961, Michel Foucault, publicou o livro Folie et Déraison. Histoire de la Folie à l´âge Classique o que provocou nos anos 60/70 um debate entre o autor e o filósofo Jacques Derrida. O filósofo criticou a proposta metodológica e a organização da História da Loucura apresentada no prefácio da primeira edição. A polêmica levou o autor a retirar da segunda edição o prefácio que abria a primeira versão do livro. Portanto, o objetivo deste artigo é analisar alguns pontos presentes nesta controvérsia. O autor do artigo é da Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz - FIOCRUZ.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

PEREIRA, Maria Alice Ornellas; PEREIRA JR., Alfredo. Transtorno mental: dificuldades enfrentadas pela família. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 37, n. 4, 2003. Acesso em: 27 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/REEUSP/index.php?p=html&id=158
Este estudo tem o objetivo de identificar as dificuldades sentidas por familiares em seu convívio com o doente mental em um Núcleo de Atenção Psicossocial (NAPS) de Ribeirão Preto-SP. A pesquisa utlizou a metodologia qualitativa que possibilitou encontrar quatro categorias (descompasso temporal, culpa, conflitos e perda) que são relevantes para entender o relacionamento do paciente com a família. Também constatou-se a necessidade de intervenções que acolham o sofrimento apresentado por estes familiares, considerando a subjetividde das pessoas e favorecendo dinâmica de ajuda mútua. Maria Pereira é docente do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - DEPCH-EERP-USP e Alfredo Pereira Jr. é docente do Departamento de Educação, do Instituto de Biociências, da Universidade Estadual Paulista - IBB-UNESP, campus de Botucatu. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP, também em formato PDF.
Contato: reeusp@usp.br

PERES, Maria Fernanda Tourinho; NERY FILHO, Antônio. A doença mental no direito penal brasileiro: inimputabilidade, irresponsabilidade, periculosidade e medida de segurança. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v.9, n.2, maio/ago. 2002. Acesso em: 26 jan. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702002000200006&lng=pt
Trata-se de uma investigação sobre a constituição do estatuto jurídico penal dos doentes mentais no Brasil e do modelo de intervenção penal na vida daqueles indivíduos considerados "perigosos" e "irresponsáveis". São analisados os artigos específicos que tratam da doença mental nos códigos penais brasileiros, bem como os textos de juristas comentadores. Maria Peres é pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo – NEV-USP; Antônio Nery Filho é professor do Departamento de Anatomia Patológica e Medicina Legal da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia - UFBA. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: hscience@coc.fiocruz.br

PETRUCCI, Victor A. Os deficientes e as tarefas urgentes do poder público. São Paulo: Rede SACI. Acesso em: 7 maio 2003.
http://www.saci.org.br/index.php?modulo=akemi¶metro=5189
O texto discute como a sociedade e o poder público estão despreparados para atender as pessoas portadoras de deficiências, bem como mostra algumas medidas que poderiam ser tomadas pelos governos municipais em impulsionar políticas e atitudes para um pleno exercício de cidadania. O autor é professor, assessor em Organização de Informação da FEOB e colaborador voluntário da Rede SACI.
Contato: saci@saci.org.br

PHEULA, Gabriel Ferreira; DALGALARRONDO, Paulo; CELERI, Eloísa Helena Rubello Valler; VILELA, Wolgrand Alves. Uso de psicofármacos na lactação: revisão e proposta de manejo. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, v. 52, n. 6, 2003. Acesso em: 07 maio 2008.
http://www.ipub.ufrj.br/documentos/JBP06_2003.pdf
O Artigo, em formato PDF mostra que no período pós-parto, há alto risco de ocorrência de transtornos psiquiátricos, principalmente transtornos de humor, e em especial em mulheres com história de episódios anteriores. A vulnerabilidade para início ou recorrência desses transtornos aumenta a possibilidade de que seja necessário o uso de psicofármacos. A maioria destes é excretada no leite materno, mas há grande variabilidade na quantidade de droga recebida pelo lactente. Entretanto, há poucos dados em relação a sua segurança na lactação. Os autores fizeram uma avaliação dos estudos disponíveis e revisaram o conhecimento atual sobre o uso de psicofármacos na lactação e as conseqüências para o desenvolvimento da criança. Diretrizes para o manejo da lactação em mães tratadas com essas drogas são apresentadas, ressaltando-se que cada caso necessita ser avaliado individualmente, através de análise da relação risco/benefício. Por fim, os autores apresentam recomendações específicas para o manejo psicofarmacológico de cada transtorno psiquiátrico em mães que amamentam. O artigo está disponível através site do Instituto de Psiquiatria - IPUB da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ.
Contato: gpheula@ig.com.br

PINHEIRO, Simone N.; LAPREGA, Milton R.; FURTADO, Erikson F. Morbidade psiquiátrica e uso de álcool em gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde. Revista de Saúde Pública, v. 39, n. 4, ago. 2005. Acesso em: 07 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102005000400012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo transversal, observacional, sobre uma amostra clínica de um serviço obstétrico público de Ribeirão Preto - São Paulo, com o objetivo de investigar a relação entre consumo de álcool e problemas emocionais em gestantes. Os autores são da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo - FMRP-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO e pode ser baixado também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

PINHO, Solange Rubim de et al . Morbidade psiquiátrica entre adolescentes em conflito com a lei. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, v. 55, n. 2, 2006. Acesso em: 27 nov. 2009.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0047-20852006000200006&lng=pt&nrm=iso
O estudo descreve o perfil psiquiátrico, destacando os transtornos em co-morbidade entre os adolescentes em conflito com a lei da Casa de Acolhimento ao Menor, cumprindo medidas de privação de liberdade, em Salvador. O questionário pretende identificar dados demográficos, sinais e sintomas psicopatológicos. Como observou-se alta taxa de co-morbidade psiquiátrica, o que sugere a necessidade de estratégias terapêuticas específicas entre jovens portadores de transtornos mentais envolvidos com a justiça. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO . também em formato PDF .
Contato: editora@ipub.ufrj.br

PONDÉ, Milena Pereira; CAROSO, Carlos. Existirá uma intencionalidade nos diferentes discursos sobre prevenção e planificação em saúde mental? Psychiatry Online Brazil, v. 5, n. 9, 2000. Acesso em: 24 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0900.htm
Trata-se da análise de dois discursos que propõem a planificação da saúde mental e suas consequências para a saúde da população. A autora é psiquiatra, docente do Departamento de Farmacologia da Escola de Medicina e Saúde Pública e o autor, antropólogo, docente do Departamento de Antropologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas- FFCH e do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva do Instituto de Saúde Coletiva- ISC, ambos da Universidade Federal da Bahia - UFBA. Texto disponível na íntegra pela Psychiatry Online Brazil.
Contato: pondem@ufba.br

PONTES, Polyana Alexandre Rolim; FRAGA, Maria de Nazaré de Oliveira. Reforma psiquiátrica no Ceará: descrição de um caso. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 5, n. spe., 1997. Acesso em: 05 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11691997000500006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O texto descreve estudo sobre o funcionamento, estabilidade e continuidade de um novo serviço de saúde mental do Ceará. Está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

POYARES, Dalva et al . Hipnoindutores e insônia. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 27, Supl. 1, 2005. Acesso em: 15 ago. 2006
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-44462005000500002&script=sci_arttext
Texto na íntegra que descreve brevemente o perfil, a utilização clínica e a indicação de alguns hipnóticos e sedativos utilizados como hipnoindutores e contra insônia, respectivamente, destacando-se os medicamentos benzodiazepínicos, alguns antidepressivos sedativos, o Zolpidem e o hormônio melatonina. O texto está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: rbp@abpbrasil.org.br


Q

QUARANTINI, Lucas de Castro; SENA, Eduardo Pondé de; OLIVEIRA, Irismar Reis de. Tratamento do transtorno esquizoafetivo. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 32, Supl.1, 2005. Acesso em: 27 jul. 2006
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832005000700013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra que discute sobre o tratamento farmacológico do transtorno esquizoafetivo e a relação entre este e o transtorno bipolar. Quarantini é mestre em Neurociências, Eduardo Sena é Professor Adjunto de Farmacologia e Irismar Reis é Professor Titular e Chefe do Serviço de Psiquiatria, todos vinculados á Universidade Federal da Bahia - UFBA. O artigo está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: revpsiq@usp.br


R

RABELLO, Patrícia Moreira; CALDAS JÚNIOR, Arnaldo de França. Violência contra a Mulher, Coesão Familiar e Drogas. Rev. Saúde Pública, v.41, n.6, São Paulo, dez. 2007. Acesso em: 27 abr. 2008.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102007000600012&lng=pt
O artigo teve como objetivo avaliar a associação entre coesão, adaptalidade e risco mental familiar com violência física contra a mulher e o uso de drogas. Foi utilizada a metodologia Estudo Caso-Controle, e percebeu-se que o desequilíbrio pela falta de união entre a família e o uso de drogas altera decisivamente no funcionamento familiar, podendo gerar conflitos e agressões domésticas. Os autores são respectivamente da Universidade Federal da Paraíba e da Universidade de Pernambuco. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato:
patriciamrabello@ig.com.br

REBELLO, Lêda Maria de Vargas. Loucura da fome. Cadernos de Saúde Pública, v. 14, n. 3, jul./set.1998. Acesso em: 19 maio 2000.
http://www.scielo.br/cgi-bin/fbpe/fbtext?got=last&pid=S0102-311X1998000300023&usr=fbpe&lng=pt&seq=0102-311X-015&nrm=iso&
O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO , podendo também ser carregado em formato PDF. Trata-se de uma reportagem sobre a fome e a seca, o que poderia estar provocando distúrbios comportamentais na população nordestina. O artigo busca uma reflexão sobre o que essa suposta "loucura" representa para esse grupo de pessoas. O autor é do Departamento de Ciências Sociais em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública, FIOCRUZ.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

REIS, Claudia do Amaral de Meireles. Uma reflexão acerca do diagnóstico de psicose infantil: uma abordagem psicanalítica. Psicologia USP, v.11, n.1, 2000. Acesso em: 03 ago. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642000000100012&lng=pt&nrm=iso
Discute através de um estudo de caso sobre psicose infantil, alguns aspectos do diagnóstico psicanalítico em contraposição ao diagnóstico psiquiátrico, e as implicações decorrentes dessas opções. A autora é da Pontíficia Universidade Católica-SP. O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo ser carregado em formato PDF.
Contato: revpsico@edu.usp.br

REIS, Eduardo José Farias Borges dos et al. Trabalho e distúrbios psíquicos em professores da rede municipal de Vitória da Conquista, Bahia, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 21, n. 5, set./out. 2005. Acesso em: 24 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2005000500021&lng=pt&nrm=iso
Estudo transversal, realizado com professores da rede municipal de ensino de Vitória da Conquista - Bahia, com o objetivo de avaliar a associação entre o conteúdo do trabalho (demanda psicológica e controle sobre o trabalho) e a ocorrência de distúrbios psíquicos menores - DPM entre esses profissionais. O modelo Demanda-Controle, de Karasek, foi empregado para avaliar o conteúdo do trabalho e, para a mensuração dos DPM utilizou-se o Self-Report Questionnaire-20. Verificou-se que as prevalências de DPM foram mais elevadas em professores com trabalho em alta exigência, caracterizado por alta demanda e baixo controle e naqueles em trabalho ativo, com alta demanda e alto controle, mostrando assim, que a saúde mental dos professores está fortemente associada ao conteúdo de seu trabalho. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

REIS, Rosana dos; GARCIA, Maria Lúcia Teixeira. A trajetória de um serviço público em álcool e outras drogas no município de Vitória: o caso do CPTT. Ciência & Saúde Coletiva, v.13, n.6, 2008. Acesso em: 30 mar. 2009.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232008000600032&lng=pt&nrm=iso
Texto que, através de uma pesquisa documental, objetiva analisar o Centro de Prevenção e Tratamento de Toxicômanos - CPTT da cidade de Vitória e refletir o processo municipal de implementação da política de atenção aos usuários de álcool e outras drogas. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rossanarreis@yahoo.com.br

RELATÓRIO final da Conferência Nacional de Saúde Mental: cuidar sim, excluir não 3., 2001, Brasília. Acesso em: 25 set. 2003.
http://www.ee.usp.br/doc/III_ConferenciaNacionalSaudeMental_RelatorioFinal.pdf
O relatório final da 3ª Conferência Nacional de Saúde Mental, realizada em 2001, está disponível na íntegra em arquivo PDF pelo Centro Colaborador da OMS para Pesquisa e Treinamento em Enfermagem em Saúde Mental, sediado no Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Psiquiátrica da Escola de Enfermagem da USP - EEUSP.. Os textos tratam da reforma psiquiátrica brasileira, visando o acesso, qualidade, humanização e o controle social.
Contato: ccomsenf@edu.usp.br

RESMINI, Enio A. M. Suicídio na adolescência. Psychiatry Online Brazil, v. 2, n. 1, 1997. Acesso em: 08 set. 2004.
http://www.priory.com/psych/suicidio.htm
Aborda a depressão na adolescência que é uma fase onde os sintomas depressivos são favoráveis ao aparecimento, podendo culminar com a tentativa de suicídio. O autor é especialista em Psiquiatria do Adolescente e membro da Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP.
Contato: resmini@portoweb.com.br

RIBEIRO, Marli B. Santos; OLIVEIRA, Luiz Roberto de. Terapia ocupacional e saúde mental: construindo lugares de inclusão social. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, vol.9, n.17, 2005. Acesso em: 10 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832005000200023&lng=en&nrm=iso
O artigo apresenta as transformações que vem ocorrendo na assistência psiquiátrica, como o aprimoramento das práticas de terapia ocupacional nos serviços substitutivos, visando à prevenção, promoção, tratamento, reabilitação e inclusão do doente mental na sociedade. Destaca a experiência que vem sendo realizada em Botucatu - SP. Marli Ribeiro é terapeuta ocupacional do Departamento de Neurologia e psiquiatria da Faculdade de Medicinal de Botucatu e Luiz Oliveira é docente da mesma faculdade. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: intface@fmb.unesp.br

RODRIGUES, Maria Josefina Sota Fuentes. O diagnóstico de depressão. Psicologia USP, v.11, n.1, 2000. Acesso em: 08 mar. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642000000100010&lng=pt&nrm=iso
O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO. Analisa a depressão e a melancolia sob o ponto de vista da psicanálise, partindo do referencial teórico psicanalítico, na obra de Freud, Lacan e de alguns de seus comentadores. Discute os fenômenos depressivos bem como os diagnósticos atuais e os limites da quimioterapia. A autora é do Núcleo de Estudos de Pesquisas Psicanalíticas da Psicose na Infância do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo - IP/USP.
Contato: revpsico@edu.usp.br

RODRIGUES, Rosa Maria; SCHNEIDER, Jacó Fernando. A enfermagem na assistência ao indivíduo em sofrimento psíquico. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.7, n3, jul. 1999. Acesso em: 20 jan. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11691999000300006&lng=pt
Trata-se de uma pesquisa qualitativa sobre a assistência de enfermagem ao ser humano em sofrimento psíquico, desenvolvida num hospital psiquiátrico na região oeste do Paraná. Tem como objetivo identificar qual a compreensão que tem o enfermeiro acerca do seu fazer na enfermagem psiquiátrica. Utilizou-se a entrevista aberta abrangendo todos os enfermeiros da instituição, onde os dados foram agrupados em unidades temáticas e analisados através da análise de conteúdo. Rosa Rodrigues é enfermeira, especialista em Enfermagem em Saúde Pública, docente do Departamento de Enfermagem da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE e mestranda do Programa de Enfermagem Fundamental da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP; Jacó Schneider é enfermeiro, mestre em Enfermagem Psiquiátrica, docente do Departamento de Enfermagem da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE e doutorando do Programa Interunidades de Doutoramento em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - EERP-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

ROSA, Moacyr Alexandro; ODEBRECHT, Marina; RIGONATTI, Sérgio Paulo; MARCOLIN, Marco Antonio. Magnetoconvulsoterapia: indução de convulsões com estimulação magnética transcraniana. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 31, n. 5, 2004. Acesso em: 29 jun. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832004000500011&lng=pt
O texto expõe as características da magnetoconvulsoterapia, técnica utilizada para o tratamento de transtornos neuropsiquiátricos, principalmente a depressão, e uma revisão de 11 casos em que a técnica foi aplicada. Está disponivel na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

ROZEMBERG, Brani. O consumo de calmantes e o problema de nervos entre lavradores. Revista de Saúde Pública, v.28, n.4, ago. 1994. Acesso em: 20 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101994000400010&lng=pt
Estudo de caso realizado com os lavradores do município de Conceição do Castelo, localizado na região serrana do Espírito Santo, tendo como objetivo averiguar o consumo de calmantes e a existência de problemas de nervos entre esses indivíduos. Dentre os entrevistados, 30% relataram "problema de nervos" para si e/ou familiares. Em 32% dos relatos, o excesso de trabalho aparece como desencadeador privilegiado de "nervos". Em 88% dos casos, o uso de pelo menos uma dentre 26 drogas psicotrópicas referidas é regular, sendo a dependência explicitada em 47% deles. A referência a esses remédios sobrepõe-se ou substitui a descrição do problema em 53% dos casos, refletindo a introjeção do discurso e práticas médicas pela população. A fragilidade dos limites entre normal e patológico, evidente nas descrições de "nervos" obtidas, reforça o caráter de síndrome interpretada culturalmente. O consumo de calmantes concorre para a manutenção de "nervos" como fenômeno individual e do "nervoso" no papel de "doente crônico", obscurecendo os motivos de seu sofrimento. A facilidade de obtenção das drogas é discutida em relação aos macro-determinantes do consumo de medicamentos. A autora é docente no Departamento de Ciências Biológicas da Escola Nacional de Saúde Pública, no Rio de Janeiro. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

RUIZ, Vanessa Romeiro; LIMA, Alessandra Ribeiro; MACHADO, Ana Lúcia. Educação em saúde para portadores de doença mental: relato de experiência. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 38, n. 2, 2004. Acesso em: 27 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/REEUSP/index.php?p=html&id=111
Este estudo é um relato de experiência de um projeto de educação em saúde num ambulatório de Saúde Mental em São Paulo, realizado por discentes de Enfermagem. Vanessa Ruiz e Alessandra Lima são enfermeiras e Ana Lúcia Machado é docente do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Psiquiátrica, ambas pertencem a Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EE-USP. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP, também em formato PDF.
Contato: reeusp@usp.br


S

SADIGURSKY, Dora et al. Pesquisa em enfermagem psiquiátrica: concepções e expectativas de enfermeiros que atuam em instituições psiquiátricas. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.6, n.5, dez. 1998. Acesso em: 20 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11691998000500012&lng=pt
Estudo qualitativo realizado com enfermeiros que trabalham em instituições psiquiátricas da cidade de Salvador - Bahia, tendo como objeto identificar as concepções e expectativas desses profissionais em relação às pesquisas desenvolvidas na área da Enfermagem Psiquiátrica, possibilitando traçar um perfil sobre o processo de divulgação e utilização dessas pesquisas na atenção e administração da assistência. Para tal, utilizou-se o método da entrevista semi-estruturada. Os resultados apoiaram-se nos pressupostos teórico-metodológicos das Representações Sociais, permitindo concluir-se que a maioria dos enfermeiros não tem acesso às pesquisas específicas da área, bem como demonstram dificuldades em estabelecer a relação e a influência dessas pesquisas nos seus serviços, muito embora admitam sua importância para o desenvolvimento pessoal e profissional. Recomenda-se o desenvolvimento de iniciativas que estimulem os enfermeiros para a busca da renovação de conhecimentos, tendo a investigação incorporada ao seu cotidiano e apreendida como uma atividade natural e necessária. Os autores são docentes da Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia - EEUFBA. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SADIGURSKY, Dora; TAVARES, José Lucimar. Algumas considerações sobre o processo de desinstitucionalização. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.6, n.2, abr. 1998. Acesso em: 07 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11691998000200005&lng=pt
Considerações sobre o processo de desinstitucionalização, analisando-se as dificuldades em se reverter a concepção e o estigma da loucura na sociedade, conformada ao longo da história, assim como, a consolidação de uma infra-estrutura necessária a esse processo, a qual mantém relação direta com todos os sujeitos sociais e determinações políticas. Os autores são docentes da disciplina Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiátrica do Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica e Administração em Enfermagem, da Escola de Enfermagem da Universidade Federal da Bahia - EENFBA-UFBA e, doutorandos do Programa Interunidades de Doutoramento em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - EERP-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SAIDEMBERG, Silvio. Liberação da maconha. Campinas: PUCCAMP, 1997. Acesso em: 24 maio 2000.
http://www.geocities.com/ssaidemb/marijuana.html
O autor é professor de psiquiatria da Faculdade de Ciências Médicas - PUCCAMP. O texto apresenta considerações sobre o respaldo científico para a aprovação da liberação da maconha. Ressalta que o entusiasmo e o partidarismo favorável à aprovação da mesma, não podem estar acima das medidas de segurança para a saúde pública.
Contato: fcm@acad.puccamp.br

SAIDEMBERG, Silvio. Método PROVER. Campinas: PUCCAMP, 1997. Acesso em: 25 maio 2000.
http://www.geocities.com/ssaidemb/prover.html
O autor é professor de psiquiatria da Faculdade de Ciências Médicas - PUCCAMP. O texto versa sobre o "Método Prover" desenvolvido para estimular reflexões e posicionamento em relação ao problema do abuso de drogas. Dentro de uma visão de prevenção primária, o objetivo é de avaliar as atitudes existentes e verificar se elas são suficientemente adequadas e consistentes para oferecer bases mais sólidas de apoio e aprendizado para as crianças e adolescentes, no sentido de evitar o consumo de drogas. O programa é interativo, apresentando um texto escrito, para ser lido e comentado em grupo, uma fita de vídeo que ilustra os dez princípios em prevenção primária e um conjunto de questões formuladas para serem respondidas e discutidas. Os interessados em participar do programa podem obter o endereço para correspondência no site.
Contato: fcm@acad.puccamp.br

SANTIN, Aida; CERESER, Keila; ROSA, Adriane. Adesão ao tratamento no transtorno bipolar. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 32, Supl. 1, 2005. Acesso em: 26 jun. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832005000700015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra que discute alguns fatores responsáveis pela baixa adesão ao tratamento do transtorno bipolar e expõe a psicoeducação, a terapia cognitivo-comportamental e a terapia focada na família como estratégias para aumentar a adesão. O artigo está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

SANTOS, Darci N., BLIZARD, Robert e MANN, Anthony H. Desenvolvimento de escala para medir conceitos de esquizofrenia: experiência entre psiquiatras brasileiros. Revista de Saúde Pública, v. 32, n. 3, jun. 1998. Acesso em: 12 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101998000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
Estudo de análise de relações entre variáveis sóciodemográficas e de formação sobre o escore obtido, da escala que mede aderência ao conceito Bleuleriano e Schneideriano de esquizofrenia entre psiquiatras trabalhando em São Paulo. Darci N. Santos pertence ao Instituto de Saúde Coletiva, da Universidade Federal da Bahia - ISC-UFBA, Robert Blizard e Anthony H. Mann pertencem à Section of Epidemiology and General Practices, do Institute of Psychiatry - IOP. O artigo está disponível na íntegra, somente em língua inglesa, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

SANTOS, Maria Eugênia de S. B. dos; AMOR, Jafesson dos A. do; DEL-BEN, Cristina M. et al. Serviço de emergências psiquiátricas em hospital geral universitário: estudo prospectivo. Revista de Saúde Pública, v. 34, n. 5, out. 2000. Acesso em: 19 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102000000500006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo transversal de serviço regionalizado de emergências psiquiátricas inserido em hospital universitário de emergências pela caracterização da clientela e do atendimento. Maria Eugênia de S. B. dos Santos e Jafesson dos A. do Amor pertencem ao Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - HCRP-FMRP-USP e Cristina M. Del-Ben pertence ao Departamento de Neurologia, Psiquiatria e Psicologia Médica, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - FMRP-USP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

SASSAKI, Romeu Kazumi. O censo de pessoas com deficiência na era da inclusão. São Paulo: Rede SACI. Acesso em: 7 maio 2003.
http://www.saci.org.br/index.php?modulo=akemi¶metro=5269
Texto extraído da Revista Nacional de Reabilitação e disponibilizado pela Rede SACI, canal de difusão e comunicação entre portadores de deficiência. Discute os resultados do Censo de 2000 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE e mostra as limitações do censo em formar um quadro sobre a deficiência no Brasil. O autor é consultor de educação inclusiva da Secretaria de Educação de Goiás.
Contato: saci@saci.org.br

SATO, Leny; BERNARDO, Márcia Hespanhol. Saúde mental e trabalho: os problemas que persistem. Ciência & Saúde Coletiva, v. 10, n. 4, out./dez. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232005000400011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo, a partir da constatação de que os problemas de saúde mental e trabalho, já identificados em meados da década de 1980, persistem. Após retomar a taxonomia de tais problemas, busca evidenciar algumas de suas expressões atuais a partir da assistência e da vigilância em saúde do trabalhador, bem como pela perspectiva de alguns sindicatos mais atentos à questão. Leny Sato pertence ao Departamento de Psicologia Social e do Trabalho, do Instituto de Psicologia, da Universidade de São Paulo - IP-USP e Márcia Bernardo ao Centro de Referência de Saúde do Trabalhador de Campinas - CRST. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br

SCAZUFCA, Marcia; MATSUDA, Cintia MCB. Revisão sobre a eficácia de psicoterapia vs. farmacoterapia no tratamento de depressão em idosos. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 24, supl. 1, abr. 2002. Acesso em: 17 abril 2003
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462002000500012&lng=en&nrm=iso
Trata-se de uma revisão de ensaios clínicos publicados em revistas científicas, que compara a eficácia da medicação antidepressiva em relação à psicoterapia no tratamento de depressão em idosos. O artigo está disponível na íntegra pelo portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF. Os autores pertencem ao Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP.
Contato: abp-publicacoes@dialdata.com.br

SCHENKER, Miriam; MINAYO, Maria Cecília de Souza. A importância da família no tratamento do uso abusivo de drogas: uma revisão da literatura. Cadernos de Saúde Pública, v. 20, n. 3, maio-jun 2004. Acesso em: 03 junho 2004.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2004000300002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Apresenta uma revisão da literatura sobre o engajamento e o tratamento do adicto e de sua família, apontando questões sociais importantes que interferem no trabalho de recuperação realizado em instituições. Possui versão impressa e está disponível na íntegra por meio do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo ser carregado em formato PDF.
Contato: schenkerbrasil@hotmail.com

SCHERER, Zeyne Alves Pires; SCHERER, Edson Arthur. O doente mental crônico internado: uma revisão da literatura. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.9, n.4, jul. 2001. Acesso em: 20 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692001000400010&lng=pt
Trata-se de uma revisão de literatura elaborada com o objetivo de levantar o que os estudiosos têm proposto na última década no que se refere ao trabalho com doentes mentais crônicos internados. Os artigos e textos encontrados foram divididos nos tópicos: características dos doentes crônicos internados, opinião destes sobre a internação e sugestões para melhorar a prática. Como conclusão, os autores propõem uma melhor avaliação com estudos sérios sobre essa clientela, a realidade que a cerca e as possibilidades de intervenção. Zeyne Scherer é enfermeira psiquiátrica, doutoranda da área de Enfermagem Psiquiátrica e especialista em Laboratório do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP; Edson Scherer é professor da Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP, mestre em Ciências Médicas e médico psiquiatra do Departamento de Neurologia, Psiquiatria e Psicologia Médica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - FMRP-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SCHERER, Zeyne Alves Pires; SCHERER, Edson Arthur; LABATE, Renata Curi. Interconsulta em enfermagem psiquiátrica: qual a compreensão do enfermeiro sobre esta atividade? Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.10, n.1, jan./fev. 2002. Acesso em: 20 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692002000100002&lng=pt
Estudo qualitativo realizado com enfermeiros da Unidade de Enfermagem do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – FMRP-USP, visando identificar a compreensão desses profissionais de serviços de clínica médica, cirúrgica e de queimados, acerca da interconsulta em enfermagem psiquiátrica, através do método da entrevista semi-estruturada. Os profissionais apresentaram dificuldades em atuar em situações de assistência relacionadas a recursos instrumentais, provisão de apoio psicológico e manifestações emocionais, além de demonstrarem pouca clareza quanto à interconsulta e ao papel do enfermeiro psiquiátrico interconsultor. Sugere-se a realização de novas pesquisas e a construção de um novo saber direcionado para este tema. Zeyne Scherer é enfermeira psiquiátrica, doutoranda da área de Enfermagem Psiquiátrica e especialista em Laboratório do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP; Edson Scherer é professor da Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP, mestre em Ciências Médicas e médico psiquiatra do Departamento de Neurologia, Psiquiatria e Psicologia Médica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – FMRP-USP; Renata Labate é professora doutora da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SCHNEIDER, Jacó Fernando; TONINI, Nelsi Salete; MARASCHIN, Maristela Salete et al. Indicadores do sofrimento psíquico na zona urbana do município de Cascavel, estado do Paraná. Acta Scientiarum, Health Sciences, v.25, n.1, jan./jun. 2003. Acesso em: 18 jan. 2006.
http://www.ppg.uem.br/Docs/ctf/Saude/2003_1/05_047_03_Jaco%20Schneider_%20Indicadores%20do%20sofrimento.pdf
Trata-se de um estudo de campo junto à comunidade urbana do município de Cascavel - Paraná, tendo como objetivo conhecer os indicadores do sofrimento psíquico em tais indivíduos, podendo fornecer elementos para a construção e consolidação de possíveis serviços alternativos em saúde mental. O texto está disponível, na íntegra, na página da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Estadual de Maringá - UEM.
Contato: rev-acta@uem.br

SECRETARIA NACIONAL ANTIDROGAS. Um guia para sua família. Brasília, s.d. Acesso em: 21 maio 2004.
http://www.senad.gov.br/publicacoes/guia/guia_a.htm
Cartilha elaborada pela Secretaria Nacional Antidrogas - SENAD. Desenvolvida por meio de levantamento feito junto às famílias que procuraram o serviço oferecido pelo Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes - PROAD da Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP.
Contato: senad@planalto.gov.br

SELIGMANN-SILVA, Edith. Saúde mental e automação: a propósito de um estudo de caso no setor ferroviário. Cadernos de Saúde Pública, v.13, supl. 2, 1997. Acesso em: 28 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X1997000600009&lng=pt&nrm=iso
Estudo de caso realizado em uma empresa ferroviária cujo sistema é automatizado, tendo como objetivo avaliar as inter-relações entre saúde mental e os impactos das transformações contemporâneas do trabalho influenciadas por mudanças técnicas, organizacionais e contextuais. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

SHIRAKAWA, Itiro; MARI, Jair J.; CHAVES, Ana C. et al. Expectativa familiar, ajustamento social e diferenças entre os gêneros numa amostra de pacientes esquizofrênicos. Revista de Saúde Pública, v. 30, n. 3, jun. 1996. Acesso em: 12 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101996000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
Estudo de corte transversal, utilizando a metodologia da Escala de Ajustamento Katz (R2 e R3), a Escala de Avaliação Global (GAS) do DSM-III-R e o Escore de Discrepância, para estudar fatores associados às expectativas familiares, aplicado em familiares ambulatoriais esquizofrênicos pela Classificação Internacional de Doenças, 9ª edição. Os autores pertencem ao Departamento de Psiquiatria e Psicologia Médica, da Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP. O artigo está disponível na íntegra, somente em língua inglesa, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

SILVA, Ana Luisa Aranha e; FONSECA, Rosa Maria Godoy Serpa da. Os nexos entre concepção do processo saúde/doença mental e as tecnologias de cuidados. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 11, n. 6, 2003. Acesso em: 20 out. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692003000600015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O estudo do serviço de reabilitação psicossocial, desenvolvido no Centro de Atenção Psicossocial Prof. Luis da Rocha Cerqueira, da Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo, analisa como o trabalho realizado por usuários-trabalhadores, do projeto terapêutico, construído coletivamente, por técnicos e população assistida, interfere na qualidade da assistência prestada e na vida do doente mental. As autoras são: professora assistente e professora titular, que integram o corpo docente da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EE-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SILVA, Ana Luisa Aranha; FONSECA, Rosa Maria Godoy Serpa da. Processo de trabalho em saúde mental e o campo psicossocial. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. 3, maio/jun. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692003000600015&lng=en&nrm=iso
Texto na íntegra, que permite reflexão sobre os elementos constitutivos do processo de trabalho da enfermagem nos campos psiquiátrico e psicossocial no contexto da reforma psiquiátrica. Oferece conteúdo teórico-conceitual para orientar a ação reflexiva de profissionais em saúde mental. Ana Luisa e Rosa Maria são professoras doutora e titular, respectivamente, da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EEUSP. O artigo está disponível, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SILVA, Ana Luisa Aranha; GUILHERME, Maria; ROCHA, Sandra Souza Lima et al. Comunicação e enfermagem em saúde mental: reflexões teóricas. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 8, n. 5, 2000. Acesso em: 21 out. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692000000500010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O objetivo deste trabalho é fazer uma reflexão que busca a sustentação teórica que possa afirmar uma concepção de comunicação, entendida como um processo, que admite uma atitude profissional mais flexível e tolerante com as diferenças individuais. As autoras são enfermeiras, sendo que três delas são doutorandas em enfermagem na Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo - EERP-USP e a outra é livre docente da mesma instituição. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SILVA, Ana Tereza Medeiros C.; BARROS, Sônia. O trabalho de enfermagem no Hospital Dia na perspectiva da reforma psiquiátrica em João Pessoa - Paraíba. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 39, n. 3, 2005. Acesso em: 28 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/REEUSP/index.php?p=html&id=22
Este estudo tem o objetivo identificar a mudança do processo de trabalho de enfermagem em um Hospital Dia em João -PB para atender à necessidade da reforma psiquiátrica proposta como nova política de saúde mental. É uma pesquisa qualitativa que utiliza o referencial teórico do Materialismo Histórico e Dialético. Constatou-se que o processo de trabalho de enfermagem precisa ter elementos que apresentem potencial para articular qualidade formal com a qualidade política, como requisito que deve ancorar a construção de categorias empíricas para explicar o significado que a reforma psiquiátrica assume e exprime nos processos de trabalho de enfermagem. Ana Silva é docente, do Departamento de Enfermagem, Saúde Pública e Psiquiatria - DESPP, do Centro de Ciências da Sáude, da Universidade Federal da Paraíba - CCS-UFPB e Sônia Barros é docente da Escola de Enfermagem, da Universidade de São Paulo - EE-USP. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP, também em formato PDF.
Contato: reeusp@usp.br

SILVA, João Paulo Lyra da; COUTINHO, Evandro da S.F.; AMARANTE, Paulo Duarte. Perfil demográfico e sócio-econômico da população de internos dos hospitais psiquiátricos da cidade do Rio de Janeiro. Cadernos de Saúde Pública, v.15, n.3 , jul./set. 1999. Acesso em: 17 maio 2000.
http://www.scielo.br/cgi-bin/fbpe/fbtext?got=last&pid=S0102-311X1999000300007&usr=fbpe&lng=pt&seq=0102-311X-022&nrm=iso&
O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELo, podendo também ser carregado em formato PDF. Trata-se da realização de um censo dos pacientes em vintes hospitais psiquiátricos do Rio de Janeiro e apresenta as características demográficas e sócio-econômicas dos 3.223 pacientes com idade inferior a 40 anos, em 1995. Os autores pertencem à Superintendência de Serviços de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, do Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos em Saúde da FIOCRUZ, do Núcleo de Estudos Político-Sociais em Saúde e do Departamento de Planejamento e Administração em Saúde da FIOCRUZ.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

SILVA, Kenya de Lima; NÓBREGA, Maria Miriam Lima da; SILVA, Ana Tereza Medeiros Cavalcanti; FERREIRA FILHA, Maria de Oliveira. Influência das necessidades psicossociais na saúde mental das crianças. Online Brazilian Journal of Nursing, v. 3, n. 3, 2004. Acesso em 01 jun. 2006.
http://www.uff.br/nepae/objn303silvaketal.htm
Trata-se de um artigo de revisão bibliográfica, que relaciona as necessidades psicossociais com a saúde mental das crianças de 0 a 5 anos. Os autores: Kenia, Maria Miriam, Ana e Maria de Olveira são docentes da Universidade Federal da Paraíba - UFPB. O artigo está disponível em formato html na revista Online Brazilian Journal of Nursing, da Escola de Enfermagem, da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro.
Contato: isabelcruz@uol.com.br

SILVA, Mariluci Camargo Ferreira da; COSTA JÚNIOR, Moacyr Lobo da; FUREGATO, Antonia Regina Ferreira. Depressão: pontos de vista e conhecimento de enfermeiros da rede básica de saúde. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.11, n.1, jan./fev. 2003. Acesso em: 19 jan. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692003000100002&lng=pt
Trata-se de uma pesquisa para identificar os pontos de vista e o conhecimento sobre depressão de enfermeiros da rede básica de saúde. A amostragem compôs-se de 73 profissionais que, encontraram-se distribuídos em 28 unidades de saúde. Em geral os participantes demonstram ter conhecimentos médios sobre a depressão. Entretanto, as análises individuais indicam que esses profissionais não estão em contato direto e não sabem identificar pacientes deprimidos, não observam estes indicadores nos pacientes por eles atendidos ou não entendem que seja sua tarefa fazer essa identificação. Mariluci Silva é doutoranda, Moacyr Costa Júnior e Antonia Furegato são professores doutores da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SILVA, Raquel de Lima da. Entre “muros”: quando se rompe as relações entre o indivíduo com sofrimento mental e a sociedade - um olhar de assistente social. Campos dos Goytacazes, RJ, 1999. Monografia (Conclusão de Curso) - Departamento de Serviço Social de Campos, Universidade Federal Fluminense. Acesso em: 04 abr. 2000.
http://www.saudemental.med.br/raquel.htm
Trabalho de conclusão de curso apresentado ao Departamento de Serviço Social de Campos da Universidade Federal Fluminense – UFF, para obtenção do título de assistente social, em 1999. O trabalho enfoca o espaço familiar e a cidadania no universo da saúde mental, buscando as múltiplas determinações que permeiam a realidade do indivíduo portador de um sofrimento mental. O primeiro capítulo aborda a relação entre o indivíduo e a sociedade, a construção da subjetividade e da cidadania, a promoção da saúde mental, o espaço familiar e as condições de cidadania. O segundo capítulo enfatiza o contexto sócio-político, as instituições e as novas perspectivas para a saúde mental. Avalia a experiência de alunos de serviço social junto ao trabalho em equipe interdisciplinar. Nos resultados, enfatiza a possibilidade da intervenção do serviço social em contribuir no processo de transformações societárias por meio de um posicionamento crítico-reflexivo, permitindo que os sujeitos se vejam como cidadãos atuantes na vida coletiva.
Contato: saudemental@lagosnet.com.br

SILVA, Viviane Franco da et al. Fatores associados à ideação suicida na comunidade: um estudo de caso-controle. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n.9, 2006. Acesso em: 15 ago. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2006000900014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo de caso-controle, que objetiva identificar variáveis ligadas a idéia de suicídio pelo período de um ano em Campinas, buscando levantar quais o fatores associados. O texto está disponível na íntegra, pelo portal de revistas eletrônicas SciELO e também em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

SILVEIRA, Dartiu Xavier da. Problemas atuais na abordagem terapêutica das farmacodependências. Psychiatry Online Brazil, v. 1, n. 1, 1996. Acesso em: 08 set. 2004.
http://www.priory.com/psych/dartiu.htm
Texto na íntegra, que caracteriza o fenômeno da farmacodependência, apresentando aspectos do tratamento dentre os variados modelos terapêuticos. O autor é coordenador do Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes - PROAD, do Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo - EPM/UNIFESP.
Contato: dartiu@psiquiatria.epm.br

SILVEIRA, Lia Carneiro; BRAGA, Violante Augusta Batista. A equipe de saúde mental numa aproximação sociopoética: das relações interpessoais à produção de subjetividade. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 38, n. 4, 2004. Acesso em: 27 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/REEUSP/index.php?p=html&id=186
Este estudo tem o objetivo de analisar a produção de subjetividade dentro dos novos serviços de saúde mental, utilizando como referencial teórico-metodológico a Sociopoética. Foi encontrado alguns fatores que interferiam nas possibilidades de construção da prática da assistência ao indivíduo em sofrimento mental dentro dos novos serviços como: a culpabilizaçâo que a equipe se submetia; as consequências da divisão técnica e social do trabalho; a polarização entre sujeito produtivo e sujeito individual; a escassa oferta de treinamento para as atividades que exercem; a falta de preparo para desenvolver as ações de saúde mental num espaço extra-manicomial; a instabilidade muitas vezes provocada pelo contato com a loucura; a transição entre os modelos de atenção em saúde mental e as dificuldades de trabalhar em equipe quando a formação profissional estimula o individualismo. Esta pesquisa se mostrou como um importante instrumento de auto-análise, permitindo ao grupo repensar sua prática e multiplicar as possibilidades de produção de sentido para as suas experiências. Lia Silveira é doutoranda em Enfermagem e Violante Braga é docente, ambas pertencem ao Departamento de Enfermagem, da Universidade Federal do Ceará - UFC. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP, também em formato PDF.
Contato: reeusp@usp.br

SILVEIRA, Lia Carneiro; BRAGA, Violante Augusta Batista. Acerca do conceito de loucura e seus reflexos na assistência de saúde mental. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. 4, jul./ago. 2005. Acesso em: 25 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000400019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Reflexão teórica acerca de como se deram historicamente a percepção e a conceituação da loucura e, conseqüentemente, das formas de agir perante ela. As autoras são enfermeiras, e docentes da Universidade Federal do Ceará - UFC. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SILVEIRA, Marília Rezende da; ALVES, Marília. O enfermeiro na equipe de saúde mental: o caso dos CERSAMS de Belo Horizonte. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 11, n. 5, 2003. Acesso em: 21 out. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692003000500012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Este estudo tem o objetivo de descrever as atividades do enfermeiro nas equipes dos Centros de Referência em Saúde Mental - CERSAMS, da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte - MG, focalizando o atendimento e seguimento ao doente mental. Trata-se de estudo qualitativo, cujos dados foram coletados através de entrevista semi-estruturada e submetido à análise do discurso. Os resultados demonstram a inserção dos enfermeiros no trabalho interdisciplinar, assumindo a condução clínica do atendimento e auxiliando-o no seu percurso e na construção de vínculos com as pessoas que tem transtornos mentais. Uma das autoras é mestre em enfermagem e a outra é doutora em Enfermagem, além de coordenadora do Núcleo de pesquisa Administração em Enfermagem - ENF-UFMG. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SOARES, Cláudio de Novaes; COHEN, Lee Stuart. The perimenopause, depressive disorders, and hormonal variability. São Paulo: Medical Journal, v. 119, n. 2, mar. 2001. Acesso em: 03 ago. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-31802001000200008&lng=pt&nrm=iso
Artigo de revisão que aponta o surgimento de transtornos psiquiátricos com maior incidência na fase peri-menopausa, particularmente os quadros depressivos. Descreve as características clínicas, alterações biológicas e aspectos psicossocias relacionados a esse período e apresenta um modelo de abordagem terapêutica para os quadros depressivos. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF, somente texto em inglês. O primeiro autor apresenta dados curriculares cadastrados no CNPq.
Contato: revistas@apm.org.br

SOARES, Paulo José. Uso de medicação na gravidez. Psychiatry Online Brazil, v. 8, n. 8, 2004. Acesso em: 16 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0803_2.htm
Aborda-se a utilização e os efeitos da prescrição de medicamentos durante a gestação de mulheres com transtornos psiquiátricos. Texto disponível na íntegra pelo portal Psychiatry Online Brazil.
Contato: giovanni@dialdata.com.br

SOLDERA, Meire; DALGALARRONDO, Paulo; CORREA FILHO, Heleno Rodrigues et al. Uso de drogas psicotrópicas por estudantes: prevalência e fatores sociais associados. Revista de Saúde Pública, v. 38, n. 2, abr. 2004. Acesso em: 24 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102004000200018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo transversal aplicado na cidade de Campinas - SP, para determinar a prevalência do uso pesado de drogas por estudantes de primeiro e segundo graus em uma amostra de escolas públicas e particulares, e identificar fatores demográficos, psicológicos e socioculturais associados. Os autores pertencem a Faculdade de Ciências Médicas, da Universidade Estadual de Campinas - FCM-UNICAMP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

SOUZA, Carlos Alberto Crespo de Souza. Transexualismo: diagnóstico, tratamento e alteração jurídica da identidade genética. Psychiatry Online Brazil, v. 9, n. 4, 2004. Acesso em: 15 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0404.htm
Aborda-se o transexualismo através da análise psiquiátrica, mostrando os aspectos do diagnóstico, do tratamento e da questão legal da troca de identidade genérica. O autor é psiquiatra e docente do Curso de Especialização em Psiquiatria do Centro de Estudos José de Barros Falcão - CJEBF conveniado a Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre - FFFCMPA. Texto na íntegra, disponível pelo portal Psychiatry Online Brazil.
Contato: crespo@portoweb.com.br

SOUZA, Carlos Alberto Crespo de. A concussão e a síndrome do segundo impacto: o que é e sua importância na clínica dos esportes e psiquiátrica. Psychiatry Online Brazil, v. 8, n. 8, 2003. Acesso em: 20 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0803_1.htm
Aborda-se o efeito das concussões, sobretudo àquelas ocorridas com praticantes de esportes que podem levar a lesões craniencefálicas, analisando as lesões cerebrais e os consequentes distúrbios neuropsiquiátricos. O autor é doutor em Psiquiatria pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. Atua como docente do curso de especialização em Psiquiatria do Centro de Estudos José de Barros Falcão - CEJBF, conveniado a Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre - FFFCMPA. Texto disponível na íntegra pelo portal Psychiatry Online Brazil.
Contato: crespo@portoweb.com.br

SOUZA, Carlos Alberto Crespo de. Déficits de atenção/hiperatividade após traumatismos craniencefálicos. Psychiatry Online Brazil, v. 8, n. 22, 2003. Acesso em: 20 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo1203_a.htm
Trata-se a relação de causalidade entre traumatismos craniencefálicos e o transtorno da falta de atenção por hiperatividade, mostrando suas semelhanças e interações na medicação que podem auxiliar ambos os casos. O autor é doutor em Psiquiatria pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. Atua como docente do curso de especialização em Psiquiatria do Centro de Estudos José de Barros Falcão - CEJBF, conveniado a Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre - FFFCMPA. Texto disponível na íntegra pelo portal Psychiatry Online Brazil.
Contato: crespo@portoweb.com.br

SOUZA, Carlos Alberto Crespo de. O trauma psíquico e o trauma neurológico: tentativa de compreensão a partir de um caso clínico. Psychiatry Online Brazil, v. 5, n. 9, 2000. Acesso em: 24 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/souza0900.htm
Através do estudo de um caso clínico aborda-se a relação entre as lesões cerebrais e o comprometimento psíquico dos acidentados, que podem desenvolver síndrome concussional ou mesmo um transtorno de estresse pós-traumático. O autor fez doutorado em Psiquiatria pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro- IPUB-UFRJ e atua como diretor do Curso de Especialização em Psiquiatria do Centro de Estudos José de Barros Falcão - CEJBF, entidade conveniada com a Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre - FFFCMPA. Texto disponível na íntegra pelo portal Psychiatry Online Brazil.
Contato: crespo@portoweb.com.br

SOUZA, Carlos Alberto Crespo de. Psicoses pós-traumaticas. Psychiatry Online Brazil, v. 8, n. 10, 2003. Acesso em: 20 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo1003.htm
Aborda-se a relação entre os traumatismos craniencefálicos e as psicoses decorrentes, uma questão ainda recente mas que já apresenta estudos significativos. O autor é doutor em Psiquiatria pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. Atua como docente do curso de especialização em Psiquiatria do Centro de Estudos José de Barros Falcão - CEJBF, conveniado a Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre - FFFCMPA. Texto disponível na íntegra pelo portal Psychiatry Online Brazil.
Contato: crespo@portoweb.com.br

SOUZA, Carlos Alberto Crespo de. Quem deve tratar transtornos psiquiátricos em pacientes neurológicos? Psychiatry Online Brazil, v. 8, n. 5, 2004. Acesso em: 16 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/artigo0503_2.htm
Estuda-se a questão em torno de quem é a responsabilidade sobre o tratamento de pacientes neurológicos com transtornos psiquiátricos, se é dos profissionais neurologistas ou psiquiátricos. O autor é doutor em Psiquiatria pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. Atua como docente do curso de especialização em Psiquiatria do Centro de Estudos José de Barros Falcão - CEJBF, conveniado a Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre - FFFCMPA. Texto disponível na íntegra pelo portal Psychiatry Online Brazil.
Contato: giovanni@polbr.med.br

SOUZA, Edinilsa Ramos de; MINAYO, Maria Cecília de Souza; MALAQUIAS, Juaci Vitória. Suicide among young people in selected Brazilian State capitals. Cadernos de Saúde Pública, v. 18, n.3, maio-jun. 2002. Acesso em: 22 ago. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2002000300011&lng=pt&nrm=iso&tlng=en
O estudo faz uma comparação dos indíces de suicídio entre jovens, na faixa etária de 15 a 24 anos, no período de 1979 a 1998, das principais regiões metropolitanas do Brasil. Avalia o suicídio sob o ponto de vista do contexto sócio cultural, dos conflitos individuais internos e como sendo uma doença. O artigo possui versão impressa e está disponível em inglês através do portal de revistas eletrônicas SciELO.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

SOUZA, Fábio Gomes de Matos e. Tratamento do transtorno bipolar: eutimia. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 32, Supl. 1, 2005. Acesso em: 27 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832005000700010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra que discute o tratamento contra o transtorno bipolar, a partir de seu quadro complexo que inclui episódios de depressão, mania, hipomania e eutimia. Fábio Gomes é Professor Adjunto de Psiquiatria da Universidade Federal do Ceará - UFC. O artigo está disponível através do portal de revistas eletrônicas SciELO em formatos HTML e PDF.
Contato: revpsiq@usp.br

SOUZA, Maria Conceição B. Mello e; ALENCASTRE, Márcia Bucchi; SAEKI, Toyoko. Enfermeiros assistenciais das instituições psiquiátricas de Ribeirão Preto: caracterização, formação e atuação. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.8, n.5, out. 2000. Acesso em: 20 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692000000500011&lng=en&nrm=iso
Estudo quantitativo e qualitativo, realizado com enfermeiros que trabalham em instituições psiquiátricas em Ribeirão Preto – São Paulo, tendo como objetivo a caracterização desses profissionais, focalizando sua formação, identificando as ações de enfermagem desenvolvidas rotineiramente e relacionando formação, prática e conhecimento específico da área pelos mesmos. As discussões dos resultados foram alicerçadas em autores que trabalham com o ensino e a pesquisa em enfermagem e enfermagem psiquiátrica. Os dados evidenciaram pessoas predominantemente do sexo feminino, em fase adulta, com tempo razoável de serviço na área. A maioria não procurou por cursos de especialização e atualização, não participou de treinamentos e eventos de enfermagem. Entre as ações que os enfermeiros realizam destacam-se as de natureza burocrática-administrativas. Consideram alguns temas como conhecimento específico da enfermagem psiquiátrica, o mais enfatizado foi o relacionamento terapêutico. Apontaram ainda algumas dificuldades e facilidades para sua formação/atualização, referindo adquirir conhecimentos na prática do dia-a-dia. Sugere-se a elaboração de estratégias mais informais a serem inseridas no cotidiano de trabalho, a fim de que possam vincular novos conhecimentos teóricos à prática. Os autores são professores doutores do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – EERP-USP. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SOUZA, Maria Conceição Bernardo de Mello e. Ações de enfermagem no cenário do cotidiano de uma instituição psiquiátrica. Revista Latino-Americana Enfermagem, v. 11, n. 5, 2003. Acesso em: 21 out. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692003000500017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O objetivo deste estudo foi descrever a atuação dos enfermeiros em uma instituição psiquiátrica estatal, utilizando-se da metodologia qualitativa. Os achados deste estudo evidenciaram que as ações de enfermagem eram predominantemente de natureza burocrática e administrativa e que os profissionais investigados não tinham posição definida sobre a necessidade de realizar intervenção na assistência de enfermagem desenvolvida no local. A autora é professora doutora da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP-USP e do Centro Colaborador da OMS para o desenvolvimento da pesquisa em enfermagem. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SOUZA, Maria de Fátima Marinho; SILVA, Guilherme Rodrigues da. Risco de distúrbios psiquiátricos menores em área metropolitana na região Sudeste do Brasil. Revista de Saúde Pública, v. 32, n. 1, fev. 1998. Acesso em: 12 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101998000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo para descrever e analisar as características associadas ao risco de ocorrência de distúrbios psiquiátricos menores para a categoria de motoristas e cobradores de ônibus urbanos na cidade de São Paulo. As autoras pertencem ao Departamento de Medicina Preventiva, da Faculdade de Medicina, da Universidade de São Paulo - FM-USP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

SOUZA, Rozemere Cardoso de; SCATENA, Maria Cecília Morais. Produção de sentidos acerca da família que convive com o doente mental. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 13, n. 2, mar./abr. 2005. Acesso em: 19 out. 2005.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo sobre os sentidos dados por profissionais do Programa de Saúde da Família - PSF de Ilhéus - Bahia, acerca da família que convive com o doente mental. As autoras são: doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP-USP e professora assistente, da Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC; professora associada, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - EERP-USP e do Centro Colaborador da OMS para o desenvolvimento da pesquisa em enfermagem.O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

SOUZA, Waldir da Silva. Associações civis em saúde mental no Rio de Janeiro: democratizando os espaços sociais. Cadernos de Saúde Pública, v. 17, n. 4, jul./ago. 2001. Acesso em: 03 ago. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2001000400027&lng=pt&nrm=iso
Discute o significado da ação política de três associações de usuários e familiares da área da saúde mental: a Associação de Amigos, Familiares e Doentes Mentais do Brasil - AFDM, a Sociedade de Serviços Gerais para a Integração pelo Trabalho - SOSINTRA e a Associação dos Parentes e Amigos da Colônia Juliano Moreira - APACOJUM. O autor é do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental da Escola Nacional de Saúde Pública. O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

SPADINI, Luciene Simões; SOUZA, Maria Conceição Bernardo de Mello e. A doença mental sob o olhar de pacientes e familiares. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 40, n. 1, 2005. Acesso em: 27 jun. 2006.
http://www.ee.usp.br/reeusp/upload/pdf/228.pdf
Este estudo tem o objetivo de identificar e analisar artigos publicados em periódicos nacionais, dissertações e teses de 1993 a 2003, relativo ao conhecimento que os portadores de transtornos mentais e seus familiares possuem sobre a doença mental. Foram encontrados 19 trabalhos que possibilitaram a identificação de quatro categorias: dificuldade de relacionamento do familiar com o doente; preconceito e estigma; explicação orgânica/ biológica para a doença; o medo e a dor da loucura. Também foi encontrado que há a necessidade de apoio e expansão na rede assistencial de saúde para atender esta demanda. Luciene Spadini é enfermeira da Unidade de Psiquiatria, do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - HCRP-FAMERP e Maria Souza é docente do Departamento de Enfermagem Psiquiátrica e Ciências Humanas, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo - DEPCH-EERP-USP. O artigo está disponível na íntegra na Revista da Escola de Enfermagem da USP - REEUSP.
Contato: reeusp@usp.br

SPARRENBERGER, Felipe; SANTOS, Iná dos; LIMA, Rosângela da Costa. Associação de eventos de vida produtores de estresse e mal-estar psicológico: um estudo de base populacional. Cadernos de Saúde Pública, v. 20, n. 1, jan./fev. 2004. Acesso em: 24 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2004000100042&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo transversal de base populacional, realizado no último trimestre de 1999, entre a população com mais de vinte anos de idade, residente na zona urbana de Pelotas - Rio Grande do Sul, com o objetivo de investigar a associação entre determinados eventos produtores de estresse e a sensação de mal-estar psicológico. A hipótese que motivou este estudo é a de que determinados eventos psicossociais, que apresentem a potencialidade de mudar o curso de uma vida, possam levar a uma ruptura na sensação de sentir-se psicologicamente bem. A ocorrência de morte e doença em familia, separação conjugal, roubo, acidente, migração e perda do emprego no ano anterior à entre vista, foi investigada entre 3.942 pessoas. A análise por regressão logística seguiu modelo hierárquico incluindo, no primeiro nível, características sócio-demográficas individuais, no segundo, eventos estressantes e, no terceiro, o mal-estar psicológico. O maior efeito foi para separação conjugal. Os mais altos riscos atribuíveis na população foram os das variáveis sócio-econômicas (escolaridade 38,2% e renda 32,3%) e o da ocorrência de pelo menos um dos eventos (36,4%). Atuações no plano das políticas públicas, visando a reduzir a ocorrência de eventos sociais negativos e, no plano individual, auxiliando as pessoas a lidar melhor com estes fatos da vida, poderiam contribuir para reduzir substancialmente a sensação de mal-estar psicológico. Felipe Sparrenberger é doutor em Medicina e docente na Fundação Universidade Regional de Blumenau - FURB; Rosângela Lima é doutora em Epidemiologia e docente no Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pelotas - UFPEL. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br


T

TAMADA, Renata; BENY, Lafer. Indução de mania durante o tratamento com antidepressivos no transtorno bipolar. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 25, n. 3, set. 2003. Acesso em: 16 fev. 2004.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462003000300010&lng=en&nrm=iso
Trata-se de um estudo que tem por objetivo realizar uma revisão da literatura sobre a mania induzida por antidepressivos, sua incidência, quadro clínico, fatores de risco e tratamento. Texto disponível na íntegra pelo Portal de revista SciELO e também no formato PDF. As autoras fazem parte do projeto de Assistência e Pesquisa em Transtorno Afetivo Bipolar do Grupo de Doenças Afetivas do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo - USP.
Contato: rbp@abpbrasil.org.br

TANAKA, Oswaldo Yoshimi; LAURIDSEN-RIBEIRO. Desafio para a atenção básica: incorporação da assistência em saúde mental. Cadernos de Saúde Pública, v. 22, n. 9, 2006. Acesso em: 15 ago. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2006000900015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O artigo avalia a atenção em saúde mental no atendimento básico de saúde, por meio de estudo comparativo dos problemas de saúde mental realizados por pediatras e os identificados por meio de aplicação de questionários, com crianças de 5 a 11 anos. O texto está disponível na íntegra, pelo portal de revistas eletrônicas SciELO e também em formato PDF.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br

TELLES, João Sérgio Siqueira. Terapia psicanalítica de família: um importante campo a ser estudado. Psychiatry Online Brazil, v. 5, n. 1, 2000. Acesso em: 10 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/psi0100.htm
Trata-se da família como fator preponderante para objeto de estudo no campo da psiquiatria e da psicoterapia. Texto disponível na íntegra pelo portal Psychiatry Online Brazil.
Contato: setelles@uol.com..br

TELLES, João Sérgio Siqueira. Transtornos de personalidade. Psychiatry Online Brazil, v. 4, n. 11, 1999. Acesso em: 10 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/psi1199.htm
Aborda-se os transtornos da personalidade, distúrbios de difícil diagnóstico que abarcam quase todas as modalidades do comportamento humano, estando oscilantes entre a normalidade e o patológico. Texto disponível na íntegra pelo portal Psychiatry Online Brazil.
Contato: setelles@uol.com..br

TENÓRIO, Fernando. A reforma psiquiátrica brasileira, da década de 1980 aos dias atuais: história e conceitos. Hist. cienc. saude-Manguinhos, v.9, n.1, jan./abr. 2002. Acesso em: 19 jan. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702002000100003&lng=pt
Trata-se de um trabalho de revisão da reforma psiquiátrica brasileira nas décadas de 1980 e 1990, até a promulgação da Lei de Saúde Mental, em abril de 2001. Apresenta as experiências inaugurais de Santos (SP), do Centro de Atenção Psicossocial Luiz Cerqueira (SP), a situação atual do processo de substituição asilar no país e a reestruturação da assistência no município do Rio de Janeiro. O texto está disponível, na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO.
Contato: hscience@coc.fiocruz.br

TORRE, Eduardo Henrique Guimarães; AMARANTE, Paulo Duarte de Carvalho. Protagonismo e subjetividade: a construção coletiva no campo da saúde mental. Ciência & Saúde Coletiva, v. 6, n.1, 2001. Acesso em: 06 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232001000100006&lng=pt
Trata-se de uma reflexão sobre as origens e as bases históricas e conceituais da produção de subjetividade do sujeito considerado louco. Analisa a importância do conceito de alienação mental na formação do lugar social da loucura na sociedade moderna e, com ele, a constituição de um sujeito alienado, incapaz de subjetividade e de desejo: um não-sujeito da loucura "medicalizada". Em continuidade, após uma elaboração sobre a genealogia da subjetividade, reflete sobre as práticas atuais no campo da saúde mental que têm como proposta a construção coletiva do sujeito da loucura, não mais como sujeito alienado, mas como protagonista de uma nova relação social com a loucura. Os autores são docentes na Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: revscol@fiocruz.br


U

LIVRETO informativo sobre drogas psicotrópicas. São Paulo: UNIFESP/CEBRID, 2003. 64 p.
http://www.cebrid.epm.br/Livreto/Livreto.zip
Publicação que reúne uma série de folhetos com definições, efeitos agudos, crônicos e tóxicos de diferentes drogas psicotrópicas. É recomendado para alunos da 6ª série do ensino fundamental. Está disponível em arquivo PDF, pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas - CEBRID, do Departamento de Psicobiologia, da Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP e na Secretaria Nacional Antidrogas, Observatório Brasileiro de Informações sobre Drogas - OBID.
Contato: cebrid@psicobio.epm.br


V

VALENTINI, Willians; LEVAV, Itzhak; KOHN, Robert et al. Treinamento de clínicos para o diagnóstico e tratamento da depressão. Revista de Saúde Pública, v. 38, n. 4, ago. 2004. Acesso em: 24 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102004000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo aplicado em clínicos e pacientes da cidade de Campinas - SP, para avaliar os resultados da aplicação de programa de treinamento da Organização Mundial de Saúde, voltado para diagnóstico e tratamento da depressão, dirigido a médicos clínicos gerais. Willians Valentini pertence ao Serviço de Saúde "Dr. Cândido Ferreira" de Campinas - SP, Itzhak Levav pertence ao Ministério da Saúde de Jerusalém - Israel e Robbert Kohn ao Department of Psychiatry and Human Behavior, da Brown University Providence. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

VARELLA, Drauzio. As famílias precisarão preparar-se antecipadamente para dar assistência aos mais velhos. São Paulo: Rede SACI. Acesso em: 07 maio 2003.
http://www.saci.org.br/index.php?modulo=akemi¶metro=5242
Texto extraído da Folha de São Paulo no qual o autor descreve um quadro geral do comportamento de pessoas idosas que possuem algum tipo de transtorno mental ligado às demências. Discute o papel dos serviços de saúde no tratamento e a importância da preparação das famílias na assistência para esse público. Disponível pela Rede SACI, canal de difusão e comunicação entre portadores de deficiência.
Contato: saci@saci.org.br

VENÂNCIO, Ana Teresa A Ciência psiquiátrica e política assistencial: a criação do Instituto de Psiquiatria da Universidade do Brasil. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v.10, n.3, set./dez. 2003. Acesso em: 23 jan. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702003000300005&lng=pt
Trata-se de uma análise da relação estabelecida entre a ciência psiquiátrica e a política assistencial na história da psiquiatria brasileira, em especial no período que se inicia com a criação do Instituto de Psiquiatria da Universidade do Brasil - IPUB, em 1938, até 1950. Indica como historicamente, ciência e assistência pública psiquiátrica que se desenvolveram distintamente na França e na Alemanha e suas respectivas influências para o contexto brasileiro. A autora é professora visitante da Casa de Oswaldo Cruz e pesquisadora do CNPq. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: hscience@coc.fiocruz.br

VERAS, Renato P.; COUTINHO, Evandro da S. F. Estudo de prevalência de depressão e síndrome cerebral orgânica na população de idosos, Brasil. Revista de Saúde Pública, v.25, n.3, jun. 1991. Acesso em: 07 mar. 2006.
http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101991000300008&lng=pt
Estudo de prevalência de síndrome cerebral orgânica e depressão em uma população de idosos em três distritos da cidade do Rio de Janeiro - RJ. Tomando como referência a literatura nacional e internacional são discutidos os fatores associados às diferenças entre as taxas de prevalência de síndrome cerebral orgânica e as taxas de depressão apresentadas nas três localidades. Foram ainda calculadas as taxas de prevalência corrigidas pelos dados de sensibilidade e especificidade para ambos os diagnósticos. Os autores são docentes no Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - IMS-UERJ. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

VERAS, Renato P; COUTINHO, Evandro. Prevalência da síndrome cerebral orgânica em população de idosos de área metropolitana da região sudeste do Brasil. Revista de Saúde Pública, v.28, n.1, fev. 1994. Acesso em: 14 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101994000100004&lng=pt
Aborda os principais resultados do estudo de prevalência de síndrome cerebral orgânica em população idosa, realizado em três municípios da cidade do Rio de Janeiro. Verificou-se que idosos com perda de autonomia e dependência são fortemente associados à síndrome cerebral orgânica. São apresentadas diversas hipóteses e associações com vários indicadores socioeconômicos a fim de explicar a disparidade entre os resultados obtidos em cada cidade. Os autores são docentes no Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - IMS-UERJ. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

VERSIANI, Marcio. A necessidade do grupo-controle com placebo em pesquisas sobre a eficácia de tratamentos psiquiátricos. Revista Bioética, v. 8, n. 1, 2000. Acesso em: 9 jun. 2006.
http://www.portalmedico.org.br/revista/bio1v8/artigo2.htm
O estudo discute sobre a necessidade do grupo-controle com placebo para a determinação da eficácia de psicofármacos no tratamento de diferentes transtornos mentais pelas agências reguladoras dos EUA, UE, Japão e comunidade científica internacional, pois verificou que o aperfeiçoamento da terapêutica psiquiátrica depende de pesquisas metodologicamente bem desenhadas e éticas sendo necessário a utilização deste grupo-controle com placebo. Marcio Versiani é docente em Psiquiatria na Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: revistabioetica@gw.cfm.org.br

VIEIRA FILHO, Nilson Gomes; MORAIS, Silvia Raquel Santos de. A prática da clínica psicossocial: construindo o diálogo como cliente dito "psicótico". Psicologia: Ciência e Profissão, v. 23, n. 3, 2003. Acesso em: 21 maio 2004.
http://www.revistacienciaeprofissao.org/artigos/23_03/artigo05_1.htm
Pesquisa que focaliza a dialogicidade subjacente à prática clínica psicossocial, com o cliente dito "psicótico", no contexto de uma clínica-escola federal. Destaca-se que a empatia, a disponibilidade, a solidariedade e a transferência amistosa seriam indispensáveis para manter a dialogicidade, porém muitas vezes a eficácia terapêutica é dificultada pela identificação do cliente ao papel de doente/louco e pela falta de serviços de reinserção social.
Contato: gomes@ufpe.br

VIEIRA, Rodrigo Machado. Alcoolismo em transtorno bipolar: curso da doença e avaliação da relação familiar-genético na co-ocorrência e co-transmissão. Psychiatry Online Brazil, v. 3, n. 7, 1998. Acesso em: 09 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/bipolar.htm
O artigo estuda a coorrelação entre o alcoolismo e o transtorno bipolar, uma associação frequente em pacientes, e, que apresenta semelhanças por serem doenças familiares, com predisponentes genéticos. O autor atua como supervisor do Serviço de Psiquiatria da Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre - FFFCMPA. Texto disponível na íntegra pelo portal Psychiatry Online Brazil.
Contato: rvieira@pro.via-rs.com.br

VIETTA, Edna Paciência, KODATO, Sérgio; FURLAN, Reinaldo. Reflexões sobre a transição paradigmática em saúde mental. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 2001. Acesso em: 07 jul. 2006
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692001000200014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
O texto é o resultado da reflexão sobre a necessidade de substituição do modelo em vigor, por outro que busque preservar a liberdade do paciente e o caráter relacional da expressividade humana, na área de saúde mental. Está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

VILLA, Eliana Aparecida; CADETE, Matilde Meire Miranda. Portas abertas: novas possibilidades no ensino da enfermagem psiquiátrica. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.8, n.6, dez. 2000. Acesso em: 20 fev. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692000000600003&lng=pt
Estudo de caso realizado com os alunos do curso de enfermagem da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais – Enf-UFMG, matriculados na disciplina Enfermagem Psiquiátrica, durante o estágio prático desenvolvido no CERSAM-NOROESTE, da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, tendo como objetivo analisar a experiência de ensino em um novo serviço de atenção à saúde mental. A partir das descrições dos discentes e através dos resultados encontrados, contribuir para a reestruturação do ensino de enfermagem psiquiátrica. Os discursos dos alunos mostram o sentido desse estágio para sua formação, apontando ter sido uma experiência rica a ser mantida, pois lhes permitiu conhecer o papel e a atuação do enfermeiro, desenvolver uma assistência contemplando teoria e prática, além de reconhecer o doente mental como cidadão. Eliana Villa é mestranda em enfermagem e professora auxiliar do Departamento de Enfermagem Aplicada da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais - Enf-UFMG; Matilde Cadete é doutora em enfermagem e professora adjunta do Departamento Materno-Infantil da instituição citada. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

VITOLO, Ymara Lúcia Camargo; FLEITLICH-BILYK, Bacy; GOODMAN, Robert et al. Crenças e atitudes educativas dos pais e problemas de saúde mental em escolares. Revista de Saúde Pública, v. 39, n. 5, out. 2005. Acesso em: 10 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102005000400016&lng=pt&nrm=iso&tlng=es
Estudo de corte transversal em escolares das primeiras três séries do ensino fundamental, de escolas públicas e particulares de Taubaté - São Paulo, para verificar a prevalência e fatores de risco para problemas de saúde mental em escolares e sua possível relação com crenças e atitudes educativas de pais/cuidadores. Ymara Lúcia Camargo Vitolo pertence ao Departamento de Psiquiatria, da Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo - EPM-UNIFESP, Bacy Fleitlich-Bilyk ao Departamento de Psiquiatria, da Faculdade de Medicina, da Universidade de São Paulo - FM-USP e Robert Goodman ao Department of Child and Adolescent Psychiatry, Institute of Psychiatry, do King´s College London - IOP-KCL. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO e pode ser baixado também em formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br

VOLCAN, Sandra Maria Alexandre et al. Relação entre bem-estar espiritual e transtornos psiquiátricos menores: estudo transversal. Revista de Saúde Pública. v. 37, n. 4, ago. 2003. Acesso em: 04 nov. 2003.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102003000400008&lng=pt&nrm=iso
Trata-se de um estudo realizado com estudantes universitários em Pelotas - RS, com o objetivo de analisar a influência do bem-estar espiritual na saúde mental dos jovens, e como este pode ser considerado um fator de proteção para transtornos psiquiátricos menores. O texto está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também no formato PDF. O site disponibiliza endereço do autor e Curriculo Lattes.
Contato: revsp@org.usp.br


W

WADI, Yonissa Marmitt. Aos loucos, os médicos: a luta pela medicalização do hospício e construção da psiquiatria no Rio Grande do Sul. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v.6, n.3, nov. 1999/fev. 2000. Acesso em: 07 mar. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702000000100008&lng=pt
Discute alguns aspectos do processo de constituição do campo do saber e da prática psiquiátrica no Rio Grande do Sul, enfocando particularmente os movimentos deflagrados no sentido de medicalização do Hospício São Pedro, criado no final do século XIX, no âmbito de um projeto filantrópico, mas reivindicado pelos alienistas como seu espaço de poder, reconstituindo aspectos fundamentais da luta por afirmação e legitimação da prática alienista a partir da análise da problemática das admissões, destacando-se a crítica médica estabelecida ao longo desse período direcionada à denúncia de tudo o que escapava ao controle dos psiquiatras. A autora é professora do Departamento de História da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste. O artigo está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO.
Contato: hscience@coc.fiocruz.br


X

XAVIER, Flávio et al. Transtorno de ansiedade generalizada em idosos com oitenta anos ou mais. Revista de Saúde Pública, v. 35, n. 4, ago. 2002. Acesso em:16 fev. 2004.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102001000300013&lng=pt&nrm=iso
Tem por objetivo descrever a prevalência de transtorno de ansiedade generalizada em uma população de idosos com idade acima de 80 anos residentes em uma comunidade, e comparar os padrões de sono, a função cognitiva e a taxa de prevalência com outros diagnósticos psiquiátricos. Texto disponível na Revista de Saúde Pública, também no formato PDF.
Contato: revsp@org.usp.br


Z

ZANINI, Márcia Helena; CABRAL, Rita Regina Fabri. Psicoterapia de grupo na esquizofrenia. Psychiatry Online Brazil, v. 4, n. 1, 1999. Acesso em: 10 set. 2004.
http://www.polbr.med.br/arquivo/psgresq.htm
Aborda-se a psicoterapia como um recurso terapêutico, que pode atuar juntamente com medicamentos, na reabilitação e recuperação do paciente com esquizofrenia. Texto disponível na íntegra pelo portal Psychiatry Online Brazil.
Contato: mmzanini@dialdata.com.br

ZERBETTO, Sonia Regina; PEREIRA, Maria Alice Ornellas. O trabalho do profissional de nível médio de enfermagem nos novos dispositivos de atenção em saúde mental. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 13, n. 1, jan./fev. 2005. Acesso em: 24 abr. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000100018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Estudo de levantamento bibliográfico abrangendo o profissional de nível médio de enfermagem nos serviços alternativos de saúde mental, com o objetivo de refletir sobre o seu trabalho, considerando o modelo psicossocial e as suas ações de intervenção na assistência, baseadas no referencial teórico de tecnologias leves. Sonia Zerbetto é enfermeira, doutoranda da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OMS para o desenvolvimento da pesquisa em enfermagem, Universidade de São Paulo - EERP-USP e docente do Senac de São Carlos, e Maria Alice Pereira é enfermeira, doutora e docente da Faculdade de Medicina, da Universidade Estadual Paulista de Botucatu - FMB-UNESP. O artigo está disponível na íntegra, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

ZERBETTO, Sonia Regina; RODRIGUEZ, Antonia Regina Furegato. Relacionamento não diretivo do enfermeiro com paciente em processo de ressocialização. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v.5 n.spe, 1997. Acesso em: 06 jul. 2006.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11691997000500010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
Texto na íntegra, que trata da interação entre um enfermeiro e um paciente em fase de ressocialização. Está disponível, através do portal de revistas eletrônicas SciELO, também em formato PDF.
Contato: rlae@eerp.usp.br

ZUCCHI, Marcia. Depressão na gravidez e prematuridade: aspectos epistemológicos da investigação. Caderno de Saúde Pública, v. 15, n. 1, jan./mar. 1999. Acesso em: 03 ago. 2002.
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X1999000100010&lng=pt&nrm=iso
O artigo analisa a depressão na gravidez e sua possível implicação na ocorrência de partos prematuros. O estudo objetiva mostrar algumas dificuldades de delimitação do quadro nosográfico, bem como apresentar e discutir as conclusões de algumas pesquisas que buscam associar depressão na gravidez e parto prematuro. O artigo possui versão impressa e está disponível na íntegra através do portal de revistas eletrônicas SciELO, podendo também ser carregado em formato PDF. A autora é do Rio de Janeiro.
Contato: cadernos@ensp.fiocruz.br



Navegação da Biblioteca